A utilização da alta frequência com controle da potência aplicada, em lugar de utilizar tensão senoidal a 60 Hz, demonstrou diminuição das ocorrências de hematomas, salpicamentos e quebras de ossos, levando a uma melhora na qualidade da carne.

O Insensibilizador de suínos é um equipamento eletrônico que gera tensões e correntes em alta frequência e onda quadrada, utilizado para efetuar a insensibilização de suínos no momento do abate. O Insensibilizador retifica a tensão de alimentação (220VCA) gerando uma tensão DC de 311 volts. Esta tensão é utilizada por um circuito de chaveamento em ponte que alimenta um transformador isolador com uma onda quadrada de 311 volts pico a pico e com frequência e largura de pulsos ajustáveis. A saída do transformador constitui a tensão de insensibilização.

KIT para insensibilizador eletrônico de suínos

O módulo de controle 2022 e o módulo de potência 9801 fabricados pela Alfacomp constituem desde 1998 a solução mais consagrada para a insensibilização de suínos no Brasil. Desde sua introdução no mercado foram responsáveis pela melhoria da qualidade no abate de suínos e pelo aumento na produtividade dos frigoríficos do país.

Insensibilizador de suínos

Módulo de controle 2022

Este módulo gera os sinais de chaveamento para o módulo de potência. Além disso, monitora a corrente fornecida pelo módulo de potência, diminuindo a largura dos pulsos de chaveamento, de maneira a limitar a energia fornecida.

Módulo de controle 2022

AJUSTES DO MÓDULO
Ajuste de frequência Permite ajustar a frequência do sinal de saída dentro da faixa de 500 a 1000 Hz.
Ajuste de tensão Permite ajustar a largura dos pulsos da onda quadrada de 0 a 100% de largura. 0% corresponde a uma tensão RMS igual a zero e 100% corresponde a uma tensão RMS de aproximadamente 280 V na saída do módulo de potência.
Ajuste de corrente Permite ajustar entre 0,5 A e 6 A corrente de saída do módulo de potência, na qual começa a ser limitada a largura dos pulsos da onda quadrada entregue pelo módulo. Ex.: Digamos que o trimpot de ajuste de corrente esteja no meio. Isto corresponde a aproximadamente 3 A. Para cargas até 3 A, a largura dos pulsos da onda quadrada que sai do módulo de potência será aquela ajustada pelo potenciômetro de ajuste de tensão. Para cargas acima de 3 A, a largura do pulso é diminuída bastante, ocasionando a proteção por limitação de potência entregue. Ou seja, a amplitude da onda continua sendo de 311 Vpp, mas a largura cai, diminuindo a tensão RMS e consequentemente a potência entregue.

Módulo de potência 9801

Este módulo consiste em um inversor em ponte utilizando transistores FET. O módulo incorpora ainda os capacitores de filtragem da tensão retificada pela ponte retificadora SKB25/4. Este módulo transforma a tensão DC de 331 V em uma tensão alternada de formato quadrado e frequência e largura de pulsos comandados pelo módulo 2022.

Módulo de potência 9801

Esquemático básico do insensibilizador

A figura a seguir apresenta a um esquemático básico para a montagem de um insensibilizador de suínos utilizando os módulos 2022 e 9801.

Esquemático insensibilizador 1

Especificação do transformador recomendado

  • Potência: 2500 VA
  • Primário: 311 VCA
  • Secundário: 450 VCA
  • Frequência: 300 HZ

Cuidados na montagem do Kit

Ligações elétricas

Na montagem ou substituição de módulos, observar rigorosamente as orientações do esquemático. Qualquer ligação errada pode levar a destruição dos módulos.

Ventilação

O módulo de potência precisa operar sob ventilação forçada. Se for observado que o ventilador não está funcionando, este deve ser reparado.

Manuseio

O equipamento opera com tensões letais. O manuseio dos módulos somente pode ser feito por pessoal treinado. O módulo de potência pode conter tensão de até 311 V armazenada nos capacitores da placa.

Instalação e operação

Ligações elétricas

O quadro do Insensibilizador deve ser ligado conforme o esquema, com alimentação de 220VCA, NEUTRO e TERRA.

Ajustes iniciais

Inicialmente, devem ser adotados os seguintes ajustes:

  • Tensão: 50 %
  • Frequência: 0,7 kHz
  • Corrente: trimpot ajustado na posição central

Após a operação inicial, podem-se ajustar estes parâmetros para obter melhoras na insensibilização e na qualidade da carne.

Resistência a curto circuito na forquilha

O equipamento foi projetado para resistir a curto circuito momentâneo.  Curto circuito de muitos segundos ou repetitivos podem levar a queima dos módulos.

Versões montadas de insensibilizador

A Alfacomp fornece o insensibilizador montado em painel elétrico pronto para a instalação. Consulte nosso comercial sobre as versões disponíveis.

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]
 

Muitos CLPs de pequeno porte e baixo custo não possuem entradas e saídas analógicas, nem conexão para módulos de expansão. Em aplicações de pequeno porte, onde o custo é fundamental, podemos “criar” entradas e saídas analógicas à partir das entradas e saídas digitais, viabilizando assim aplicações de automação de excelente custo-benefício.

A interface analógica IA2820 constitui um conversor multiplexado de sinais. Tem a capacidade de converter até 8 sinais analógicos de corrente de 4 a 20mA gerando uma saída em pulsos, de freqüência proporcional a entrada selecionada. Sua utilização destina-se às configurações de CLPs que possuem entrada de contagem rápida, viabilizando aquisição de até 8 sinais analógicos por módulo IA2820 a um preço extremamente competitivo. Para cada entrada analógica, o módulo é dotado de conexão destacável para: 24V, Sinal e GND. Desta forma, o módulo funciona também como borneira economizando espaço e tempo de montagem.
Alimentação: 18 a 30 VDC
Consumo: 200 mA máximo
Entradas Analógicas: 8 entradas 4 a 20 mA
Impedância de entrada: 220 ohm
Saída: Pulsos com amplitude da tensão de alimentação e freqüência de 600 a 3000 Hz
Entradas de Seleção: 3 entradas em 24 VDC
Entradas analógicas e conexão aos 24V protegidas por supressor de transientes (Transorb), e fusíveis rearmáveis (PTC) individuais

O módulo ALFACOMP IA2801 consiste em uma solução de alto desempenho e baixo custo para conversão de pulsos de uma saída digital de CLP para sinal analógico de tensão e corrente. De formato adequado para montagem em painéis elétricos de automação industrial, é alojado em gabinete metálico para encaixe em trilho DIN.
Tensão de Alimentação: +24Vcc
Consumo de energia: 100 mA max
Entrada: Trem de pulsos (1 a 255 pulsos com amplitude de 24Vpp)
Saída: Tensão: 0 a 10V – 50mA máx
Corrente: 4 a 20mA
Temperatura de operação: -40°C a +80°C
Umidade: 10% a 90% (não condensante)
Dimensões: Altura 73 x Largura 23 x Profundidade 51 mm
Forma: Placa eletrônica alojada em gabinete metálico para encaixe em trilho DIN
http://www.alfacomp.ind.br/

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

O QUE É TELEMETRIA DE ETAs e ETEs?

A palavra TELEMETRIA tem origem no Grego e significa MEDIÇÃO A DISTÂNCIA. No cotidiano do profissional de automação industrial a palavra telemetria tem significado mais amplo e engloba a medição e o controle de processos a distância. Um processo industrial pode ser definido como um conjunto de equipamentos organizados e ajustados de forma a produzir um resultado. Por exemplo, no caso de uma estação de tratamento de água, a fase de aplicação de cloro à água pode ser definida como um processo integrante da atividade de transformação da água bruta em água tratada. Os sistemas de automação e telemetria de elevatórias, reservatórios e estações de tratamento de água e esgoto são de fundamental importância para a melhoria dos processos de saneamento. Fornecem em tempo real as medições dos parâmetros hidráulicos, mecânicos e elétrico das estações componentes do sistema. A leitura e registro dos históricos de vazões, pressões, níveis, tensões, correntes, fatores de potência e status de bombas e válvulas mantém os processos rastreáveis e permitem agir imediatamente quando anomalias são detectadas. Os sistemas de automação e telemetria de água e esgoto constituem, certamente, a primeira melhoria a ser implantada na busca pela excelência da gestão, pois os dados por esses fornecidos irão auxiliar na implantação e utilização das demais ferramentas de controle e gestão.

COMO FUNCIONA?

Nas estações de tratamento de água e de esgoto, ETAs e ETEs respectivamente, já há muito tempo está consagrada a aplicação das técnicas de automação industrial no controle e monitoração dos processos de tratamento. A forma mais popular de construção dos sistemas de automação dos processos de automação se dá pelo emprego de Controladores Lógicos Programáveis – CLPs – e softwares de supervisão industrial. Enquanto os CLPs realizam a aquisição dos dados de campo, como níveis, vazões e pressões, por exemplo, e acionam atuadores, tais como válvulas e motores, o software supervisório apresenta na forma de telas gráficas as leituras e estados dos parâmetros de processo, permitindo ao operador enxergar o processo e atuar sobre o mesmo.

ONDE SE APLICA A TELEMETRIA?

A telemetria permite a comunicação à distância entre os CLPs e os equipamentos utilizados para a supervisão e controle.

COMO SE DÁ A COMUNICAÇÃO  ENTRE OS DIVERSOS COMPONENTES DO SISTEMA DE TELEMETRIA?

Em nível físico, a comunicação se dá por meio de cabos elétricos, cabos óticos e sistemas de rádio. Em nível lógico a comunicação se dá por meio de protocolos de comunicação como o MODBUS, o PROFIBUS e o TCP/IP, para mencionar alguns. Na prática se utilizam combinações dos diversos meios e protocolos de comunicação e cabe ao profissional de automação e telemetria avaliar e definir a melhor topologia e tecnologias a serem empregadas na elaboração de um sistema de telemetria. Um sistema de automação e telemetria pode ser tão simples quanto o esquema apresentado na figura a seguir.

Telemetria da automaçao

Um sistema de automação e telemetria pode também ser bastante complexo possuindo inúmeros processos, controladores programáveis e terminais de supervisão e controle.

COMO  SE DÁ A APLICAÇÃO  DA TELEMETRIA EM ETAs E ETEs?

Além da monitoração local, dentro do ambiente da estação de tratamento de água ou esgoto, por intermédio de um computador rodando um software supervisório, a telemetria permite a supervisão e controle remoto de diversas ETAs e ETEs de um município ou até de diversos municípios em CCOs – Centros de Controle e Operação. Uma estrutura deste tipo permite que os diversos processos de tratamentos de água e esgoto de uma empresa de saneamento sejam rastreados, garantido a qualidade dos serviços prestados à população. Normalmente são utilizados os recursos de comunicação via Intranet e Internet em estruturas desse porte. No exemplo abaixo são utilizados um servidor de dados e um visualizador SCADA em cada estação de tratamento. No CCO são utilizados concentradores de comunicação que recebem os dados de todas as estações e disponibilizam a visualização e registro histórico de todos os parâmetros de interesse.

TELEMETRIA DE ETAS E ETES

TELEMETRIA DE UMA ETA

A figura a seguir apresenta um exemplo de topologia para um sistema de automação e telemetria de uma estação de tratamento de água considerando as etapas básicas desde a captação de água bruta até o bombeamento para a distribuição da água tratada. Neste exemplo foi utilizado um CLP para cada etapa do tratamento apenas para efeito didático.

Telemetria da ETA

TELEMETRIA DE UMA ETE

No caso das estações de tratamento de esgoto são diversos os processos e tecnologias. A ETE do exemplo a seguir possui os seguintes equipamentos e etapas:

  • Elevatória de recalque do esgoto acionada por inversores que mantém o nível do poço de entrada;
  • Pré-tratamento com medição de vazão e aplicação de biodesodorizador;
  • Reator anaeróbico;
  • Sala de comando pneumático;
  • 8 etapas de desnitrificação;
  • Decantação;
  • Adensamento de lodo;
  • Sistema de aeração;
  • Bombas de descarte de lodo;
  • Medição de OD e SST.

IMG_08032016_092909
IMG_08032016_092920
IMG_08032016_092936
Histórico

No mercado desde 1992, a Alfacomp fabrica produtos e equipamentos de telemetria que viabilizam sistemas SCADA de Telesupervisão e Telecomando. Nossos rádios modem e unidades remotas de telemetria auxiliam empresas de saneamento e energia na melhoria da rastreabilidade, controle de qualidade, eficiência energética e controle de perdas. Aliados a CLPs de mercado e operando em protocolos abertos, nossos produtos compõem soluções de alto desempenho e baixo custo.

Leia também

 
[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”1910, 1104, 1767, 1238, 1156″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

Fontes de alimentação para aplicações industriais com proteção contra curto-circuito, sobrecarga e sobre tensão, LED indicador de energização, temperatura ambiente de operação de até 60 C, alta eficiência, longa vida e alta confiabilidade, ajuste de tensão 10%, regulação de linha 1,0%, regulação de carga 1,0% e frequência de entrada 50 a 60 Hz.

S-25 – Fonte de alimentação 25 W

Entrada automática de 90 a 264 VCA. S-25 Dimensões 85 x 58 x 38 mm.
MODELO S-25-12
• Tensão de saída 12V
• Corrente nominal 2,0A
MODELO S-25-24
• Tensão de saída 24V
• Corrente nominal 1,0A

R$ 72,00

S-75 – Fonte de alimentação 75 W

S-75Entrada selecionável 110 220 VCA. Dimensões 160 x 98 x 48 mm.
MODELO S-75-12
• Tensão de saída 12V
• Corrente nominal 6,3A
MODELO S-75-24
• Tensão de saída 24V
• Corrente nominal 3,2A

R$ 119,00

S-150 – Fonte de alimentação 150 W

S-150Entrada selecionável 110 220 VCA. Dimensões 199 x 97 x 38 mm
MODELO S-150-12
• Tensão de saída 12V
• Corrente nominal 12,5A
MODELO S-150-24
• Tensão de saída 24V
• Corrente nominal 6,3A

R$ 163,00

S-250 – Fonte de alimentação 250 W

S-150Entrada selecionável 110 220 VCA. Dimensões 200 x 110 x 50 mm
MODELO S-250-12
• Tensão de saída 12V
• Corrente nominal 20,0A
MODELO S-250-24
• Tensão de saída 24V
• Corrente nominal 10,0

R$ 205,00

Saiba mais sobre estes outros produtos em http://www.alfacomp.ind.br
Consultas: comercial@alfacomp.ind.br  (51)30297161

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]