Está circulando nas redes sociais uma ideia que poderia consertar o Brasil.

BrasilLei de Reforma do Congresso de 2013 (emenda à Constituição) PEC de iniciativa popular: Lei de Reforma do Congresso (proposta de emenda à Constituição Federal)

1. Fica abolida qualquer sessão secreta e não-pública para qualquer deliberação efetiva de qualquer uma das duas Casas do Congresso Nacional. Todas as suas sessões passam a ser abertas ao público e à imprensa escrita, radiofônica e televisiva.

2. O congressista será assalariado somente durante o mandato. Não haverá ‘aposentadoria por tempo de parlamentar’, mas contará o prazo de mandato exercido para agregar ao seu tempo de serviço junto ao INSS referente à sua profissão civil.

3. O Congresso (congressistas e funcionários) contribui para o INSS. Toda a contribuição (passada, presente e futura) para o fundo atual de aposentadoria do Congresso passará para o regime do INSS imediatamente. Os senhores Congressistas participarão dos benefícios dentro do regime do INSS exatamente como todos outros brasileiros. O fundo de aposentadoria não pode ser usado para qualquer outra finalidade.

4. Os senhores congressistas e assessores devem pagar por seus planos de aposentadoria, assim como todos os brasileiros.

5. Aos Congressistas fica vetado aumentar seus próprios salários e gratificações fora dos padrões do crescimento de salários da população em geral, no mesmo período.

6. O Congresso e seus agregados perdem seus atuais seguros de saúde pagos pelos contribuintes e passam a participar do mesmo sistema de saúde do povo brasileiro.

7. O Congresso deve igualmente cumprir todas as leis que impõe ao povo brasileiro, sem qualquer imunidade que não aquela referente à total liberdade de expressão quando na tribuna do Congresso.

8. Exercer um mandato no Congresso é uma honra, um privilégio e uma responsabilidade, não um uma carreira. Parlamentares não devem servir em mais de duas legislaturas consecutivas.

Não custa sonhar.

Eduardo Grachten

Abinee e Sebrae pretendem aumentar em 10% o faturamento de MPEs. Micro e pequenas empresas do setor eletroeletrônico gaúcho estão convidadas a participar da terceira edição do Projeto de Desenvolvimento da Cadeia de Valor de MPEs, desenvolvido pela Abinee em parceria com o Sebrae, que pretende capacitar as MPEs com ferramentas de controle de gestão e alavancar negócios para aumentar em até 10% seu faturamento.
Para este ano, o projeto prevê mais de 500 horas de cursos e consultorias com temas como: Programa de Indicadores de Desempenho, Curso de Produtividade em Vendas de Soluções Complexas, Métodos Ágeis para Gestão de Projetos e Gestão Financeira. As empresas participantes também receberão subsídio de 50% para participação no estande coletivo das entidades na 28ª FIEE, principal feira nacional do setor eletroeletrônico, que ocorre de 23 a 27 de março de 2015, em São Paulo.
O custo para a participação no Projeto, garantindo o acesso a todos os cursos, capacitações e consultorias descritos na apresentação, é de 10 parcelas de R$ 145,00. Os interessados devem solicitar o Termo de Adesão pelo e-mail abineers@via-rs.net.
sebrae

PUCRS desenvolve plano de marketing para APL Automação e Controle

Com recursos da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI), a PUCRS apresentou uma proposta de trabalho para elaboração de um plano de desenvolvimento e marketing para qualificar o Arranjo Produtivo Local (APL) Automação e Controle do eixo Porto Alegre – Caxias do Sul.

“Buscamos fazer com que o Arranjo tenha um conjunto de ações para torná-lo mais ativo”, explica Kellen Fraga, assessora do Núcleo de Apoio à Gestão da Inovação da PUCRS.

O APL Automação e Controle reúne mais de 60 empresas de automação industrial e predial do eixo Porto Alegre–Caxias do Sul que, juntas, faturam mais de R$ 1,7 bilhão e empregam mais de sete mil pessoas.

Na última reunião geral do APL, também foi apresentado um relato da visita técnica ao Vale da Eletrônica, na pequena cidade de Santa Rita do Sapucaí, em Minas Gerais, e conhecida a nova coordenadora executiva do APL Automação e Controle, Elizabeth Oliveira.

APL

Tecnopuc vai promover negócios entre empresas de tecnologia

Empresas do setor eletroeletrônico gaúcho associadas da Abinee terão mais oportunidades de negócios com o projeto “Aceleração de Sinergias no Tecnopuc”. A iniciativa vai montar um sistema de cruzamento de demandas e ofertas de tecnologia entre as empresas instaladas no Parque Científico e Tecnológico da PUCRS.

“A proposta é que as entidades se conheçam, dialoguem e preencham as necessidades umas das outras”, comenta Clarice Lamb, coordenadora do projeto.

O “Aceleração de Sinergias no Tecnopuc” iniciou em dezembro e deve durar oito meses. A primeira etapa consiste em mapear o que cada empresa oferece e de quais serviços e tecnologias necessita. Na segunda etapa, que deve iniciar no final de março, será realizado um cruzamento entre as competências e necessidades de cada negócio. Por último, e equipe coordenadora do projeto pretende planejar ações para que a sinergia entre as empresas se mantenha.

O departamento de Projetos e Negociações do Tecnopuc é o responsável pela liderança do projeto e por intermediar as relações entre as empresas. Assim, as companhias também podem procurar este departamento quando quiserem solucionar alguma necessidade. Palestras e encontros entre representantes de empresas do Tecnopuc e da Abinee também devem ser organizados. O projeto ainda está em construção, mas a ideia é que estimule, a longo prazo, o networking entre as organizações.

Tecnopuc

A Alfacomp é uma das empresas participantes do projeto.

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]