Inaugurado em Dezembro de 2012 pelo prefeito Ary Vanazzi e pelo diretor geral do SEMAE, Anderson Etter, o sistema de telemetria da distribuição de água da cidade de São Leopoldo/RS demonstrou ser uma ferramenta fundamental na garantia da qualidade do abastecimento de água e permitiu a redução das perdas. O centro de controle e operação, denominado CCPO, foi instalado na Estação de Tratamento de Água Imperatriz Leopoldina.

SEMAE DE SÃO LEOPOLDO - TELEMETRIA

Funcionando 24 horas por dia e 7 dias por semana, o CCPO monitora e controla os níveis dos 25 reservatórios da cidade, medidores de vazão, e o funcionamento das estações elevatórias que recalcam água para os reservatórios e bairros da cidade.

Os operadores podem monitorar a distribuição de água da cidade em tempo real e intervir no funcionamento do sistema imediatamente, sempre que ocorre uma falha de equipamento ou necessidade de reajuste nos volumes bombeados. O objetivo é garantir o abastecimento da população, corrigindo os problemas muito antes de os consumidores serem afetados.

Segundo Everson Gardel, gerente de manutenção, o sistema de telemetria foi de grande importância no restabelecimento da normalidade de distribuição de água nas últimas semanas, quando o baixo nível de água do rio do Sinos obrigou o SEMAE a racionar o abastecimento.

SEMAE DE SÃO LEOPOLDO - TELEMETRIA

Utilizando rádios modem spread spectrum operando na faixa dos 900 MHz, o sistema de telemetria atualiza os dados de níveis, vazões, pressões, medições elétricas e status de funcionamento das bombas em cerca de 15 segundos. Esse é o tempo máximo para que qualquer anomalia, como bombas desarmadas, falta de energia ou vazamentos, sejam sinalizados no centro de controle e operação.

As telas do sistema de supervisão foram desenvolvidas em Elipse E3, software supervisório da empresa brasileira Elipse Software que tem sede em Porto Alegre.

SEMAE DE SÃO LEOPOLDO - TELEMETRIA

Todas as telas são dotadas de uma janela de alarmes que apresenta os alarmes presentes identificando a estação, o horário e o motivo gerador do alarme. O operador deverá reconhecer o alarme e esse reconhecimento é registrado no histórico de alarmes.

Na tela dos reservatórios se pode acompanhar em tempo real o nível dos mesmos, assim como ajustar os pontos de ligamento e desligamento das bombas que os abastecem. Os dados são atualizados em, no máximo, 15 segundos.

SEMAE DE SÃO LEOPOLDO - TELEMETRIA

Nas telas de elevatória, os operadores monitoram pressões de recalque e sucção, status de operação das bombas, parâmetros elétricos, alarmes e condições operacionais. Através dessas telas se pode intervir e alterar a forma de operação da estação de bombeamento.

SEMAE DE SÃO LEOPOLDO - TELEMETRIA

A tela das comunicações permite visualizar e alterar a operação dos rádios modem que estabelecem o fluxo de dados entres o centro de controle e as estações remotas.

SEMAE DE SÃO LEOPOLDO - TELEMETRIA

A tela do mapa mostra a localização das estações.

SEMAE DE SÃO LEOPOLDO - TELEMETRIA

Fundamental no combate às perdas, a comparação entre a macro medição e a micro medição direciona o trabalho das equipes que “caçam” os vazamentos e rupturas de adutoras. A tela dos macro medidores apresenta as leituras instantâneas de vazão, assim como  os volumes acumulados desde o último zeramento dos mesmos.

SEMAE DE SÃO LEOPOLDO - TELEMETRIA

A tela dos históricos apresenta os parâmetros hidráulicos e elétricos, em forma de tabelas contendo horários e valores registrados. Os mesmos dados também podem ser visualizados na forma de gráficos de tendência nessa tela.

SEMAE DE SÃO LEOPOLDO - TELEMETRIA

A tela dos alarmes apresenta as ocorrências de anomalias, identificando a estação, o problema e o operador.

SEMAE DE SÃO LEOPOLDO - TELEMETRIA

Ocorrências como o ligamento e desligamento de bombas, abertura de válvulas, comando dados pelos operadores e demais ações normais à operação, são apresentados na tela de Eventos, juntamente com o nome do operador.

SEMAE DE SÃO LEOPOLDO - TELEMETRIA

Os principais benefícios dos sistemas de automação e telemetria no saneamento são a garantia da qualidade de abastecimento e a diminuição das perdas, com resultados econômicos diretos. Uma cidade sem telemetria de água e esgoto sujeita sua população ao desabastecimento por falhas não percebidas dos equipamentos. Em média, 50% da água tratada no Brasil é perdida; não é faturada. As perdas se dão principalmente por hidrômetros vencidos, ligações ilegais e vazamentos. A existência de sistemas de telemetria é o primeiro passo para reduzir perdas para o patamar de 20% com impacto diretamente proporcional no consumo de energia elétrica, principal insumo. O consumo de produtos químicos e o desgaste de bombas diminuem na mesma proporção.

No mercado desde 1992, a Alfacomp fabrica produtos e equipamentos de telemetria que viabilizam sistemas SCADA de Telesupervisão e Telecomando. Nossos rádios modem e unidades remotas de telemetria auxiliam empresas de saneamento e na melhoria da rastreabilidade, controle de qualidade, eficiência energética e controle de perdas. Aliados a CLPs de mercado e operando em protocolos abertos, nossos produtos compõem soluções de alto desempenho e baixo custo.

A utilização de painéis de telemetria PT5501 e PT5502 tornaram simples a instalação e manutenção do sistema de telemetria do SEMAE de SãoLeopoldo – RS.

SEMAE DE SÃO LEOPOLDO - TELEMETRIA

e-book completo e gratuito

E-book Projeto Completo e Gratuito de Sistema de Telemetria da Distribuição Municipal de Água

Este e-book contém um projeto completo para você desenvolver e implantar um sistema de automação, controle e tele supervisão de reservatórios, elevatórias e estações de tratamento de água e esgoto em sua cidade.

Se você deseja elaborar e implantar um sistema de telemetria para os reservatórios e elevatórias de água e esgoto, ETAs e ETEs, estações reguladoras de pressão e pontos de macromedição, encontrará neste e-book todo o conhecimento necessário para projetar, construir e implantar sistemas completos.

Solução Elipse E3 monitora, em tempo real, um total de 31 estações remotas de saneamento, entre poços de captação, elevatórias de água tratada, captações, reservatórios e boosters no SAAE de Marechal Cândido Rondon (PR).

Necessidade do SAAE

O SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) é uma autarquia municipal responsável por executar e explorar os serviços de água e esgoto no município de Marechal Cândido Rondon no Paraná. Para automatizar o sistema de abastecimento de água do município o SAAE decidiu utilizar o Elipse E3.

A grande facilidade com que permite realizar ajustes, melhorias e expansões foi o fator determinante para a escolha da solução desenvolvida pela Alfacomp utilizando o Elipse E3.

SAAE MCR - Telas do supervisório

Figura 1. Tela inicial da aplicação do E3 no SAAE

Solução buscada pelo SAAE

O E3 permite monitorar e executar comandos sobre as 31 unidades do sistema de abastecimento de água de Marechal Cândido Rondon. Para isto, disponibiliza uma tela destinada a cada unidade, na qual é possível supervisionar os níveis, vazões, pressões, tensões e correntes medidos e registrados pelos CLPs dos painéis de telemetria instalados em cada estação remota.

SAAE MCR - Telas do supervisórioFigura 2. Controle de uma das unidades que compõem a rede de abastecimento do SAAE

Na mesma tela, o E3 permite também acompanhar a condição de operação das moto bombas, informando, por exemplo, se há algum equipamento com defeito ou sob manutenção ou se a unidade já se encontra em operação naquele instante. Além disso, o software permite acompanhar ou resetar o período, em horas, de funcionamento das moto bombas.

Ainda relacionado às moto bombas, o E3 permite visualizar e ajustar as configurações padrões definidas para as suas tensões e correntes. As configurações padrões determinadas para as pressões com que as moto bombas bombeiam a água em cada unidade também podem ser monitoradas e ajustadas pelo software.

SAAE MCR - Telas do supervisório

Figura 3. Controle do funcionamento manual ou automático do poço de captação

O mesmo controle vale para as configurações dos níveis de água nos reservatórios, as quais podem ser ajustadas de forma que o sistema ligue ou desligue as moto bombas conforme seja necessário, contribuindo assim para garantir o abastecimento e redução de desperdícios. Neste contexto voltado ao uso mais racional de água e energia, o E3 também permite selecionar quais estações entrarão em funcionamento nos horários de ponta conforme a demanda.

SAAE MCR - Telas do supervisório

Figura 4. Tela que permite escolher quais estações serão acionadas nos horários de ponta

O E3 exibe ainda os níveis e volumes de água verificados no total e junto a cada reservatório, permitindo acessar as configurações padrões ajustáveis da altura da água em cada reservatório. As vazões mensuradas nas moto bombas localizadas entre os poços e reservatórios, tanto a total quanto a calculada por hora, também são monitoradas, assim como o tempo de varredura do sistema de automação em cada unidade.

SAAE MCR - Telas do supervisório

Figura 5. Controle do nível de água presente nos reservatórios

Por fim, a solução da Elipse permite emitir relatórios dos eventos, históricos e alarmes assinalados no período estipulado pelo usuário. Em relação aos alarmes, caso algum valor definido na configuração padrão não esteja sendo respeitado, por exemplo, haja uma subtensão muito abaixo da indicada, o E3 alerta os operadores via um sinal visual e sonoro.

Além dos relatórios, o software permite, que esta mesma análise de desempenho das unidades, seja realizada sob a forma de gráficos. Vale salientar que, tanto os relatórios quanto os gráficos podem ser exportados para PDF ou Excel, sendo instrumentos de extrema utilidade junto às auditorias de fiscalização.

SAAE MCR - Telas do supervisório

Figura 6. Gráfico de análise do nível de um reservatório

Benefícios para o SAAE

O Elipse E3 permite ao SAAE monitorar, em tempo real, as 31 unidades do sistema de abastecimento de água em Marechal Cândido Rondon (PR). Com isto, o operador é informado caso haja qualquer ocorrência via os alarmes, podendo agir com mais agilidade para solucioná-la. Uma manobra que, hoje, é feita em fração de segundos, antes, levava horas, uma vez que o monitoramento não era remoto, mas sim realizado de forma local.

Os relatórios e informações geradas pelo E3 nos permitem diagnosticar e solucionar problemas com mais agilidade, dispensando o envio das rondas até cada unidade simplesmente para monitoramento.

Este controle lhes possibilitou também verificar a necessidade de se elevar o fator de potência das moto bombas. Um benefício que vai direto ao encontro do objetivo central desta automação, ou seja, reduzir os desperdícios com água e, neste caso em particular, energia.

Confira abaixo outros benefícios proporcionados pelo software da Elipse ao SAAE:

  • Monitoramento, em tempo real, das variáveis de pressão, vazão e nível da água nos reservatórios;
  • Possibilidade de monitorar e ajustar as configurações padrões das tensões, correntes, pressões e níveis de água nos reservatórios;
  • Sistema de alarmes que alerta os operadores caso haja qualquer espécie de problema nas unidades;
  • Possibilidade de acompanhar ou resetar o tempo de funcionamento das moto bombas;
  • Monitoramento da condição de operação das moto bombas;
  • Emissão de relatórios dos eventos, históricos e alarmes, que podem ser exportados para Excel e PDF;
  • Emissão de gráficos de análise de desempenho das unidades, que, assim como os relatórios, também podem ser exportados para Excel e PDF.

Ficha Técnica

  • Cliente: SAAE
  • Integrador: Alfacomp Automação Industrial Ltda.
  • Pacote Elipse: Elipse E3
  • Plataforma: Windows 10 PRO
  • Número de cópias: 4 (1 E3 Server + 1 E3 Viewer Control + 1 E3 Viewer Only + 1 E3 Studio )
  • Pontos de I/O: 1500
  • Drivers de comunicação: MODBUS RTU e MODBUS TCP

Solicite informações adicionais ou uma cotação

Sensor de nível 4 estágios ID3018

O sensor de nível ID3018 permite ler o nível de reservatórios utilizando 5 eletrodos que ficam mergulhados na água.

ID3018 – Sensor de nível 4 estágiosFuncionamento do sensor de nível 

Os eletrodos devem ser conectados ao borne de Entradas.
O eletrodo GND deve ser posicionado na posição mais inferior do reservatório, preferencialmente sempre mergulhado no líquido.
Os eletrodos 25%, 50%, 75% e 100% devem ser posicionados nas alturas relativas aos níveis correspondentes.
As Saídas 25%, 50%, 75% e 100% constituem sinais digitais que assumem o valor de tensão igual à do VCC quando o nível de água atinge o eletrodo correspondente. Dessa forma, assumindo que o sensor está sendo alimentado com 24VCC, quando o nível de água atingir o eletrodo 25%, a saída 25% passará de 0VCC para 24VCC. Quando o nível de água atingir o eletrodo 50%, a saída 50% passará de 0VCC para 24VCC e assim por diante.
As saídas GND, 25%, 50%, 75% e 100% podem ser conectadas a 4 entradas digitais de um CLP para que o mesmo adquira a leitura em 4 estágios de nível.

Especificações do sensor de nível

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO SENSOR DE NÍVEL ID3018
Alimentação: 12 a 24VCC Corrente de consumo: 50 mA (típico)
Aplicação: medição de nível de água Número de estágios: 4
Dimensões: 71 x 83 x 37 mm Construção: gabinete em aço para fixação em trilho DIN
Indicação visual: 4 LEDs de nível + 1 LED de alimentação Conexão: Bornes elétricos

Aplicação típica do sensor de nível

ID3018 – Sensor de nível 4 estágios

Eletrodo indicado para o sensor de nível

Utilizar preferencialmente eletrodos apropriados para a detecção de nível de água, construídos em carcaça de plástico e elemento condutor em aço inox.

ID3018 – Sensor de nível 4 estágios

Solicite informações adicionais ou uma cotação

 

Princípio de funcionamento do medidor ultrassônico de nível

Ultrassom é o som em frequência superior à que o ouvido humano pode escutar. O ouvido humano consegue escutar até 20 kHz, são consideradas ultrassônicas as frequências superiores aos 20 kHz.

Ondas ultrassônicas são utilizadas na indústria para medir o nível de líquidos e sólidos sem a necessidade de contato com o produto medido, sendo ideais para a medição de materiais corrosivos e de alta temperatura.
O ultrassom aplicado na medição de nível normalmente está na faixa de 40 a 200 kHz. O ultrassom detecta objetos pelo mesmo princípio do radar, ou seja, pulsos ultrassônicos são emitidos na direção do objeto e a distância é calculada pelo tempo que o som leva para ser refletido de volta. Morcegos utilizam o mesmo princípio para guiarem seu voo.
O nível é calculado com base no tempo medido entre a emissão do pulso e a recepção da onda refletida. Ao nível do mar em temperatura de 20° C a velocidade do som é 344 m/s.
No exemplo da figura, um transmissor de nível ultrassônico é fixado no topo de um tanque parcialmente cheio de líquido. O nível de referência para todas as medições é o fundo do tanque. O nível medido será o da superfície do líquido que está a uma certa distância do sensor ultrassônico de nível. Sinais de pulso ultrassônicos são transmitidos pelo transmissor e refletidos de volta para o sensor. O tempo de viagem do pulso ultrassônico do sensor até a superfície do líquido e de volta para o sensor é calculado e dividido por dois Conhecendo a velocidade do som para as condições de temperatura e pressão, o equipamento transmissor de nível calcula o nível. O resultado final da unidade de medição pode ser centímetros, pés, polegadas, etc.

Distância do sensor ao líquido = Velocidade do som x Tempo de transito / 2

Problemas práticos de projeto do transmissor ultrassônico de nível

O princípio de medição acima parece bastante simples e direto na teoria. Na prática, existem algumas dificuldades técnicas a serem consideradas para se obter uma leitura correta do nível.

  • A velocidade do som muda devido à variação da temperatura do ar. É necessário um sensor de temperatura integrado para compensar alterações na velocidade do som devido a variações de temperatura.
  • Alguns ecos de interferência desenvolvidos por bordas e superfícies refletoras, causam erro na medição. Isso pode ser resolvido pelo software do transmissor, normalmente denominado supressão de eco de interferência.
  • A calibração do transmissor é crucial. A precisão da medição depende da precisão da calibração. A distância vazia e o intervalo de medição devem ser determinados corretamente na instalação e ajuste do transmissor.
  • O trânsito do sinal ultrassônico não permite medição precisa em distância muito curta. Por isso, considere a distância de bloqueio indicada pelo fabricante do equipamento. Esta distância não deve nunca ser ultrapassada pelo líquido medido.

Estrutura básica de um transdutor ultrassônico


Sensor ultrassônico é o coração do instrumento transmissor de nível ultrassônico.
Este sensor converterá energia elétrica em ondas de ultrassom. Cristais piezoelétricos são usados ​​para esse processo de conversão.
Os cristais piezoelétricos oscilarão em altas frequências quando energia elétrica é aplicada a ele.
O contrário também é verdade. Esses cristais piezoelétricos gerarão sinais elétricos no recebimento do ultrassom. Esses sensores são capazes de enviar ultra-som para um objeto e receber o eco desenvolvido pelo objeto.
O eco é convertido em energia elétrica para processamento posterior pelo circuito de controle.

Diagrama em blocos do transmissor ultrassônico de nível típico


Observe o bloco diagrama da figura. Um circuito de controle baseado em microcontrolador monitora todas as atividades do transmissor ultrassônico de nível.
Existem dois circuitos, uma para transmitir os pulsos e outro para receber os pulsos refletidos. Os pulsos gerados pelo  transmissor são convertido em pulsos de ultrassom pelo transdutor ultrassônico (transmissor) e direcionado para o objeto. Os pulsos de ultrassom são refletidos de volta como um sinal de eco no sensor ultrassônico (receptor). O receptor converte esse pulso ultrassônico em um pulso de sinal elétrico através do circuito receptor de pulsos.
O tempo decorrido ou o tempo de reflexão é medido pelo contador. Esse tempo decorrido é proporcional a distância do sensor de nível ao objeto. Esse tempo decorrido é convertido em nível pelo circuito de controle. Existe um circuito gerador de temporização que é usado para sincronizar todas as funções no sistema de medição de nível ultrassônico.
O nível é finalmente convertido em sinal 4 a 20mA, sendo o valor de 4mA indicador do nível mínimo e o 20mA indicador do nível máximo.

Vantagens do transmissor ultrassônico de nível

O transmissor de nível ultrassônico não possui partes móveis e pode medir o nível sem fazer contato físico com o objeto. Essa característica típica do transmissor é útil para medir níveis em tanques com produtos químicos corrosivos, perigosos e em alta temperatura. A precisão da leitura permanece inalterada mesmo após alterações na composição química ou na constante dielétrica dos materiais nos fluidos do processo.

Limitações do transmissor ultrassônico de nível

Os transmissores de nível ultrassônico são os melhores dispositivos de medição de nível em que o eco recebido do ultrassom é de qualidade aceitável. Não é tão conveniente se a profundidade do tanque for alta ou se o eco for absorvido ou disperso. O objeto não deve ser do tipo absorvente de som. Também não é adequado para tanques com muita fumaça ou umidade de alta densidade.

Instalação

  • O transmissor ultrassônico é instalado no topo do reservatório, acima do nível máximo do líquido. Os pulsos ultrassônicos são emitidos pelo transmissor e refletidos pela superfície do líquido.
  • O líquido não pode tocar no instrumento.
  • Instale o instrumento perpendicular à superfície do líquido medido.
  • A sonda deve manter uma certa distância da parede do tubo (mais de 30 cm).
  • Evite que o sinal seja refletido por objetos e superfícies que provoquem leituras falsas do nível.

Utilizando um tubo para guiar o sinal


Se houver intensa interferência de eco no local (como objetos e superfícies refletoras no percurso do sinal ultrassônico) ou ainda espumas em líquidos, recomenda-se tubos de canos de PVC com diâmetro maiores que 100 mm que servirão como guias de ondas.
Observações:

  • É necessário ter um orifício de ar no topo para a equalização da pressão. O orifício deve ser liso. É ideal ter chanfros a 45 °.
  • A parede interna do tubo do guia de ondas deve ser lisa (sem solda e costuras).
  • Para garantir que não haja partículas aderentes à parede interna do tubo do guia de ondas, é necessário executar a limpeza regularmente.

Exemplo: Transmissor ultrassônico de nível TUN21-R

Característica importantes

  • Estão disponíveis quatro taxas de ajuste para ler com precisão o nível médio do líquido, mesmo na presença de flutuação drástica do nível do líquido.
  • Seis modos de exibição estão disponíveis para apresentar a forma de onda do eco e a curva histórica.
  • O sensor de temperatura integrado internamente fornece compensação de temperatura em tempo real para a velocidade do som.
  • Display em cristal líquido facilita operação local.
  • Diagnóstico instantâneo do sinal 4 a 20 mA.
  • Detecção e supressão automática de interferências eletromagnéticas.
  • Conexões protegidas contra surtos elétricos.
  • Saída indicadora de alarme.
  • A medição sem contato permite uma longa vida de uso e operação.
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO TRANSMISSOR ULTRASSÔNICO DE NÍVEL TUN21-R
Faixas de medição: 5, 10, 15 e 20 metros Distância de bloqueio de leitura: 35 a 60 cm
Precisão: 0.3% fundo de escala Resolução: +/- 2 mm
Alimentação: 12 a 24VCC ou 85 a 264 VCA Corrente de consumo: 50 a 100 mA
Ripple máximo admitido: 200 mV Carga admitida máxima: 500 ohms
Interface digital de saída: Modbus RTU por RS485 Material do invólucro: ABS
Temperatura de operação: -10 a +60 °C Classe de proteção: IP65
Pressão de operação: 0.8 a 3 bar ou 0.08 a 0.3Mbar Máximo comprimento de cabo: 200 metros

Dimensões

Nota: O instrumento é fixado por uma porca plástica (diâmetro externo 88 mm). Se o instrumento estiver permanentemente em ambiente úmido, é recomendável uma boa selagem dos condutores e da tampa do visor.

Conexões

O transmissor ultrassônico de nível utiliza sinais eletrônicos de baixa amplitude e, por isso, é necessário um bom aterramento. O CLP conectado ao instrumento deve estar afastado de inversores de frequência e de motores de alta potência para evitar interferências eletromagnéticas.

Vantagens do transmissor ultrassônico de nível

O transmissor de nível ultrassônico não possui partes móveis e pode medir o nível sem fazer contato físico com o objeto. Essa característica típica do transmissor é útil para medir níveis em tanques com produtos químicos corrosivos, perigosos ou em alta temperatura. A precisão da leitura permanece inalterada mesmo após alterações na composição química ou na constante dielétrica dos materiais nos fluidos do processo.

Limitações do transmissor ultrassônico de nível

Os transmissores de nível ultrassônico são os melhores dispositivos de medição de nível em que o eco recebido do ultrassom é de qualidade aceitável. Não são tão convenientes se a profundidade do tanque for alta ou se o eco for absorvido ou disperso por superfícies refletoras. O objeto não deve ser do tipo absorvente de som. Também não é adequado para tanques com muita fumaça ou umidade de alta densidade.

Solicite informações adicionais ou uma cotação

TELEMETRIA DO SANEAMENTO – Solução completa para o controle da água e esgoto do seu município.

Receba nossa Newsletter












Este e-book foi feito para você que deseja saber tudo sobre como criar o sistema de telemetria de água e esgoto para a sua cidade.  O e-book contém um projeto completo para você desenvolver e implantar um sistema de automação, controle e tele supervisão de reservatórios, elevatórias e estações de tratamento de água e esgoto.

E-book Projeto Completo e Gratuito de Sistema de Telemetria da Distribuição Municipal de ÁguaJuntamente com os conteúdos, são fornecidos, absolutamente sem custo, links para download de:

  • Projetos elétricos completos dos painéis elétricos
  • Softwares Ladder para automação das estações
  • Um template de software customizável SCADA com telas para até 10 reservatórios e 10 elevatórias de água
  • Software gratuito Haiwell Cloud SCADA
  • Software gratuito HaiwellHappy para a programação dos CLPs

Funcionamento geral do abastecimento de água

Apresentamos a topologia básica dos sistemas municipais de água com suas estações de captação de água bruta, estações de tratamento, estações elevatórias, reservatórios, boosters e demais pontos de controle e monitoração.

Lógica de funcionamento de reservatórios e elevatórias de água tratada

A forma mais usual para garantir o abastecimento de água em um bairro ou região de um município consiste em construir reservatórios em pontos elevados da área atendida, ou construir reservatório elevados quando a região é plana. A água é conduzida aos pontos de consumo por gravidade e o sistema de abastecimento municipal tem como missão, manter os reservatórios abastecidos.
SEMAE DE SÃO LEOPOLDO - TELEMETRIA

CCO – Centro de Controle e Operação da telemetria de água e esgoto

Dotado de computadores e monitores, o CCO permite que a equipe de operação supervisione e controle o funcionamento de todo o sistema de abastecimento de água do município. Do centro de operações é possível comandar de forma automática e manual o funcionamento de elevatórias, reservatórios, boosters, válvulas, comportas, macro medidores de vazão e qualquer outro dispositivo eletromecânico de interesse na distribuição de água. Toda a comunicação se dá via rádio.

Telemetria via rádio da distribuição de água tratada

Para que o CCO – Centro de Controle e Operação – possa se comunicar com as estações remotas, é necessário um sistema de comunicação. O meio de melhor custo-benefício para implementar essa comunicação é o que chamamos de telemetria via rádio, e o rádio mais utilizado para esse serviço é o rádio modem spread spectrum na faixa dos 900 MHz. O e-book ensina como dimensionar e instalar o sistema de rádio para a telemetria da distribuição de água do município.
Remotas de telemetria utilizadas no saneamento

Remotas de telemetria são, por definição, dispositivos microprocessados que permitem monitorar e controlar objetos físicos a distância, conectando sensores e atuadores a um sistema SCADA de tele supervisão e controle. Outros nomes para remota de telemetria são:

  • UTR – Unidade Terminal Remota;
  • URT – Unidade Remota de Telemetria;
  • RTU – Remote Telemetry Unit ou Remote Telecontrol Unit.

Transmissores e sensores utilizados na telemetria do saneamento

Sensores são dispositivos capazes de transformar grandezas físicas em grandezas elétricas, também são chamados de transdutores porque traduzem uma grandeza de uma natureza em outra, no caso em grandeza elétrica. Outro nome frequentemente utilizado em instrumentação é o transmissor. É comum nos referirmos aos medidores de pressão, por exemplo, como transmissores de pressão, até porque o valor da pressão medida é transmitida por cabos elétricos à distância.

SCADA – Software de supervisão, controle e aquisição de dados

O e-book apresenta um template de software supervisório genérico para um sistema de automação e telemetria de 10 reservatórios e 10 elevatórias de água tratada. O template completo e gratuito está disponível para download.
SCADA Elevatoria

Projeto de automação e telemetria de uma elevatória de água

O e-book apresenta o projeto completo de hardware e software para a automação, controle e telemetria de uma estação elevatória de água tratada contendo esquemático, software Ladder e o Manual de Projeto e Utilização.
Projeto de automação e telemetria de um reservatório de água tratada
O e-book apresenta o projeto completo de hardware e software para a automação, controle e telemetria de um reservatório de água tratada contendo esquemático, software Ladder e o Manual de Projeto e Utilização.
link=’manually,https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/e-book-telemetria-do-saneamento’ link_target=” size=’large’ position=’center’ label_display=” title_attr=” color_options=” color=’black’ custom_bg=’#444444′ custom_font=’#ffffff’ btn_color_bg=’theme-color’ btn_custom_bg=’#444444′ btn_color_bg_hover=’theme-color-highlight’ btn_custom_bg_hover=’#444444′ btn_color_font=’theme-color’ btn_custom_font=’#ffffff’ id=” custom_class=” av_uid=” admin_preview_bg=”]

Solução Elipse E3 monitora, em tempo real, um total de 20 Estações de Armazenagem de Água e 60 moto bombas controladas pelo SAEMAS em Sertãozinho (SP)

FONTE: https://www.elipse.com.br/case/elipse-e3-permite-ao-saemas-diagnosticar-e-solucionar-problemas-em-fracao-de-segundos/

Necessidade

O SAEMAS (Serviço Autônomo de Água, Esgoto e Meio Ambiente de Sertãozinho) é uma autarquia municipal responsável por executar e explorar os serviços de água e esgoto em Sertãozinho, interior de São Paulo. Para automatizar o sistema de abastecimento de água em Sertãozinho, o SAEMAS decidiu utilizar o Elipse E3.

A grande facilidade com que permite realizar ajustes, melhorias e expansões foi o fator determinante para a escolha da solução desenvolvida pela Alfacomp utilizando o Elipse E3.

SAEMAS - Telemetria de água e esgoto

Figura 1. Tela inicial da aplicação do E3 no SAEMAS

Solução

O E3 permite monitorar e executar comandos sobre as 20 unidades do sistema de abastecimento de água de Sertãozinho, cada uma delas composta de um reservatório e três moto bombas. Para isto, disponibiliza uma tela destinada a cada unidade, na qual é possível supervisionar as vazões, pressões, tensões e correntes assinaladas junto às moto bombas, assim como os níveis de água nos reservatórios.

SAEMAS - Telemetria de água e esgoto

Figura 2. Controle de uma das unidades que compõem a rede de abastecimento de Sertãozinho

Na mesma tela, o E3 permite também acompanhar a condição de operação das moto bombas, informando, por exemplo, se há algum equipamento com defeito ou sob manutenção ou se a unidade já se encontra em operação naquele instante. Além disso, o software permite acompanhar ou resetar o período, em horas, de funcionamento das moto bombas.

Ainda relacionado às moto bombas, o E3 permite visualizar e ajustar as configurações padrões definidas para as suas tensões e correntes. As configurações padrões determinadas para as pressões com que as moto bombas bombeiam a água em cada unidade também podem ser monitoradas e ajustadas pelo software.

SAEMAS - Telemetria de água e esgoto

Figura 3. Controle das configurações de tensão e corrente na moto bomba entre o poço e o reservatório da unidade

O mesmo controle vale para as configurações dos níveis de água nos reservatórios, as quais podem ser ajustadas de forma que o sistema ligue ou desligue as moto bombas conforme seja necessário, contribuindo assim para garantir o abastecimento e redução de desperdícios. Neste contexto voltado ao uso mais racional de água e energia, o E3 também permite selecionar quais estações entrarão em funcionamento nos horários de ponta conforme a demanda.

SAEMAS - Telemetria de água e esgoto

Figura 4. Tela que permite escolher quais estações serão acionadas nos horários de ponta

O E3 exibe ainda os níveis e volumes de água verificados no total e junto a cada reservatório, permitindo acessar as configurações padrões ajustáveis da altura da água em cada reservatório. As vazões mensuradas nas moto bombas localizadas entre os poços e reservatórios, tanto a total quanto a calculada por hora, também são monitoradas, assim como o tempo de varredura do sistema de automação em cada unidade.

SAEMAS - Telemetria de água e esgoto

Figura 5. Controle do nível de água presente nos reservatórios

Por fim, a solução da Elipse permite emitir relatórios dos eventos, históricos e alarmes assinalados no período estipulado pelo usuário. Em relação aos alarmes, caso algum valor definido na configuração padrão não esteja sendo respeitado, por exemplo, haja uma subtensão muito abaixo da indicada, o E3 alerta os operadores via um sinal visual e sonoro.

Além dos relatórios, o software permite, que esta mesma análise de desempenho das unidades, seja realizada sob a forma de gráficos. Vale salientar que, tanto os relatórios quanto os gráficos podem ser exportados para PDF ou Excel, sendo instrumentos de extrema utilidade junto às auditorias de fiscalização.

SAEMAS - Telemetria de água e esgoto

Figura 6. Gráfico de análise das variáveis elétricas das moto bombas de uma unidade

Benefícios

O Elipse E3 permite ao SAEMAS monitorar, em tempo real, as 20 unidades do sistema de abastecimento de água em Sertãozinho. Com isto, o operador é informado caso haja qualquer ocorrência via os alarmes, podendo agir com mais agilidade para solucioná-la. Uma manobra que, hoje, é feita em fração de segundos, antes, levava horas, uma vez que o monitoramento não era remoto, mas sim realizado de forma local.

“Os relatórios e informações geradas pelo E3 nos permitem diagnosticar e solucionar problemas com mais agilidade, dispensando o envio das rondas até cada unidade simplesmente para monitoramento”, disse Leandro Espinoza, Químico do SAEMAS.

Segundo Espinoza, este controle lhes possibilitou também verificar a necessidade de se elevar o fator de potência das moto bombas. Um benefício que vai direto ao encontro do objetivo central desta automação, ou seja, reduzir os desperdícios com água e, neste caso em particular, energia.

“Graças ao E3, conseguimos verificar a necessidade de corrigirmos o fator de potência das moto bombas e, a partir desta observação, podermos tomar, futuramente, as medidas mais indicadas para executar esta correção que, acreditamos, representará uma economia de energia na ordem de R$ 20 mil por mês”, revelou.

Confira abaixo outros benefícios proporcionados pelo software da Elipse ao SAEMAS:

  • Monitoramento, em tempo real, das variáveis de pressão, vazão e nível da água nos reservatórios;
  • Possibilidade de monitorar e ajustar as configurações padrões das tensões, correntes, pressões e níveis de água nos reservatórios;
  • Sistema de alarmes que alerta os operadores caso haja qualquer espécie de problema nas unidades;
  • Possibilidade de acompanhar ou resetar o tempo de funcionamento das moto bombas;
  • Monitoramento da condição de operação das moto bombas;
  • Emissão de relatórios dos eventos, históricos e alarmes, que podem ser exportados para Excel e PDF;
  • Emissão de gráficos de análise de desempenho das unidades, que, assim como os relatórios, também podem ser exportados para Excel e PDF.

Ficha Técnica

  • Cliente: SAEMAS
  • Integrador: Alfacomp Automação Industrial Ltda.
  • Pacote Elipse: Elipse E3
  • Plataforma: Windows Server 2012
  • Número de cópias: 4 (1 E3 Server + 3 E3 Viewer Control)
  • Pontos de I/O: 1500
  • Drivers de comunicação: MODBUS RTU

Solicite informações adicionais ou uma cotação

Conheça o e-book Telemetria do abastecimento municipal de água

E-book Projeto Completo e Gratuito de Sistema de Telemetria da Distribuição Municipal de ÁguaProjeto completo para você desenvolver e implantar um sistema de automação, controle e tele supervisão para os reservatórios e elevatórias de água e esgoto, ETAs e ETEs, estações reguladoras de pressão e pontos de macromedição de sua cidade.

Este e-book resume, apresenta e compartilha nosso conhecimento sobre a telemetria do saneamento, acumulado em mais de 20 anos criando e implantando sistemas de telemetria de norte a sul do Brasil.

Em complemento aos tópicos apresentados, são fornecidos links para download de projetos elétricos completos dos painéis, assim como softwares Ladder para automação das estações e o software customizável SCADA com telas para até 10 reservatórios e 10 elevatórias de água, tudo absolutamente sem custo.

Por que a telemetria de água e esgoto é importante? Se você reside em um dos 5.570 municípios brasileiros este assunto é importante para você. Quando em uma cidade a população é quem avisa a empresa de águas do município sobre a falta de água, isso provavelmente se dá pelo fato de o município não possuir um sistema de telemetria de água e esgoto.

E o que é a Telemetria de Água e Esgoto?

Trata-se de um sistema eletrônico de automação, monitoração e controle dos reservatórios e estações elevatórias de água e esgoto, ETAs (Estações de Tratamento de Água), ETEs (Estações de Tratamento de Esgoto) e demais pontos de interesse como Boosters (Estações de Pressurização), VRPs (Válvulas Reguladoras de Pressão) e pontos de medição de pressão e vazão da rede de distribuição de água tratada. Todo o controle se dá no CCO (Centro de Controle e Operação).
Telemetria de Água e Esgoto

Como funciona o CCO (Centro de Controle e Operação)?

Telemetria no SAAE de Indaiatuba

Foto: Giuliano Miranda – DCS/SAAE.

Dotado de computadores e monitores, o CCO permite que a equipe de operação supervisione e controle o funcionamento de todo o sistema de abastecimento de água do município. Do centro de operações é possível comandar de forma automática e manual o funcionamento de elevatórias, reservatórios, boosters, válvulas, comportas, macro medidores de vazão e qualquer outro dispositivo eletromecânico. Toda a comunicação se dá via rádio.

10 motivos para implantar a Telemetria de Água e Esgoto em sua cidade

Motivo 1 – Garantir o abastecimento

Falta d'água
Em uma cidade que não possui o sistema de telemetria de água e esgoto, é a população que avisa a companhia de saneamento quando falta água em um bairro. A população percebe que faltou água quando a caixa d’água da casa esgota o conteúdo. Contudo, muito antes disso o reservatório do bairro secou porque a estação elevatória parou de bombear ou a adutora rompeu. Se existisse um sistema de telemetria no município, o problema na elevatória ou na adutora seriam alarmados imediatamente, dando tempo para a equipe de manutenção restabelecer o abastecimento antes mesmo que a população perceba a falta d’água.

Motivo 2 – Antecipar situações de falha

Manutenção preventivaO sistema de telemetria pode detectar problemas em motores, como vibração excessiva, sobre-temperatura e consumo anormal de energia. O sistema pode também perceber vazamentos que antecedem rupturas de adutoras pela diferença de vazões e por quedas em pressão, ou mesmo pela curva de enchimento e esvaziamento de reservatórios. Estas são algumas das formas de detectar problemas e antecipar a manutenção, minimizando custos e evitando situações de desabastecimento.

Motivo 3 – Minimizar perdas

HidrômetroMuitas cidades brasileiras apresentam perdas que vão de 20% a mais de 50%. Digamos que em uma cidade a perda seja de 50%, isto significa que para cada dois litros de água tratados apenas um é recebido pela população e faturado pela empresa de saneamento. As perdas podem ser reais ou aparentes. Perda real é aquela devida a vazamentos. Perda aparente é aquela devida a medições errôneas ou furto de água. A setorização da distribuição e utilização de macro medidores de vazão auxilia na busca das perdas. O valor macro medido é comparado com a medição dos hidrômetros e o trabalho de “caça” às perdas é priorizado nos bairros onde a perda é maior. Os macro medidores de vazão podem e devem fazer parte do sistema de telemetria.

Motivos 4 – Detectar rupturas de adutoras

Ruptura de adutoraPela medição de pressão da rede é possível perceber quando um vazamento de adutora acontece. No monitor do CCO (Centro de Controle e Operação) a queda da pressão é imediatamente alarmada e os valores da pressão são registrados em gráficos históricos para posterior investigação das causas da ruptura.
 

Motivo 5 – Equilibrar a distribuição de água

Reservatórios
Não são poucos os municípios que sofrem do problema de abastecimento por baixa produção de água tratada. Isso acontece quando os mananciais estão acusando baixos níveis ou quando acontecem chuvas que aumentam as partículas em suspensão e dificultam o tratamento nas ETAs (Estações de Tratamento de Água). Quando o consumo é maior que a produção é necessário equilibrar a distribuição, desviando água de bairros mais abastecidos para regiões mais desabastecidas. Isso é feito monitorando níveis de reservatório e pressões de rede, e desligando elevatórias que abastecem reservatório que estão mais abastecidos de forma a sobrar mais água para os mais críticos.

Motivo 6 – Minimizar custos com energia elétrica

Horo sazonalO sistema de telemetria permite controlar as elevatórias de água e esgoto de forma a minimizar ou interromper o funcionamento das mesmas durante o horário de ponta. Com isso pode-se contratar regimes de fornecimento de energia com bandeiras tarifárias econômicas resultando em minimização do custo com energia elétrica. Outro fator que contribui para a diminuição do custo da energia elétrica é a diminuição das perdas reais. Quando as perdas são minimizadas, a produção de água pode ser diminuída, e menos água é bombeada, resultando em menor consumo elétrico.

Motivo 7 – Minimizar custos com pessoas

Não é incomum, ainda hoje, encontrarmos municípios em que o nível dos reservatórios é mantido por funcionários residentes ou em regime de turnos nas estações elevatórias e reservatórios. Existem também as situações em que o nível dos reservatórios é mantido por um funcionário que visita cada um para medir o nível, e liga ou desliga a elevatória correspondente. Em cidades que possuem sistemas de telemetria de água e esgoto, pode-se minimizar o número de pessoas envolvidas na operação da distribuição de água pois todo o controle se dá no CCO (Centro de Controle e Operação) com uma equipe reduzida.

Motivo 8 – Minimizar custos com insumos químicos

Produtos químicos para tratamento de águaNo momento em que as perdas são minimizadas, menos água é produzida para um mesmo consumo do município. Menor produção de água resulta em menor consumo de produtos químicos.
 

Motivo 9 – Detectar invasões e roubo

RouboA instalação de painéis de telemetria em cada elevatória e cada reservatório permite acoplar detectores de presença e switches em portas e janelas das instalações. Com este tipo de recurso a tentativa de invasão é imediatamente detectada e providências podem ser tomadas para impedir o sucesso dos ladrões.

Motivo 10 – Detectar falta de energia

Falta de energiaMuito antes das empresas de energia tomarem conhecimento pela população sobre um problema de interrupção no fornecimento, o sistema de telemetria detecta a situação pois os painéis de telemetria normalmente são dotados de sistemas ininterruptos de energia (no-break) que sustenta o funcionamento do painel por alguma horas. Durante a falta de energia a unidade remota continua monitorando parâmetros hidráulicos e elétricos e transmitindo as leitura para o CCO. A falta de energia é reportada à concessionária de distribuição de energia elétrica para que providências sejam tomadas no sentido do restabelecimento do fornecimento.

Conclusão

O Sistema de Telemetria de Água e Esgoto monitora em tempo real o funcionamento de estações elevatórias, reservatórios, medidores de vazão e demais dispositivos elétricos e hidráulicos do sistema, armazena e apresenta dados históricos sobre a qualidade do abastecimento, alarma vazamentos, falhas de operação, falhas de equipamentos, intrusões, valores anormais de níveis, pressões e vazões, previne e minimiza perdas. Enfim, garante a qualidade dos serviços prestados pela empresa de saneamento do município. Os primeiros sistemas de telemetria foram implantados há mais de 20 anos. Nos municípios onde o sistema existe, a sua necessidade passa a ser percebida como imprescindível. Por outro lado, ainda são muitas a cidades desprovidas desta tecnologia. Isso se deve principalmente à falta de conhecimento sobre os benefícios do sistema.

Conheça a telemetria implantada em São Leopoldo – RS

[video_player type=”youtube” style=”1″ dimensions=”560×315″ width=”560″ height=”315″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″ ipad_color=”black”]aHR0cHM6Ly95b3V0dS5iZS9ReUNUUDNreXlISQ==[/video_player]

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”10″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]
 
 
[button_1 text=”Saiba%20mais%20sobre%20a%20Alfacomp” text_size=”32″ text_color=”#000000″ text_bold=”Y” text_letter_spacing=”0″ subtext_panel=”N” text_shadow_panel=”Y” text_shadow_vertical=”1″ text_shadow_horizontal=”0″ text_shadow_color=”#ffff00″ text_shadow_blur=”0″ styling_width=”40″ styling_height=”30″ styling_border_color=”#000000″ styling_border_size=”1″ styling_border_radius=”6″ styling_border_opacity=”100″ styling_shine=”Y” styling_gradient_start_color=”#ffff00″ styling_gradient_end_color=”#ffa035″ drop_shadow_panel=”Y” drop_shadow_vertical=”1″ drop_shadow_horizontal=”0″ drop_shadow_blur=”1″ drop_shadow_spread=”0″ drop_shadow_color=”#000000″ drop_shadow_opacity=”50″ inset_shadow_panel=”Y” inset_shadow_vertical=”0″ inset_shadow_horizontal=”0″ inset_shadow_blur=”0″ inset_shadow_spread=”1″ inset_shadow_color=”#ffff00″ inset_shadow_opacity=”50″ align=”center” href=”http://materiais.alfacomp.ind.br/bem-vindo”/%5D

Aprenda a programar o CLP Haiwell sem custo

Acompanhe o curso online de programação do CLP Haiwell sem sair de casa, utilizando apenas o seu computador e sem custo.

O CLP Haiwell apresenta versatilidade e alto desempenho para as mais diversas aplicações industriais como injeção de plástico, empacotamento, tecelagem, fabricação de medicamentos assim como para aplicações em processos médico-hospitalares, meio-ambiente, saneamento, serviços municipais, gráficas, construção civil, automação predial, sistemas de condicionamento de ar, máquinas CNC, e outros campos do controle e automação.

O CLP Haiwell tem sua capacidade expandida através de diversas interfaces que ampliam suas entradas digitais, saídas digitais, entradas analógicas, saídas analógicas, entradas de contagem rápida, saídas digitais de pulso de alta velocidade e portas de comunicação.

Acompanhe o curso online de programação do CLP Haiwell sem sair de casa, utilizando apenas o seu computador e sem custo.

Após a aula 8 você envia sua avaliação para a Alfacomp e recebe um certificado com seu índice de aproveitamento.

Envie sua foto com o certificado e faça parte de nossa galeria. Baixe todas as aulas nos links abaixo.

Assista ao vídeo e baixe o arquivo pdf das aulas

Assista ao vídeo e baixe o arquivo da avaliação

Haiwell – O CLP com melhor custo-benefício do mercado

Diferenciais do CLP Haiwell

  • Suporte técnico Alfacomp
  • Ferramenta gratuita de programação com capacidade de simulação do programa sem necessidade de conectar ao CLP
  • Processador ARM de alto desempenho e relógio de tempo real
  • Portas RS232 e RS485 nativas com MODBUS mestre e escravo
  • Porta Ethernet opcional com MODBUS TCP
  • Bornes de conexão removíveis para facilidade de manutenção
  • Entradas e saídas digitais rápidas (200 KHz)

 

Conheça o CLP Haiwell seguindo este passo a passo

Características gerais

Ethernet

O CLP mestre e os módulos remotos suportam comunicação Ethernet e até 5 portas RS232 ou RS485 comunicando simultaneamente. Pela rede é possível comunicar, programar, monitorar e trocar dados com os CLPs. A porta Ethernet pode ser utilizada para intercomunicar CLPs, IHMs e computadores.

Atualização do firmware

Através deste recurso é possível alterar e atualizar o firmware dos CLPs. Desta forma, recursos novos podem ser adicionados a equipamentos anteriores na medida que forem desenvolvidos pela fabricante.

Poderosos recursos de comunicação

Os CLPs possuem duas portas seriais nativas, uma RS232 e uma RS485, que podem ser expandidas para até 5 portas. Cada porta pode ser utilizada tanto como mestre quanto como escravo na comunicação. A comunicação em rede pode ser 1:N, N:1 e N:N e uma grande variedade de interfaces IHM de mercado são suportadas, assim como inversores, medidores e periféricos diversos.

Suporte a múltiplos protocolos de comunicação

Os CLPs possuem instalados de forma nativa os protocolos de comunicação MODBUS RTU e ASCII, Free Communication Protocol e o Haiwellbus High-Speed Communication Protocol of Xiamen Haiwell Technology Co., Ltd. A composição de arquiteturas sofisticadas e complexas são facilitadas pois basta uma única instrução para estabelecer um modo de comunicação. Desta forma, problemas como conflitos de comunicação, colisões e problemas de handshaking são minimizados e até eliminados, sendo possível a coexistência simultânea de diversos protocolos diferentes.

Função de contagem de pulsos em alta velocidade

Os CLPs suportam até 8 canais duplex de alta velocidade (200 kHz) de contagem de pulsos. São possíveis 7 modos de funcionamento com as entradas de contagem rápida (pulso / direção 1 oitava, pulso / direção 2 oitavas, pulso direto / reverso 1 oitava, pulso direta / reverso 2 oitavas, fases A / B 1 oitava, fases A / B 2 oitavas, fases A / B 4 oitavas), e três tipos de comparação (comparação de uma etapa, comparação absoluta e comparação relativa), e ainda é possível a comparação de 8 valores fixos com função de self-learning.

Medição de frequência de pulsos de alta velocidade

São possíveis até 16 canais de 200 kHz de alta velocidade para a medição de frequência.

Saída de pulsos de alta velocidade

São possíveis até 8 canais duplex de pulsos de saída em 200 kHz. Desta forma, até 8 motores de passos podem ser controlados. Os CLPs possuem funções que permitem controlar aceleração e desaceleração, envelopes de múltiplos segmentos, um sinal de saída de sincronismo facilita a sincronização precisa dos motores. Usadas de forma independente, estão disponíveis até 16 saídas rápidas para funções de PWM, podendo controlar até 16 motores de passo ou servos.

Função de controle de movimentação

Os CLPs Haiwell suportam até 8 canais de 200 kHz para controle de movimentação que permitem interpolação linear, interpolação circular, pulso de saída de referência, endereço absoluto, endereço relativo, compensação de folga, retorno ao ponto de partida e definição de ponto de partida.

Função de controle PID

Até 32 malhas de controle PID são suportadas pelos CLPs Haiwell. Estão disponíveis a auto sintonia, o controle de temperatura por lógica Fuzzy, o controle de temperatura por curva TTC, o controle de válvulas e de outros dispositivos industrias.

Captura de bordas e interrupções

Os CLPs suportam até 8 canais para detecção de bodas de subida e descida de sinais para funções de interrupção. Todas entradas permitem a aplicação de filtros para a correta detecção dos sinais. Estão disponíveis 52 níveis de interrupção em tempo real.

Funções de processamento analógico de alto desempenho

Os registros AI das entradas analógicas podem ser acessados diretamente e estão disponíveis funções para conversão de unidades de engenharia, ajuste de frequência de amostragem e correção de zero. Os registros AQ das saídas analógicas podem ser convertidos para unidades de engenharia e podem ser configurados para manter seus valores.

Proteção por senha

Existem três níveis de senhas para garantir a proteção dos CLPs e do trabalho desenvolvido em sua programação: senha de proteção de programas, senha de proteção de blocos, senha de acesso ao hardware.

Características diversas

Além das características já citadas, os CLPs Haiwell também possuem função de autodiagnóstico, função de proteção contra falha de energia, relógio de tempo real, operações matemáticas em ponto flutuante, etc.

Receba nossa Newsletter












 

O que é a insensibilização eletrônica de aves e suínos?

A insensibilização eletrônica tem como objetivo provocar no animal um estado cerebral de perda dos sentidos, contudo sem a perda das funções vitais. Uma insensibilização de boa qualidade resulta em um estado de atordoamento em que o animal fica imóvel, e após alguns segundos, se não for abatido, recobra os movimentos sem sequelas.

Como funciona o insensibilizador eletrônico?

O sinal elétrico é obtido pela retificação da energia elétrica da rede obtendo-se, assim, tensão contínua que então é novamente transformada em tensão alternada pela utilização de circuito de chaveamento dotado de transistores de efeito de campo de potência.

O sinal alternado gerado é, então, ajustado em freqüência e tensão. Finalmente, o sinal elétrico é rebaixado em tensão pelo uso de um transformador isolador especialmente projetado para operar na faixa de frequências de 500 Hz a 1000 Hz.

Exemplo de eletrônica para a insensibilização de aves e suínos

Veja um exemplo de circuito abaixo.

Módulo de controle 2022

Este módulo gera os sinais de chaveamento para o módulo de potência. Além disso, monitora a corrente fornecida pelo módulo de potência, diminuindo a largura dos pulsos de chaveamento, de maneira a limitar a energia fornecida.

Ajuste de frequência Permite ajustar a frequência do sinal de saída dentro da faixa de 500 a 1000 Hz.
Ajuste de tensão Permite ajustar a largura dos pulsos da onda quadrada de 0 a 100% de largura. 0% corresponde a uma tensão RMS igual a zero e 100% corresponde a uma tensão RMS de aproximadamente 280 V na saída do módulo de potência e de 100 V na saída do transformador isolador.
Ajuste de corrente Permite ajustar entre 0,5 A e 6 A corrente de saída do módulo de potência, na qual começa a ser limitada a largura dos pulsos da onda quadrada entregue pelo módulo. Ex.: Digamos que o trimpot de ajuste de corrente esteja no meio.
Isto corresponde a aproximadamente 3 A. Para cargas até 3 A, a largura dos pulsos da onda quadrada que sai do módulo de potência será aquela ajustada pelo potenciômetro de ajuste de tensão.
Para cargas acima de 3 A, a largura do pulso é diminuída bastante, ocasionando a proteção por limitação de potência entregue.
Ou seja, a amplitude da onda continua sendo de 100 Vpp, mas a largura cai, diminuindo a tensão RMS e consequentemente a potência entregue.

Módulo de potência 9801

Este módulo consiste em um inversor em ponte utilizando transistores FET. O módulo incorpora ainda os capacitores de filtragem da tensão retificada pela ponte retificadora SKB25/4.

Este módulo transforma a tensão DC de 331 V em uma tensão alternada de formato quadrado e frequência e largura de pulsos comandados pelo módulo 2022.

Consequências da insensibilização de má qualidade

A utilização de insensibilizadores em 60 Hz ou mal ajustados pode resultar em:

  • Animal agitado, sem perda de movimentos
  • Morte do animal
  • Hematomas e derrames
  • Quebra de ossos
  • Salpicamento de sangue
  • Baixo índice de remoção de sangue

Quais são as normas para a insensibilização eletrônica de aves e suínos?

Veja abaixo dois documentos contendo normas e legislação para o abate de aves e suínos.

Insensibilizador eletrônico de aves IE2001

IE2001 - Insensibilizador

O Insensibilizador Eletrônico de Aves IE2001 constitui a mais moderna e eficiente solução para a insensibilização eletrônica de frangos no momento do abate.

Contando com resultados comprovados, o IE2001 demonstrou resultados superiores na qualidade da insensibilização, assim como na eficiência da sangria.

Funcionamento

O Insensibilizador de Aves IE2001 gera uma forma de onda elétrica de características especiais portanto  resultando em alto impacto sobre o sistema nervoso central e baixo impacto sobre o sistema muscular.

O sinal elétrico é obtido pela retificação da energia elétrica da rede obtendo-se, assim, tensão contínua que então é novamente transformada em tensão alternada pela utilização de circuito de chaveamento dotado de transistores de efeito de campo de potência.

O sinal alternado gerado é, então, ajustado em frequência e tensão. Finalmente, o sinal elétrico é rebaixado em tensão pelo uso de um transformador isolador especialmente projetado para operar na faixa de frequências de 500 Hz a 1000 Hz.

insensibilização eletrônica de aves

Os dois terminais de saída do insensibilizador deverão ser conectados respectivamente à nória transportadora e ao eletrodo imerso em água da cuba de insensibilização.

Especificações Técnicas

  • Alimentação: 220 VCA
  • Consumo: 200 VA máximo
  • Tensão de saída: ajustável de 0 a 100  V
  • Freqüência de saída: 500 Hz a 1000 Hz
  • Corrente de saída: até 1,5 A
  • Temperatura de operação: 0° to 40° C
  • Dimensões: A = 600 mm, L = 400 mm, P = 200 mm
  • Proteção contra sobrecarga
  • Indicadores digitais de tensão e corrente

O insensibilizador IE2001 utiliza os módulos Alfacomp 2022 e 9801, consagrados pelo mercado da indústria da carne.

Produto financiável pelo BNDES

Clique na figura e busque por “insensibilizador”.

Clique aqui e busque nosso insensibilizador no site do BNDES. Pesquise por "insensibilizador".

Clique aqui e busque nosso insensibilizador no site do BNDES. Pesquise por “insensibilizador”.

Compre o insensibilizador com seu cartão do BNDES. O Cartão BNDES é um produto que, baseado no conceito de cartão de crédito, visa a financiar os investimentos das micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) e dos empresários individuais, inclusive microempreendedores individuais (MEIs).

IE2002 sq - Insensibilizador eletrônico de suínos

Insensibilizador eletrônico de suínos IE2002

O Insensibilizador Eletrônico de Suínos IE2002 de 3 eletrodos produz uma insensibilização ideal quando corretamente aplicado. Os animais praticamente não se movimentam após a insensibilização, facilitando a operação de sangria e colocação da maneia. O rompimento de vasos sanguíneos periféricos fica extremamente reduzido.

  • Tensão ajustável
  • Frequência ajustável
  • Limite de corrente ajustável
  • Padrão de mercado

Funcionamento

O Insensibilizador de suínos é um equipamento eletrônico que gera tensões e correntes em alta frequência e onda quadrada, utilizado para efetuar a insensibilização de suínos no momento do abate.

A utilização da alta frequência com controle da potência aplicada, em lugar de utilizar tensão senoidal a 60 Hz, demonstrou diminuição das ocorrências de hematomas, salpicamentos e quebras de ossos, levando a uma melhora na qualidade da carne.

O Insensibilizador retifica a tensão de alimentação (220 VCA) gerando uma tensão DC de 311 volts. Esta tensão é utilizada por um circuito de chaveamento em ponte que alimenta um transformador isolador com uma onda quadrada de 311 volts pico a pico e com frequência e largura de pulsos ajustáveis. A saída do transformador constitui a tensão de insensibilização.

O insensibilizador IE2002 utiliza os módulos Alfacomp 2022 e 9801, consagrados pelo mercado como a eletrônica mais utilizada na insensibilização de suínos. Um CLP com IHM controlam o sequenciamento do funcionamento do equipamento.

 

Quando iniciei minha jornada na automação industrial há 28 anos, alguns modelos de CLP ainda utilizavam memórias EPROM. Ou seja, era necessário escrever o programa, compilar, gravar a EPROM, inserir a EPROM no soquete e testar a alteração. Eu costumava ter meia dúzia de EPROMs no apagador para ir alterando o programa, gravando e testando.

De lá para cá muita coisa mudou e o CLP passou a ser um produto de prateleira, uma “commodity”. Qualidade não é mais uma opção, todos têm ou estão fora do mercado. Nesses 28 anos desenvolvendo sistemas de controle e automação, grandes marcas se consagraram e novas marcas estão surgindo, é necessário critério para escolher.

Hoje quem manda é o mercado, o consumidor, e ele está cada dia mais criterioso. Reuni neste artigo alguns aspectos que considero importantes de serem considerados na hora de escolher o CLP para o próximo projeto, e quem sabe para os próximos anos.

10 fatores determinantes na escolha do CLP

  1. Suporte técnico
  2. Custo-benefício
  3. Custo da ferramenta de programação
  4. Desempenho do processador
  5. Relógio de tempo real
  6. Capacidade de simulação do programa sem necessidade de conectar ao CLP
  7. Portas de comunicação
  8. Protocolos de comunicação
  9. Capacidade de programação remota
  10. Facilidade de manutenção

Como a Alfacomp e a Haiwell abordam os 10 fatores

CLP - 10 fatores decisivos na escollha

1 – Suporte técnico

Pense no CLP que você está utilizando hoje, certamente é um produto de qualidade. A pergunta é: quando surge uma dúvida, você tem para quem ligar? Quando você liga, o suporte técnico ajuda você a pensar e solucionar o problema?

Pensando nisso, a Alfacomp disponibiliza os seguintes canais de comunicação:

[feature_block style=”icon” overall_style=”icon” columns=”3″ icon_style=”icon”][feature title=”suporte%40alfacomp.ind.br” icon=”97.png” upload_icon=”” bg_color=”” href=””][/feature] [feature title=”(51)3029.7161″ icon=”121.png” upload_icon=”” bg_color=”” href=””][/feature] [feature title=”(51)99380.2956″ icon=”114.png” upload_icon=”” bg_color=”” href=””][/feature] [/feature_block]

Documentação:

Manual de hardware e software contendo a descrição técnica completa da linha de CLPs da Haiwell.

[button_2 align=”center” href=”http://materiais.alfacomp.ind.br/manual-haiwell”%5DAcesse o manual de hardware e software[/button_2]

Treinamento on-line:

[img_text_aside style=”2″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2017/11/Curso-automação-com-CLP-Haiwell-Aula-6.jpg” image_alignment=”right” headline=”Curso%20on-line%20de%20programa%C3%A7%C3%A3o%20e%20utiliza%C3%A7%C3%A3o%20do%20CLP%20Haiwell” alignment=”left”]

  • O curso de automação industrial utilizando o CLP Haiwell não tem custo. São aulas semanais divulgadas em nosso website. Para acompanhar, basta baixar os arquivos em PDF disponibilizados na página do curso
  • https://alfacompbrasil.com/2019/06/06/curso-de-automacao-com-clp-haiwell/
  • Esperamos estar colaborando para o crescimento pessoal dos interessados. Em caso de dúvida, não deixe de nos contatar.

[/img_text_aside]
[button_2 align=”center” href=”https://alfacompbrasil.com/2019/06/06/curso-de-automacao-com-clp-haiwell/”%5DAcesse a página do curso[/button_2]

2 – Custo-benefício

A linha de CLPs Haiwell é composta de 4 famílias de CPUs e uma extensa gama de módulos de expansão, cobrindo desde aplicações de simples inter-travamentos até a composição de redes de CPUs de alto desempenho em sistemas distribuídos de controle. Veja esta oferta:

[img_text_aside style=”2″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2017/11/Kit-Treinamento-Haiwell.jpg” image_alignment=”left” headline=”Kit%20de%20treinamento” alignment=”left”]

  • CLP T16S0P-e com 8 entradas digitais, 8 saídas digitais, RS232, RS485 e Ethernet. Alimentação 24 VCC;
  • Fonte de alimentação S-25-24 com saída em 24 VCC e 25 W;
  • Cabo de programação;
  • Pen drive contendo todos os manuais e software de programação.
  • Preço promocional: R$ 975,00
  • Saiba mais: comercial@alfacomp.ind.br

[/img_text_aside]
Os CLPs Haiwell possuem o melhor custo-benefício do mercado.

3 – Custo da ferramenta de programação

[img_text_aside style=”2″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2017/11/HaiwellHappy-610.jpg” image_alignment=”right” headline=”” alignment=”left”]A ferramenta HaiwellHappy é gratuita e sempre será, este é um compromisso da Haiwell e da Alfacomp.
[/img_text_aside]

[button_2 align=”center” href=”http://alfacomp.rds.land/haiwellhappy”%5DBaixe o software agora e sem custo[/button_2]

4 – Desempenho do processador

CLP com processador ARMOs CLPs Haiwell são dotados de processadores ARM de última geração. ARM é um acrônimo de Advanced RISC Machine, ou seja Máquina Avançad
a RISC, sendo RISC uma arquitetura baseada em um conjunto de instruções reduzidas e de alta velocidade de processamento. Os processadores ARM são relativamente recentes na história da tecnologia digital e são utilizados, entre outras aplicações, nos Smartphones e Tablets de última geração.

Porque os CLPs Haiwell foram desenvolvidos recentemente, utilizam processadores de última geração, resultando em equipamentos de alto desempenho e baixo consumo. Um exemplo desse desempenho é a capacidade de ler até 8 Encoders e controlar até 8 motores de passo com velocidades de I/O de 200 mil pulsos por segundo.

Por serem CLPs de alto desempenho, os CLPs Haiwell são ideais para tarefas de movimentação e posicionamento de precisão, como por exemplo no controle CNC.

5 – Relógio de tempo real

CLP com real time clock

Todos os CLPs Haiwell são dotados de relógio de tempo real. Isto significa que existe dentro de cada CLP um circuito eletrônico alimentado por bateria de lítio e baseado na precisão de uma base de tempo com a precisão garantida por um oscilador a cristal. Dessa forma, mesmo que falte energia, o CLP estará contando o tempos em Horas, Minutos, Segundos, Dias, Meses e Anos, capacidade necessária em muitos processos de automação.

6 – Capacidade de simulação do programa sem necessidade de conectar ao CLP

Simulação de funcionamento de CLP off-line

Imagine poder aprender a programar um CLP antes mesmo de ter adquirido o primeiro exemplar. Pois bem, isso é possível com o CLP Haiwell pois a ferramenta de programação HaiwellHappy permite simular 100% do funcionamento do programa sem precisar conectar o CLP ao PC. Assista a aula 7 do curso de programação e conheça esta funcionalidade.

7 – Portas de comunicação

Consideramos fundamental que o CLP possua portas de comunicação em quantidade suficiente e por um custo baixo. Igualmente importante é que o CLP possa utilizar os protocolos MODBUS e TCP/IP por serem os mais difundidos do mercado.

Portas de comunicação do CLP HaiwelOs CLPs Haiwell são dotados de três portas de comunicação independentes básicas:

  • RS232 – protocolo MODBUS mestre e escravo
  • RS485 – protocolo MODBUS mestre e escravo
  • Ethernet (opcional) – Diversos protocolos, incluindo MODBUS TCP

Além das portas básicas, é possível adicionar até 3 portas RS232 ou RS485 independentes utilizando módulos de expansão.

8 – Protocolos de comunicação

Comunicar utilizando os protocolos comuns de mercado, utilizando protocolos de alto desempenho e utilizando procolos configuráveis são características nem sempre encontradas nos CLPs de mercado. Veja as opções de comunicação disponíveis no Haiwell:

  • MODBUS (RTU e ASCII)
  • MODBUS TCP
  • Protocolo de alto desempenho “Haiwell High Speed Protocol”
  • Protocolo configurável “Free Communication Protocol”

9 – Capacidade de programação remota

Uma facilidade de alguns CLPs dotados de porta Ethernet é a capacidade de programação remota. Este recurso se mostra como vantagem competitiva importante pois permite alterações de sistemas de automação remotos, minimizando custos com deslocamento. Outra vantagem da programação remota é a facilidade de construir e comissionar sistemas distribuídos de controle em plantas industriais de grande porte. A Haiwell permite a construção de redes de controle distribuído de alto desempenho e baixo custo.

10 – Facilidade de manutenção

O último fator de decisão na hora de escolher o CLP, mas não menos importante, é a facilidade de manutenção em campo. A substituição rápida de módulos somente é possível se os conectores forem do tipo extraível (de engate rápido), nem todos os CLPs possuem essa facilidade.

Conector extraível do CLP Haiwell

Kit de treinamento – Conector extraível instalado

Conector removível do CLP Haiwell

Kit de treinamento – Barra de conexões destacada

OBS: Dois parafusos liberam cada barra de conexão dos CLPs Haiwell.

Considerações finais

O CLP deve ser avaliado sempre pelo conjunto de fatores que determinam sua escolha. Seja criteriosos pois você vai investir o seu tempo no aprendizado e treinamento necessário para utilizá-lo. Faça valer a pena esta escolha pois ela vai impactar não apenas o próximo projeto mas, provavelmente, os projetos dos próximos anos.

Por: Eduardo Grachten - Engenheiro Eletricista

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”7356, 7154, 7010, 2143, 4509, 4120, 1156″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

[button_2 color=”silver” align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/catalogo-geral-de-produtos”%5DCatálogo geral – Guia rápido contendo todos os produtos Alfacomp – Baixe aqui[/button_2]
Você procura uma solução de iluminação a LED para painel de comando que funcione em 24 VCC, 110 VCA e 220 VCA? Veja este módulo simples, econômico e robusto. Além de iluminar o painel, possui uma chave fim de curso e um saída digital em contato seco que informa para o CLP que a porta está aberta.
[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/11/SW3301-1-sf.png” image_alignment=”left” headline=”Iluminador%20de%20painel%20SW3301″ alignment=”left”]

O Iluminador de painel SW3301 desempenha as seguintes funções:

  • Iluminação de painéis elétricos compactos;
  • Sinalização de porta aberta;
  • Chave fim de curso.

De dimensões compactas, o SW3301 pode ser alimentado por 24VCC, 110VCA ou 220VCA. A chave fim de curso é do tipo NF. Quando a porta do painel é aberta, a chave é liberada, acionando a iluminação e acionando o relé que fecha o contato NA do conector. O contato NA pode ser ligado à uma entrada digital de CLP, alarmando que a porta esta aberta.

[/img_text_aside]
[img_text_aside style=”2″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/11/SW3301-B.png” image_alignment=”left” headline=”Aplica%C3%A7%C3%A3o%20e%20instala%C3%A7%C3%A3o” alignment=”left”]Aplicação: Iluminação de painéis compactos e sinalização de porta aberta.
Instalação: Aparafuse o módulo à borda do quadro como mostra a figura ao lado. O módulo possui dois furos com rosca M3 para facilitar a fixação.
[/img_text_aside]

Especificações técnicas

Tensão de alimentação 24 VCC, 110VCA ou 220VCA (selecionável pela conexão)
Elementos de iluminação 12 LEDs brancos de alta intensidade
Comutador Chave fim de curso NF
Dimensões Altura 24 x Largura 56 x Profundidade 65 mm
Formato Gabinete metálico

[button_2 align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/29″%5DBaixe agora o manual do produto[/button_2]

Solicite informações adicionais ou uma cotação

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”3224, 3211, 3198, 3175, 2952″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]
 
 

Conheça este DPS – Dispositivo de Proteção contras Surtos

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/11/SW3300-300×263.png” image_alignment=”left” headline=”DPS%20seccionador%20e%20tomada” alignment=”left”]

O módulo Alfacomp SW3300 foi projetado para compor painéis elétricos de comando e automação e integra as seguintes funções:

  • Seccionamento
  • Proteção contra sobre corrente por meio de fusíveis
  • Proteção contra sobre tensões por meio de varistores
  • Tomada bipolar com terra
  • Sinalização luminosa de energização

Por incluir diversas funções em um módulo único, o dispositivo simplifica a montagem do quadro e portanto contribui para lay-outs mais compactos.

[/img_text_aside]
[img_text_aside style=”2″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/11/Esquema-277×300.jpg” image_alignment=”left” headline=”Vantagens%20do%20m%C3%B3dulo” alignment=”left”]Economia de espaço: O módulo SW3300 substitui com vantagens um seccionador + dois fusíveis + uma tomada + três DPSs.
Instalação: O módulo é fixado no trilho DIN por grampo plástico de encaixe rápido na traseira do módulo.
[/img_text_aside]

Especificações técnicas

Tensão de utilização 110 ou 220 entre Fase e Neutro
Corrente nominal máxima 5 A
Proteção contra sobre corrente 2 fusíveis de 5 A
Proteção contra sobre tensões 3 varistores de óxido metálico com capacidade de 20 KA e tensão máxima de 275V
Dimensões (montado em trilho DIN horizontal) Altura 53 x Largura 67 x Profundidade 79 mm
Forma Placa eletrônica alojada em suporte metálico com fixação para trilho DIN
Sinalização A chave seccionadora possui lâmpada neon que indica o estado ligado
Tomada Tomada 2 P + T padrão ABNT

[button_2 align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/41″%5DBaixe agora o manual do produto[/button_2]

Solicite informações adicionais ou uma cotação

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”7311, 7229, 7202, 7154, 7010, 6601, 5500″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

[button_2 color=”silver” align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/catalogo-geral-de-produtos”%5DCatálogo geral – Guia rápido contendo todos os produtos Alfacomp – Baixe aqui[/button_2]
 
[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/11/Aplicação_IA2801-1.png” image_alignment=”left” headline=”Conversor%20anal%C3%B3gico%20IA2801″ alignment=”left”]

O conversor analógico IA2801 consiste em uma solução de alto desempenho e baixo custo para conversão de pulsos de uma saída digital de CLP para sinal analógico de tensão e corrente. De formato adequado para montagem em painéis elétricos de automação industrial, é alojado em gabinete metálico para encaixe em trilho DIN.

[/img_text_aside]
[img_text_aside style=”2″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/11/IA2801-sf.png” image_alignment=”left” headline=”Funcionamento” alignment=”left”]

O módulo efetua a conversão de pulsos, na faixa de 1 a 255 pulsos, em tensão analógica de 0 a 10V e corrente analógica de 4 a 20mA.

Se a quantidade de pulsos for maior que 255 pulsos, o conversor leva as saídas analógicas para o fundo de escala, 10V e 20mA.

A totalização dos pulsos é encerrada quando houver um intervalo maior que 0,5 segundos. Após transcorrido este intervalo, a saída analógica é atualizada.

Se a entrada de pulsos for silenciada por 30 segundos, as saídas analógicas são zeradas.

[/img_text_aside]

Especificações técnicas

Tensão de Alimentação +24Vcc
Consumo de energia 100 mA max
Entrada Trem de pulsos (1 a 255 pulsos com amplitude de 24Vpp)
Saídas Tensão: 0 a 10V  –  50mA máx ( Resistência de carga:  >200Ω )
Corrente: 4 a 20mA  ( Resistência de carga: <500Ω )
Temperatura de operação -40° a +80°C
Umidade 10% a 90% (não condensante)
Dimensões (montado em trilho DIN horizontal) Altura 73 x Largura 23 x Profundidade 51 mm
Forma Placa eletrônica alojada em gabinete metálico para encaixe em trilho DIN

 
[button_2 align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/30″%5DBaixe aqui o manual do produto[/button_2]

Solicite informações adicionais ou uma cotação

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]
 
 

[button_2 color=”silver” align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/catalogo-geral-de-produtos”%5DCatálogo geral – Guia rápido contendo todos os produtos Alfacomp – Baixe aqui[/button_2]
PC industrial Haiwell nas versões 15, 17 e 22 polegadas com SCADA nativo
[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/10/P17.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”PC%20industrial%20compacto%20e%20robusto” alignment=”left”]

A linha de PCs industriais da Haiwell montados em gabinete de aço nas versões 22, 17 e 15 polegadas foi desenvolvida para as mais rígidas condições ambientais industriais. Funcionam sem ventilador e apresentam baixíssimo ruído. A resolução HDMI com tela LED colorida de alta saturação e ângulo de visão de 178° permite imagem de alta qualidade. A tela touch de alta resistência e a prova d’água e óleo garantem a alta durabilidade. Linus suportado. Haiwell Cloud SCADA nativo. 

[/img_text_aside]

Modelos

Modelo Tela Peso Abertura Dimensões
P15 15″ TFT, 1024×768 5.0 kg 355 x 271 mm 375 x 290 x 57 mm
P17 17″ TFT, 1280×1024 6.7 kg 394×316 mm 415×337×57 mm
P22 22″ TFT, 1920×1080 8.7 kg 531.9×324 mm 552.9×345×57 mm

Características gerais do PC industrial

  • CPU: Intel Celeron J1900
  • Memória: 2G DDR3 (4GB/8GB opcional)
  • HD: 32G SSD (64G/128G/ HDD opcional)
  • Dissipação de calor: Sem ventilador
  • Consumo: <38 W
  • Alimentação: 12V/5A
  • Sistema operacional: Suporta Linux. Haiwell Cloud SCADA nativo
  • Display:  TFT com resoluções 1920×1080, 1280×1024, 1024×768, 16:09, backlight LED
  • Cores: 16.7 milhões
  • Backlight LED com vida útil de 40.000 horas
  • Touch screen: 5 fios analógico resistivo com vida útil ≥30 milhões de vezes
  • Interface de rede: 2 x RJ-45 (1000Mb)
  • USB: 1 x 3.0 e 3 x 2.0
  • Portas seriais: 6 x COM (RS232, RS422 e RS485)
  • Interfaces de expansão: 1 x VGA e 1 x HDMI
  • WIFI opcional
  • Temperatura de operação: 0 a 50 °C
  • Umidade: 10 a 90% não condensante)
  • Proteção: IP30
  • Certificação: FCC e CE

Conexões

O PC industrial Haiwell possui até 6 portas COM RS232. A porta COM3 também comunica RS485.

Dimensões do modelo P22

Dimensões do modelo P17

Dimensões do modelo P15

Baixe o Catálogo

[file_download style=”1″][download title=”PC%20industrial%20Haiwell%20-%20Cat%C3%A1logo” icon=”style2-thumb-dl-pdf.png” file=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/11/PC-industrial-Haiwell-Catálogo.pdf&#8221; package=”” level=”” new_window=””]Cat%C3%A1logo%20geral%20da%20linha%20de%20PCs%20industriais%20Haiwell.[/download][/file_download]

Baixe o Manual técnico

[file_download style=”1″][download title=”PC%20industrial%20Haiwell%20-%20Manual%20t%C3%A9cnico” icon=”style2-thumb-dl-pdf.png” file=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/11/PC-industrial-Haiwell-Manual-técnico.pdf&#8221; package=”” level=”” new_window=””]Especifica%C3%A7%C3%B5es%20t%C3%A9cnicas%20da%20linha%20de%20PCs%20industriais.[/download][/file_download]

Solicite informações adicionais ou uma cotação


 

Software Haiwell Cloud SCADA

O software Haiwell Cloud SCADA permite a monitoração e controle de processos industriais. Também é o software utilizado para configurar a linha de IHMs. E o melhor de tudo, é grátis.
[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/07/Haiwell-Cloud-SCADA.jpg&#8221; image_alignment=”left” headline=”Haiwell%20Cloud%20SCADA” alignment=”left”]

O software Haiwell Cloud SCADA é baseado em .NET Framework e permite a monitoração e controle de processos industriais. Também é o software utilizado para configurar a linha de IHMs (Interfaces Homem-Máquina) da Haiwell.

O Haiwell Cloud SCADA completo e sem limitações está disponível para download sem custos.

[/img_text_aside]
[button_2 align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/haiwell-cloud-scada”%5DBaixe o software Haiwell Cloud SCADA sem custo[/button_2]
[video_player type=”youtube” style=”1″ dimensions=”560×315″ width=”560″ height=”315″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″ ipad_color=”black”]aHR0cHM6Ly95b3V0dS5iZS9kTHNGbUFCOGczdw==[/video_player]

Diferenciais do SCADA Haiwell

Características de apresentação visual – Objetos visuais apresentam o estado das variáveis de campo na forma gráfica e numérica para o acompanhamento em tempo real do processo que está sendo monitorado.

Conectividade – O software se comunica com os mais diversos tipos de equipamentos de controle industrial, tais como CLPs, IHMs e inversores, utilizando diversos protocolos de comunicação, via comunicação serial e via Ethernet.

Utilização em rede – A operação em rede permite que diversos projetos possam ser clientes ou servidores de dados, compartilhando dados em redes distribuídas.

Diversas formas de alarme – As mensagens de alarme podem ser enviadas em diversos formatos, tais como imagens, mensagens de voz, SMS e-mail para os operadores pré-definidos.

Bando de dados – O software permite coletar e armazenar dados na forma de arquivos históricos. Os dados podem ser apresentados para análise na forma de tabelas numéricas e gráficos de tendência.

Linguagem de programação – O software permite criar trechos de programas scripts em JavaScript para o sequenciamento de ações coordenadas a partir do computador utilizado para monitorar e controlar o processo.

Segurança – Níveis de acesso pré-estabelecidos garantem a segurança do controle e operação dos processos de forma que os administradores, operadores e usuários tenham seu acesso restrito conforme as habilitações definidas durante a configuração do sistema de automação.

Simulação – O funcionamento do software Haiwell Cloud SCADA pode ser feito de forma simulada para testes ao longo do desenvolvimento, o que reduz o tempo de desenvolvimento e aumenta a segurança do processo de programação e configuração do sistema.

Requisitos de Hardware

  • CPU1.2 GHz PC ou superior;
  • Memória RAM: 1GB mínimo;
  • HD livre: 80GB mínimo;
  • Resolução mínima: 800 x 600 colorido 16-bit ou superior, sugerido 1024 x 768 colorido 32-bit

Requisitos de Software

  • Sistema operacional: Windows XP ou superior;
  • Plataforma de operação: Net Framework 2.0/3.0/3.5;

Procedimento geral de desenvolvimento

Exemplo de projeto utilizando o CLP H60S2R:

Passo 1: Clique duplo em “Haiwell configuration software development environment

Passo 2: Clique “New Project”, e confirme os parâmetros de projeto (settings).

Passo 3: Amplie o item “PLC node” e encontre o CLP. Ajuste os parâmetros e clique no botão “ADD”.

Passo 4: Selecione “Yes” na janela de aviso para adicionar a variável.

Passo 5: Quando um novo projeto é criado fica disponível a janela de trabalho. Nesta janela é possível criar as telas do supervisório. Arraste para dentro da janela os objetos gráficos desejados e faça a parametrização dos mesmos.

Passo 6: Clique em “Compile” na barra de tarefas. Isso faz surgir uma janela pop-up que permite salvar o projeto. Se for encontrado um erro ou aviso, fecha a janela e corrija a inconsistência. Clique em “Simulation run” na barra de tarefas e rode o software “run project”.

Suporte técnico

Se persistirem dúvidas, fale com nosso suporte técnico:

[video_player type=”youtube” style=”1″ dimensions=”300×169″ width=”300″ height=”169″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″ ipad_color=”black”]aHR0cHM6Ly95b3V0dS5iZS9JYlB4VUdXY085UQ==[/video_player]
[video_player type=”youtube” style=”1″ dimensions=”300×169″ width=”300″ height=”169″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″ ipad_color=”black”]aHR0cHM6Ly95b3V0dS5iZS9zY2dCTjlNZHNGZw==[/video_player]
[video_player type=”youtube” style=”1″ dimensions=”300×169″ width=”300″ height=”169″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″ ipad_color=”black”]aHR0cHM6Ly95b3V0dS5iZS9NenBvcmQ3T3ZwSQ==[/video_player]
[video_player type=”youtube” style=”1″ dimensions=”300×169″ width=”300″ height=”169″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″ ipad_color=”black”]aHR0cHM6Ly95b3V0dS5iZS9sNXRLTzF5ZXRjTQ==[/video_player]
[video_player type=”youtube” style=”1″ dimensions=”300×169″ width=”300″ height=”169″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″ ipad_color=”black”]aHR0cHM6Ly95b3V0dS5iZS9BeGVrT1ZpS2Z0RQ==[/video_player]

Solicite informações adicionais sobre o Haiwell Cloud Scada

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”7154, 7010, 1215, 5887, 5500″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]
 
 
 
 
 

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”2952, 2912, 2143, 1637, 1168″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]
 

[button_2 color=”silver” align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/catalogo-geral-de-produtos”%5DCatálogo geral – Guia rápido contendo todos os produtos Alfacomp – Baixe aqui[/button_2]
[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2020/07/FB2062-1-sf.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Fonte%20com%20bateria%20FB2062″ alignment=”left”]

O Fonte com Bateria FB2062 constitui uma fonte de alimentação chaveada especialmente desenvolvida para alimentar um CLP e um rádio modem. Dotado de bateria interna de 12V/7Ah, fornece em suas saídas as tensões de 24V para o CLP e 12V para o rádio. Enquanto a alimentação está presente na entrada CA, o módulo mantém a carga na bateria. Quando acontece a interrupção da energia da rede, a bateria sustenta o fornecimento nas saídas de 24V e 12V. Ideal para painéis de telemetria.

[/img_text_aside]
[img_text_aside style=”2″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2020/07/FB2062-conexões.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Funcionamento” alignment=”left”]

  • Os terminais “Ponte” permitem interromper a ligação interna da bateria e devem ser conectados a uma chave ou borne fusível.
  • Quando ocorrer uma falta de energia, a bateria interna irá alimentar os circuitos que fornecem as tensões de saída. Nesta situação, a única forma de interromper o funcionamento da fonte é abrindo a chave que estabelece contato entre os terminais “Ponte“.

[/img_text_aside]

Aplicação

O módulo FB2062 foi projetado para alimentar quadros dotados de CLPs de pequeno porte e rádios modem em configurações típicas de telemetria e telecomando. Um exemplo de aplicação seria nos quadros de automação de estações elevatórias de água e esgoto.

Especificações técnicas

Tensões de saída 12V/1,5A e 24V/2,0A
Alimentação 95V a 250V CA
Ripple máximo Menor que 2% das tensões nominais de saída
Consumo Consumo: 100W
Sinalização visual Led indicador de fonte ativa
Temperatura de operação 0o a 50oC
Indicação de funcionamento Sinal digital em 24VCC indicando a presença de energia na entrada CA do módulo. Pode ser ligado à entrada digital de um clp para alarmar falta de energia na rede da instalação e informar que a bateria está suprindo a alimentação.
Dimensões Altura 187mm, largura 130mm e Profundidade 120mm

Composição do produto

A fonte FB2062 é construída em gabinete de aço com espessura de 1,2 mm e pintura eletrostática. O gabinete abriga a placa de circuito eletrônico PCBA FB2062 e uma bateria de 12V e 7Ah. A tampa do módulo é presa à base por dois parafusos.

Ajuste do módulo eletrônico

O módulo somente pode ser manuseado por pessoas devidamente treinadas (risco de choque elétrico e danos ao modulo). Os módulos eletrônicos PCBA FB2062 são pré-ajustados de forma a fornecer, em condições nominais, a tensão de flutuação da bateria de 13.2V a 13.9V. As fontes de tensão contínua são ajustadas para fornecer 12V e 24V respectivamente. Os ajustes das tensões de flutuação e das saídas são efetuados por meio de três resistores ajustáveis (trimpots), conforme mostrados na figura a seguir:

[file_download style=”1″][download title=”Fonte%20com%20bateria%20FB2062%20-%20Manual%20do%20produto” icon=”style2-thumb-dl-pdf.png” file=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2020/07/Fonte-com-bateria-FB2062-Manual-do-produto-2.pdf&#8221; package=”” level=”” new_window=””]Caracter%C3%ADsticas%20t%C3%A9cnicas%20e%20instru%C3%A7%C3%B5es%20de%20utiliza%C3%A7%C3%A3o%20da%20fonte%20com%20bateria%20FB2062.[/download][/file_download]

Solicite informações adicionais ou uma cotação

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”4877, 2952, 2143, 2912, 4547, 1991, 3920, 3784, 3663″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

[button_2 color=”silver” align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/catalogo-geral-de-produtos”%5DCatálogo geral – Guia rápido contendo todos os produtos Alfacomp – Baixe aqui[/button_2]
Veja como habilitar seu CLP Haiwell a ler células de carga e viabilize a medição de peso estático e dinâmico no seu processo industrial.
[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/10/H01WG-300×300.jpg&#8221; image_alignment=”left” headline=”M%C3%B3dulo%20conversor%20para%20c%C3%A9lulas%20de%20carga%20H01WG” alignment=”left”]

O módulo conversor para células de carga Haiwell H01WG fornece uma medição em 24 bits de resolução com capacidade de calibração em multi-faixas, permitindo a leitura de sensores de peso de 4 e 6 fios. A velocidade de conversão pode ser ajustada, permitindo a customização para diversas aplicações, cobrindo todo o tipo de aplicação de medição industrial de peso demandada pelo mercado.

[/img_text_aside]

Diagrama de ligações 

Célula de carga - ligações

Características técnicas

  • Alimentação: 24 VCC ±20%,0.2A
  • Velocidade de conversão:  6.25/12.5/25/50/100/200/500Hz
  • Resolução: 24 bits
  • Erro de linearidade: em peso estático ≤ 0.02% do fundo de escala
  • Tensão de excitação: 5 VCC ±5% , 125 mA ( até 4 células de 350 Ω )
  • Sensibilidade: 1 a 5 mV/V
  • Pulso de medição:  0 a 2000Hz
  • Tipo de célula de carga: 4 ou 6 fios
  • Distância máxima para o sensor: 100 metros

[file_download style=”1″][download title=”M%C3%B3dulo%20conversor%20para%20c%C3%A9lulas%20de%20carga%20H01WG” icon=”style2-thumb-dl-pdf.png” file=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/10/Conversores-para-células-de-carga-Manual-técnico.pdf&#8221; package=”” level=”” new_window=””]Manual%20t%C3%A9cnico[/download][/file_download]

Solicite informações adicionais ou uma cotação

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”7154, 6601, 1215, 5032, 4877, 2952, 2143, 4547″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]
 
 

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/IE2002-4.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Insensibilizador%20eletr%C3%B4nico%20de%20su%C3%ADnos” alignment=”left”]

O Insensibilizador Eletrônico de Suínos IE2002 de 3 eletrodos produz uma insensibilização ideal quando corretamente aplicado. Os animais praticamente não se movimentam após a insensibilização, facilitando a operação de sangria e colocação da maneia. O rompimento de vasos sanguíneos periféricos fica extremamente reduzido.

  • Tensão ajustável
  • Frequência ajustável
  • Limite de corrente ajustável
  • Padrão de mercado

[/img_text_aside]
[file_download style=”1″][download title=”Especifica%C3%A7%C3%B5es%20t%C3%A9cnicas%20do%20IE2002″ icon=”style2-thumb-dl-pdf.png” file=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2020/06/Insensibilizador-de-suínos-IE2002-Folha-de-dados.pdf&#8221; package=”” level=”” new_window=””]Dados%20t%C3%A9cnicos%20do%20Insensibilizador%20Eletr%C3%B4nico%20de%20Su%C3%ADnos%20IE2002.%20[/download][/file_download]

Funcionamento

O Insensibilizador de suínos é um equipamento eletrônico que gera tensões e correntes em alta frequência e onda quadrada, utilizado para efetuar a insensibilização de suínos no momento do abate.

A utilização da alta frequência com controle da potência aplicada, em lugar de utilizar tensão senoidal a 60 Hz, demonstrou diminuição das ocorrências de hematomas, salpicamentos e quebras de ossos, levando a uma melhora na qualidade da carne.

O Insensibilizador retifica a tensão de alimentação (220 VCA) gerando uma tensão DC de 311 volts. Esta tensão é utilizada por um circuito de chaveamento em ponte que alimenta um transformador isolador com uma onda quadrada de 311 volts pico a pico e com frequência e largura de pulsos ajustáveis. A saída do transformador constitui a tensão de insensibilização.

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/IE2002-6.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Composi%C3%A7%C3%A3o%20do%20painel%20do%20IE2002″ alignment=”left”]O insensibilizador IE2002 utiliza os módulos Alfacomp 2022 e 9801, consagrados pelo mercado como a eletrônica mais utilizada na insensibilização de suínos. Um CLP com IHM controlam o sequenciamento do funcionamento do equipamento.
[/img_text_aside]

Módulo de controle 2022

Este módulo gera os sinais de chaveamento para o módulo de potência. Além disso, monitora a corrente fornecida pelo módulo de potência, diminuindo a largura dos pulsos de chaveamento, de maneira a limitar a energia fornecida.

Ajuste de frequência
  • Permite ajustar a frequência do sinal de saída dentro da faixa de 500 a 1000 Hz.
Ajuste de tensão
  • Permite ajustar a largura dos pulsos da onda quadrada de 0 a 100% de largura. 0% corresponde a uma tensão RMS igual a zero e 100% corresponde a uma tensão RMS de aproximadamente 280 V na saída do módulo de potência.
Ajuste de corrente
  • Permite ajustar entre 0,5 A e 6 A corrente de saída do módulo de potência, na qual começa a ser limitada a largura dos pulsos da onda quadrada entregue pelo módulo. Ex.: Digamos que o trimpot de ajuste de corrente esteja no meio. Isto corresponde a aproximadamente 3 A. Para cargas até 3 A, a largura dos pulsos da onda quadrada que sai do módulo de potência será aquela ajustada pelo potenciômetro de ajuste de tensão. Para cargas acima de 3 A, a largura do pulso é diminuída bastante, ocasionando a proteção por limitação de potência entregue. Ou seja, a amplitude da onda continua sendo de 311 Vpp, mas a largura cai, diminuindo a tensão RMS e consequentemente a potência entregue.

Módulo de potência 9801

Este módulo consiste em um inversor em ponte utilizando transistores FET. O módulo incorpora ainda os capacitores de filtragem da tensão retificada pela ponte retificadora SKB25/4. Este módulo transforma a tensão DC de 331 V em uma tensão alternada de formato quadrado e frequência e largura de pulsos comandados pelo módulo 2022.

Abate humanitário de suínos

[button_2 align=”center” href=”https://materiais.alfacomp.ind.br/abate_humanitario”%5DBaixe agora o documento da WSPA sobre abate humanitário de suínos[/button_2]

Normas técnicas

[button_2 align=”center” href=”https://materiais.alfacomp.ind.br/normas_frigorificos”%5DBaixe agora o conjunto de normas técnicas para frigoríficos de suínos[/button_2]

[button_2 color=”green” align=”center” href=”https://bit.ly/2DG6i1s”%5DEnvie sua mensagem por Whatsapp[/button_2]

Produto financiável pelo BNDES

Clique na figura e busque por “insensibilizador”.

Clique aqui e busque nosso insensibilizador no site do BNDES. Pesquise por "insensibilizador".

Clique aqui e busque nosso insensibilizador no site do BNDES. Pesquise por “insensibilizador”.

Compre o insensibilizador com seu cartão do BNDES. O Cartão BNDES é um produto que, baseado no conceito de cartão de crédito, visa a financiar os investimentos das micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) e dos empresários individuais, inclusive microempreendedores individuais (MEIs).

Solicite informações adicionais ou o preço de um insensibilizador de suínos

[button_2 color=”silver” align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/catalogo-geral-de-produtos”%5DCatálogo geral – Guia rápido contendo todos os produtos Alfacomp – Baixe aqui[/button_2]

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”7154, 7010, 6601, 6414, 1215, 5887, 5720″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

[button_2 color=”silver” align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/catalogo-geral-de-produtos”%5DCatálogo geral – Guia rápido contendo todos os produtos Alfacomp – Baixe aqui[/button_2]
[button_2 align=”center” href=”https://alfacompbrasil.com/suporte/”%5DSe você precisa de suporte técnico, clique aqui[/button_2]

CLP – Controlador lógico programável

[img_text_aside style=”2″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2017/05/t16sop.jpg&#8221; image_alignment=”left” headline=”” alignment=”left”]

O Controlador Lógico Programável é um computador robusto projetado para o controle de processos industriais e, portanto, utilizado em automação industrial, em inglês: PLC – Programmable Logic Controller. Esses controladores podem automatizar processos específicos, máquinas, ou linhas de produção. O CLP monitora o estado dos dispositivos de entrada, toma decisões baseado no programa nele instalado e comanda o estado dos dispositivos por ele controlado. Exemplo de CLP: Haiwell. 

[/img_text_aside]

Praticamente, qualquer linha de produção, máquina ou processo podem ser grandemente melhorados pela utilização de CLPs. Dessa forma, entre os benefícios de se utilizar um CLP estão a capacidade de reprogramação, alteração de sequências, ampliação de linhas, criação de réplicas de máquinas e processos, tudo isso enquanto podemos coletar e comunicar informações vitais.

[video_player type=”youtube” youtube_auto_play=”Y” style=”1″ dimensions=”560×315″ width=”560″ height=”315″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″ ipad_color=”black”]aHR0cHM6Ly95b3V0dS5iZS9RV0hJLS1PRmdaWQ==[/video_player]

Como funciona o CLP

O CLP funciona recebendo informações de sensores e dispositivos de entrada, processando os dados e controlando atuadores e dispositivos de saída conforme programas previamente instalados.
CLP - Como funciona

Baseado nas leituras das entradas e saídas o CLP pode registrar dados em tempo real, tais como produtividade de uma máquina ou a temperatura de operação, automaticamente iniciar ou interromper um processo, gerar alarmes no caso de mal funcionamento e muito mais.

Linguagem Ladder

A linguagem Ladder é uma linguagem de programação de CLP que representa um programa por um diagrama gráfico baseado na lógica dos relés, ou seja, parece com o diagrama esquemático de um painel de relés. O nome é baseado no fato de que a representação gráfica do programa lembra o formato de uma escada (ladder em inglês).

Enquanto no início da história dos CLPs a linguagem Ladder era a única linguagem disponível para a programação de CLPs, atualmente outras formas de programação estão padronizadas dentro da norma IEC-61131-3. Entre as novas opções estão a lista de instruções e o diagrama de blocos.

Entradas do CLP

Entradas de um CLP são os pontos de conexão onde são ligados os sensores. Podem ser localizados em módulos, no caso de CLPs modulares, ou estar incorporados no gabinete único, no caso de CLPs compactos.

Exemplos de entradas digitais

  • 24 volts CC – tipo P ou N
  • 110 volts CA (triac) ou 220 volts CA (triac)
  • encoder ou contador rápido (5Vcc, 10Vcc ou 24Vcc)
Exemplos de entradas analógicas

  • 0 a 5V ou 0 a 10V
  • 0 a 20 mA ou 4 a 20mA
  • PT100 ou Termopar

Entradas e saídas do CLP

Saídas do CLP

Saídas de um CLP são os pontos de conexão onde são ligados os atuadores. Podem ser localizados em módulos, no caso de CLPs modulares, ou estar incorporados no gabinete único, no caso de CLPs compactos.

Exemplos de saídas digitais

  • 24 VCC (transistor) – tipo P ou N
  • 110 VCA ou 220 VCA (triac)
  • Relé

Exemplos de saídas analógicas

  • 0 a 5V ou 0 a 10V
  • 0 a 20 mA ou 4 a 20mA

Ciclo de varredura do CLP

O funcionamento dos CLPs é um processo contínuo chamado de varredura. Em cada ciclo de varredura, o equipamento realiza as seguintes atividades:

  • Leitura das entradas
  • Execução das instruções do programa
  • Escrita (atualização) das saídas

A ordem de grandeza do tempo de varredura está entre 1ms e 100 ms, e depende do modelo do CLP e do tamanho do programa. O tempo de varredura cresce com o programa.

Ciclo de varredura do CLP

Curso de programação de CLP

[video_player type=”youtube” style=”1″ dimensions=”560×315″ width=”560″ height=”315″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″ ipad_color=”black”]aHR0cHM6Ly95b3V0dS5iZS82V3h4aDNGb0dSaw==[/video_player]

Aprenda a programa um CLP de última geração investindo apenas o seu tempo. Para tanto, conheça o curso de automação industrial utilizando o CLP Haiwell. Baixe as aulas sem custo, faça o teste de conhecimentos e receba um certificado com seu índice de aproveitamento.

Programação de CLP
[button_2 align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/curso-clp-haiwell”%5DBaixe as aulas sem custo – clique aqui[/button_2]
[button_2 color=”green” align=”center” href=”https://bit.ly/2DG6i1s”%5DEnvie sua mensagem por Whatsapp[/button_2]

Solicite informações adicionais ou o preço de um CLP

[button_2 color=”silver” align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/catalogo-geral-de-produtos”%5DCatálogo geral – Guia rápido contendo todos os produtos Alfacomp – Baixe aqui[/button_2]

Haiwell – O CLP com melhor custo-benefício do mercado

O CLP Haiwell apresenta versatilidade e alto desempenho para as mais diversas aplicações industriais como injeção de plástico, empacotamento, tecelagem, fabricação de medicamentos assim como para aplicações em processos médico-hospitalares, meio-ambiente, saneamento, serviços municipais, gráficas, construção civil, automação predial, sistemas de condicionamento de ar, máquinas CNC, e outros campos do controle e automação. O CLP Haiwell tem sua capacidade expandida através de diversas interfaces que ampliam suas entradas digitais, saídas digitais, entradas analógicas, saídas analógicas, entradas de contagem rápida, saídas digitais de pulso de alta velocidade e portas de comunicação.

CLP Haiwell para automação industrialDiferenciais do CLP Haiwell

  • Suporte técnico Alfacomp
  • Ferramenta gratuita de programação com capacidade de simulação do programa sem necessidade de conectar ao CLP
  • Processador ARM de alto desempenho e relógio de tempo real
  • Portas RS232 e RS485 nativas com MODBUS mestre e escravo
  • Porta Ethernet opcional com MODBUS TCP
  • Bornes de conexão removíveis para facilidade de manutenção
  • Entradas e saídas digitais rápidas (200 KHz)

 


Conheça o CLP Haiwell seguindo este passo a passo

[button_2 color=”blue” align=”left” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/clp-haiwell-guia-rapido”%5DPASSO 1 – Baixe o guia rápido de seleção[/button_2]
[button_2 color=”blue” align=”left” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/manual-clp-haiwell”%5DPASSO 2 – Baixe o manual completo de hardware e software[/button_2]
[button_2 color=”blue” align=”left” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/haiwellhappy”%5DPASSO 3 – Baixe o software de programação sem custo[/button_2]
[button_2 color=”blue” align=”left” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/curso-clp-haiwell”%5DPASSO 4 – Baixe e assista as aulas de programação e utilização do CLP[/button_2]


Características gerais

Ethernet

O CLP mestre e os módulos remotos suportam comunicação Ethernet e até 5 portas RS232 ou RS485 comunicando simultaneamente. Pela rede é possível comunicar, programar, monitorar e trocar dados com os CLPs. A porta Ethernet pode ser utilizada para intercomunicar CLPs, IHMs e computadores.

Atualização do firmware

Através deste recurso é possível alterar e atualizar o firmware dos CLPs. Desta forma, recursos novos podem ser adicionados a equipamentos anteriores na medida que forem desenvolvidos pela fabricante.

Poderosos recursos de comunicação

Os CLPs possuem duas portas seriais nativas, uma RS232 e uma RS485, que podem ser expandidas para até 5 portas. Cada porta pode ser utilizada tanto como mestre quanto como escravo na comunicação. A comunicação em rede pode ser 1:N, N:1 e N:N e uma grande variedade de interfaces IHM de mercado são suportadas, assim como inversores, medidores e periféricos diversos.

Suporte a múltiplos protocolos de comunicação

Os CLPs possuem instalados de forma nativa os protocolos de comunicação MODBUS RTU e ASCII, Free Communication Protocol e o Haiwellbus High-Speed Communication Protocol of Xiamen Haiwell Technology Co., Ltd. A composição de arquiteturas sofisticadas e complexas são facilitadas pois basta uma única instrução para estabelecer um modo de comunicação. Desta forma, problemas como conflitos de comunicação, colisões e problemas de handshaking são minimizados e até eliminados, sendo possível a coexistência simultânea de diversos protocolos diferentes.

Função de contagem de pulsos em alta velocidade

Os CLPs suportam até 8 canais duplex de alta velocidade (200 kHz) de contagem de pulsos. São possíveis 7 modos de funcionamento com as entradas de contagem rápida (pulso / direção 1 oitava, pulso / direção 2 oitavas, pulso direto / reverso 1 oitava, pulso direta / reverso 2 oitavas, fases A / B 1 oitava, fases A / B 2 oitavas, fases A / B 4 oitavas), e três tipos de comparação (comparação de uma etapa, comparação absoluta e comparação relativa), e ainda é possível a comparação de 8 valores fixos com função de self-learning.

Medição de frequência de pulsos de alta velocidade

São possíveis até 16 canais de 200 kHz de alta velocidade para a medição de frequência.

Saída de pulsos de alta velocidade

São possíveis até 8 canais duplex de pulsos de saída em 200 kHz. Desta forma, até 8 motores de passos podem ser controlados. Os CLPs possuem funções que permitem controlar aceleração e desaceleração, envelopes de múltiplos segmentos, um sinal de saída de sincronismo facilita a sincronização precisa dos motores. Usadas de forma independente, estão disponíveis até 16 saídas rápidas para funções de PWM, podendo controlar até 16 motores de passo ou servos.

Função de controle de movimentação

Os CLPs Haiwell suportam até 8 canais de 200 kHz para controle de movimentação que permitem interpolação linear, interpolação circular, pulso de saída de referência, endereço absoluto, endereço relativo, compensação de folga, retorno ao ponto de partida e definição de ponto de partida.

Função de controle PID

Até 32 malhas de controle PID são suportadas pelos CLPs Haiwell. Estão disponíveis a auto sintonia, o controle de temperatura por lógica Fuzzy, o controle de temperatura por curva TTC, o controle de válvulas e de outros dispositivos industrias.

Captura de bordas e interrupções

Os CLPs suportam até 8 canais para detecção de bodas de subida e descida de sinais para funções de interrupção. Todas entradas permitem a aplicação de filtros para a correta detecção dos sinais. Estão disponíveis 52 níveis de interrupção em tempo real.

Funções de processamento analógico de alto desempenho

Os registros AI das entradas analógicas podem ser acessados diretamente e estão disponíveis funções para conversão de unidades de engenharia, ajuste de frequência de amostragem e correção de zero. Os registros AQ das saídas analógicas podem ser convertidos para unidades de engenharia e podem ser configurados para manter seus valores.

Proteção por senha

Existem três níveis de senhas para garantir a proteção dos CLPs e do trabalho desenvolvido em sua programação: senha de proteção de programas, senha de proteção de blocos, senha de acesso ao hardware.

Características diversas

Além das características já citadas, os CLPs Haiwell também possuem função de autodiagnóstico, função de proteção contra falha de energia, relógio de tempo real, operações matemáticas em ponto flutuante, etc.


Assista ao vídeo e baixe o arquivo pdf das aulas

[button_2 align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/curso-clp-haiwell&#8221; new_window=”Y”]Curso de automação com CLP Haiwell – Completo e gratuito – Baixe agora[/button_2]

Assista ao vídeo e baixe o arquivo da avaliação

[button_2 align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/avaliacao-curso-automacao”%5DAvaliação e certificado – Baixe agora o arquivo[/button_2]
[button_2 color=”green” align=”center” href=”https://bit.ly/2DG6i1s”%5DEnvie sua mensagem por Whatsapp[/button_2]

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”2143, 1767, 2952, 3097, 1609″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

[button_2 color=”silver” align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/catalogo-geral-de-produtos”%5DCatálogo geral – Guia rápido contendo todos os produtos Alfacomp – Baixe aqui[/button_2]
[video_player type=”youtube” youtube_auto_play=”Y” style=”1″ dimensions=”560×315″ width=”560″ height=”315″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″ ipad_color=”black”]aHR0cHM6Ly95b3V0dS5iZS9OUkU0ZzR0TmczSQ==[/video_player]

Kits didáticos para o treinamento nos CLPs Haiwell

Os CLPs Haiwell foram desenvolvidos para aplicações industriais como injeção de plástico, empacotamento, tecelagem, fabricação de medicamentos assim como para aplicações em processos médico-hospitalares, meio-ambiente, saneamento, serviços municipais, gráficas, construção civil, automação predial, sistemas de condicionamento de ar, máquinas CNC, e outros campos do controle e automação.

Para que você possa iniciar seu treinamento nos CLPs Haiwell, disponibilizamos uma série de configurações didáticas que incluem um CLP, um cabo de programação, pendrive com todos os softwares de programação e demais materiais e módulos opcionais.

Kit didático 1 para treinamento no CLP Haiwell

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2020/03/Kit-1B.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Composi%C3%A7%C3%A3o%20do%20Kit%201″ alignment=”left”]

  • CLP Haiwell C10S0P com 6 entradas digitais, 4 saídas digitais, uma porta de comunicação RS232, uma porta de comunicação RS485;
  • Cabo de programação;
  • Pendrive contendo software de programação HaiwellHappy, manuais técnicos do produto, Software Supervisório Haiwell Cloud SCADA, catálogo geral de produtos Alfacomp e curso de automação completo e gratuito com CLP Haiwell.

Preço promocional: sob consulta.
[/img_text_aside]

Kit didático 2 para treinamento no CLP Haiwell

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2020/03/Kit-2.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Composi%C3%A7%C3%A3o%20do%20Kit%202″ alignment=”left”]

  • CLP Haiwell T16S0P-e com 8 entradas digitais, 8 saídas digitais, uma porta de comunicação RS232, uma porta de comunicação RS485 e uma porta Ethernet;
  • Fonte de alimentação S-25-24 de 24VCC e 25 W;
  • Cabo de programação;
  • Pendrive contendo software de programação HaiwellHappy, manuais técnicos do produto, Software Supervisório Haiwell Cloud SCADA, catálogo geral de produtos Alfacomp e curso de automação completo e gratuito com CLP Haiwell.

Preço promocional: sob consulta. 
[/img_text_aside]

Kit didático 3 para treinamento no CLP Haiwell

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2020/03/Kit-3.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Composi%C3%A7%C3%A3o%20do%20Kit%203″ alignment=”left”]

  • CLP Haiwell AC12M0P com 4 entradas digitais, 4 saídas digitais, 2 entradas analógicas, 2 saídas analógicas, uma porta de comunicação RS485 e uma porta Ethernet;
  • Fonte de alimentação S-25-24 de 24VCC e 25 W;
  • Cabo de programação;
  • Pendrive contendo software de programação HaiwellHappy, manuais técnicos do produto, Software Supervisório Haiwell Cloud SCADA, catálogo geral de produtos Alfacomp e curso de automação completo e gratuito com CLP Haiwell.

Preço promocional: sob consulta.
[/img_text_aside]

Kit didático 4 para treinamento no CLP Haiwell

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2020/03/Kit-5-sf.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Composi%C3%A7%C3%A3o%20do%20Kit%204″ alignment=”left”]

  • CLP Haiwell AC12M0P com 4 entradas digitais, 4 saídas digitais, 2 entradas analógicas, 2 saídas analógicas, uma porta de comunicação RS485 e uma porta Ethernet;
  • IHM 7″ C7S
  • Fonte de alimentação S-75-24 de 24VCC e 75 W;
  • Cabo de programação;
  • Pendrive contendo software de programação HaiwellHappy, manuais técnicos do produto, Software Supervisório Haiwell Cloud SCADA, catálogo geral de produtos Alfacomp e curso de automação completo e gratuito com CLP Haiwell.

Preço promocional: sob consulta. 
[/img_text_aside]

Kit didático 5 para treinamento no CLP Haiwell

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/10/Kit-com-CLP-2.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Composi%C3%A7%C3%A3o%20do%20Kit%205″ alignment=”left”]

  • CLP Haiwell T16S0P-e com 8 entradas digitais, 8 saídas digitais, uma porta de comunicação RS232, uma porta de comunicação RS485 e uma porta Ethernet;
  • Fonte de alimentação S-25-24 de 24VCC e 25 W;
  • Protetor contra surtos e seccionador com tomada SW3300;
  • Interface relé com 8 saídas independentes ID2908;
  • Módulo de entradas digitais com 8 chaves de contato momentâneo e DIP Switch de 8 posições;
  • Cabo de programação;
  • Pendrive contendo software de programação HaiwellHappy, manuais técnicos do produto, Software Supervisório Haiwell Cloud SCADA, catálogo geral de produtos Alfacomp e curso de automação completo e gratuito com CLP Haiwell.

Preço promocional: sob consulta. 
[/img_text_aside]

Solicite informações adicionais ou uma cotação

CLP Haiwell para automação industrialDiferenciais do CLP Haiwell

  • Suporte técnico Alfacomp
  • Ferramenta gratuita de programação com capacidade de simulação do programa sem necessidade de conectar ao CLP
  • Processador ARM de alto desempenho e relógio de tempo real
  • Portas RS232 e RS485 nativas com MODBUS mestre e escravo
  • Porta Ethernet opcional com MODBUS TCP
  • Bornes de conexão removíveis para facilidade de manutenção
  • Entradas e saídas digitais rápidas (200 KHz)

 


Conheça o CLP Haiwell seguindo este passo a passo

[button_2 color=”blue” align=”left” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/clp-haiwell-guia-rapido”%5DPASSO 1 – Baixe o guia rápido de seleção[/button_2]
[button_2 color=”blue” align=”left” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/manual-clp-haiwell”%5DPASSO 2 – Baixe o manual completo de hardware e software[/button_2]
[button_2 color=”blue” align=”left” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/haiwellhappy”%5DPASSO 3 – Baixe o software de programação sem custo[/button_2]
[button_2 color=”blue” align=”left” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/curso-clp-haiwell”%5DPASSO 4 – Baixe e assista as aulas de programação e utilização do CLP[/button_2]


Características gerais

Ethernet

O CLP mestre e os módulos remotos suportam comunicação Ethernet e até 5 portas RS232 ou RS485 comunicando simultaneamente. Pela rede é possível comunicar, programar, monitorar e trocar dados com os CLPs. A porta Ethernet pode ser utilizada para intercomunicar CLPs, IHMs e computadores.

Atualização do firmware

Através deste recurso é possível alterar e atualizar o firmware dos CLPs. Desta forma, recursos novos podem ser adicionados a equipamentos anteriores na medida que forem desenvolvidos pela fabricante.

Poderosos recursos de comunicação

Os CLPs possuem duas portas seriais nativas, uma RS232 e uma RS485, que podem ser expandidas para até 5 portas. Cada porta pode ser utilizada tanto como mestre quanto como escravo na comunicação. A comunicação em rede pode ser 1:N, N:1 e N:N e uma grande variedade de interfaces IHM de mercado são suportadas, assim como inversores, medidores e periféricos diversos.

Suporte a múltiplos protocolos de comunicação

Os CLPs possuem instalados de forma nativa os protocolos de comunicação MODBUS RTU e ASCII, Free Communication Protocol e o Haiwellbus High-Speed Communication Protocol of Xiamen Haiwell Technology Co., Ltd. A composição de arquiteturas sofisticadas e complexas são facilitadas pois basta uma única instrução para estabelecer um modo de comunicação. Desta forma, problemas como conflitos de comunicação, colisões e problemas de handshaking são minimizados e até eliminados, sendo possível a coexistência simultânea de diversos protocolos diferentes.

Função de contagem de pulsos em alta velocidade

Os CLPs suportam até 8 canais duplex de alta velocidade (200 kHz) de contagem de pulsos. São possíveis 7 modos de funcionamento com as entradas de contagem rápida (pulso / direção 1 oitava, pulso / direção 2 oitavas, pulso direto / reverso 1 oitava, pulso direta / reverso 2 oitavas, fases A / B 1 oitava, fases A / B 2 oitavas, fases A / B 4 oitavas), e três tipos de comparação (comparação de uma etapa, comparação absoluta e comparação relativa), e ainda é possível a comparação de 8 valores fixos com função de self-learning.

Medição de frequência de pulsos de alta velocidade

São possíveis até 16 canais de 200 kHz de alta velocidade para a medição de frequência.

Saída de pulsos de alta velocidade

São possíveis até 8 canais duplex de pulsos de saída em 200 kHz. Desta forma, até 8 motores de passos podem ser controlados. Os CLPs possuem funções que permitem controlar aceleração e desaceleração, envelopes de múltiplos segmentos, um sinal de saída de sincronismo facilita a sincronização precisa dos motores. Usadas de forma independente, estão disponíveis até 16 saídas rápidas para funções de PWM, podendo controlar até 16 motores de passo ou servos.

Função de controle de movimentação

Os CLPs Haiwell suportam até 8 canais de 200 kHz para controle de movimentação que permitem interpolação linear, interpolação circular, pulso de saída de referência, endereço absoluto, endereço relativo, compensação de folga, retorno ao ponto de partida e definição de ponto de partida.

Função de controle PID

Até 32 malhas de controle PID são suportadas pelos CLPs Haiwell. Estão disponíveis a auto sintonia, o controle de temperatura por lógica Fuzzy, o controle de temperatura por curva TTC, o controle de válvulas e de outros dispositivos industrias.

Captura de bordas e interrupções

Os CLPs suportam até 8 canais para detecção de bodas de subida e descida de sinais para funções de interrupção. Todas entradas permitem a aplicação de filtros para a correta detecção dos sinais. Estão disponíveis 52 níveis de interrupção em tempo real.

Funções de processamento analógico de alto desempenho

Os registros AI das entradas analógicas podem ser acessados diretamente e estão disponíveis funções para conversão de unidades de engenharia, ajuste de frequência de amostragem e correção de zero. Os registros AQ das saídas analógicas podem ser convertidos para unidades de engenharia e podem ser configurados para manter seus valores.

Proteção por senha

Existem três níveis de senhas para garantir a proteção dos CLPs e do trabalho desenvolvido em sua programação: senha de proteção de programas, senha de proteção de blocos, senha de acesso ao hardware.

Características diversas

Além das características já citadas, os CLPs Haiwell também possuem função de autodiagnóstico, função de proteção contra falha de energia, relógio de tempo real, operações matemáticas em ponto flutuante, etc.


Assista ao vídeo e baixe o arquivo pdf das aulas

[button_2 align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/curso-clp-haiwell&#8221; new_window=”Y”]Curso de automação com CLP Haiwell – Completo e gratuito – Baixe agora[/button_2]

Assista ao vídeo e baixe o arquivo da avaliação

[button_2 align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/avaliacao-curso-automacao”%5DAvaliação e certificado – Baixe agora o arquivo[/button_2]
[button_2 color=”green” align=”center” href=”https://bit.ly/2DG6i1s”%5DEnvie sua mensagem por Whatsapp[/button_2]

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”4877, 2952, 2143, 2912, 4547, 1991, 3920, 3784, 3663″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

[button_2 color=”silver” align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/catalogo-geral-de-produtos”%5DCatálogo geral – Guia rápido contendo todos os produtos Alfacomp – Baixe aqui[/button_2]

IOT Cloud Box

O IOT Cloud Box é um servidor de dados e funciona como um IHM que roda o SCADA Haiwell de forma nativa. Também podemos entender o IOT Cloud Box como um terminal IOT (Internet Of Things). Diferente do IHM, o Cloud Box não possui uma tela e pode ser facilmente gerenciado pelo App que roda tanto em dispositivos Android como em IOS (dispositivos móveis Apple). A gerência e do dispositivo pode ser feita igualmente via nuvem Haiwell Cloud. O Cloud Box permite monitorar e controlar processos industriais por intermédio da Haiwell Cloud (comunicação via nuvem). O dispositivo comunica com diversos equipamentos de controle industriais por meio dos diversos drivers de comunicação nativos. Para muitas aplicações, o Cloud Box irá substituir, com vantagens, um computador rodando um software supervisório.

Características principais

  • Possui de forma nativa todos os recursos para comunicação via nuvem, serviços Haiwell Cloud e acesso via dispositivos móveis;
  • Opera como um IHM que pode monitorar a apresentar telas de supervisão SCADA em dispositivos móveis e PCs;
  • Proteção de acesso em dois passos, também chamado de chave A/B de segurança;
  • Redes de comunicação para múltiplos dispositivos, bancos de dados, câmeras IP com visualização em telas múltiplas janelas;
  • Suporta o protocolo MQTT com acesso a bancos de dados e permite fácil integração com sistemas ERP/MES;
  • Possui duas portas Ethernet para composição de redes LAN Ethernet;
  • O Cloud Box possui o software supervisório industrial Haiwell Could SCADA nativo que pode ser configurado remota ou localmente;
  • Interfaces: 2 Ethernet RJ45, 2 USB, 2 portas seriais, WIFI, SD card, SIM card, 4G opcional;
  • Montagem: Trilho DIN.

[file_download style=”1″][download title=”IOT%20Cloud%20Box%20-%20Apresenta%C3%A7%C3%A3o%20da%20solu%C3%A7%C3%A3o” icon=”style1-Ppt-64×64.png” file=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2020/02/Haiwell-Cloud-Box-Apresentação.pdf&#8221; package=”” level=”” new_window=””]Apresenta%C3%A7%C3%A3o%20PPT%20em%20formato%20PDF%20contendo%20os%20principais%20pontos%20fortes%20do%20IOT%20Cloud%20Box.[/download][/file_download]
[file_download style=”1″][download title=”Manual%20do%20usu%C3%A1rio%20do%20IOT%20Cloud%20Box” icon=”style2-thumb-dl-pdf.png” file=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2020/02/IOT-Cloud-Box-Manual-do-usuário.pdf&#8221; package=”” level=”” new_window=””]Manual%20contendo%20todas%20as%20especifica%C3%A7%C3%B5es%20t%C3%A9cnicas%20e%20instru%C3%A7%C3%B5es%20de%20configura%C3%A7%C3%A3o%20do%20IOT%20Cloud%20Box%20-%20Texto%20em%20Ingl%C3%AAs%20original%20da%20Haiwell.[/download][/file_download]
[file_download style=”1″][download title=”IOT%20Cloud%20Box%20-%20Folha%20de%20dados” icon=”style2-thumb-dl-pdf.png” file=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2020/02/IOT-Cloud-Box-folder.pdf&#8221; package=”” level=”” new_window=””]O%20IOT%20Cloud%20Box%20%C3%A9%20um%20servidor%20de%20dados%20e%20funciona%20como%20um%20IHM%20que%20roda%20o%20SCADA%20Haiwell%20de%20forma%20nativa.%20Baixe%20aqui%20a%20folha%20de%20dados%20do%20IOT%20Cloud%20Box.[/download][/file_download]

Vantagens do Cloud Box

  • Comunicação via Rede 4G – Velocidade e praticidade, dispensando a necessidade de antenas externas em regiões servidas por serviços de comunicação celular;
  • Excelente relação custo-benefício – substitui com vantagens de custo e espaço um computador e uma licença SCADA;
  • Robustez – Projetado para ambiente industrial e montagens em painéis de controle e automação.

Especificações do IOT Cloud Box

Alimentação: 24VDC±20% / 7W
Memoria: EMMC Flash 256MB,DDR3 RAM 256MB
Processador: Cortex A7, Frequência máxima 696MHZ
Comunicação serial: COM1 (RS232), COM2 (RS485 isolada)
Ethernet: 2 portas 10/100Base-Tx
USB: 2 portas USB 2.0
Expansão de memória: 1 cartão SD
SIM card: 1 slot para cartão SIM
WIFI: Sim
4G: Opcional
Dimensões (mm): 50 x 120 x 88 (L x A x P)
Gabinete: Plástico ABS de engenharia (atende ao padrão de retardo a chama UL 94V0)
Certificação: CE
Temperatura de operação: 0 a +55 ℃
Temperatura de armazenamento: – 25 a +70 ℃
Umidade: 5 a 95% não condensante

Modelos

Modelo Armazenagem de dados Ethernet USB COM WIFI Rede Wireless
CBOX 4G + 512M + SD 2 2 2 Sim
CBOX-G 4G + 512M + SD 2 2 2 Sim China 4G/3G/2G
CBOX-E 4G + 512M + SD 2 2 2 Sim Global 4G/3G/2G

Automação com IOT via Haiwell Cloud

Solução completa de automação e controle de processos industriais utilizando a nuvem e IOT.

Gostou do IOT Cloud Box e gostaria de saber mais? Solicite informações adicionais ou uma cotação.

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”4877, 2952, 2143, 2912, 4547, 1991, 3920, 3784, 3663″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

[button_2 color=”silver” align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/catalogo-geral-de-produtos”%5DCatálogo geral – Guia rápido contendo todos os produtos Alfacomp – Baixe aqui[/button_2]

Notícias recentes dão conta de que a China habilitou produtores brasileiros para a exportação deste e de outros produtos lácteos. Por conta disso e de outros fatores a produção de leite em pó está em ascensão no panorama brasileiro.

Neste artigo falamos sobre as técnicas de fabricação do leite em pó e apresentamos o trabalho do Luiz Carlos Ferreira, diretor na Start Automação de Goiás, na automação de um processo na cidade de Rio Maria – PA.

Rio Maria – PA

O processo foi inteiramente automatizado com CLPs Haiwell e Software Supervisório Industrial Haiwell Cloud SCADA.

Técnicas de produção do leite em pó

O leite em pó é obtido pela desidratação do leite por meio de um dos seguintes processos:

Processo roller-dry: nesse procedimento, o leite é derramado entre dois cilindros rodando em sentidos invertidos e aquecido a temperatura de 130-150 °C, na qual, em poucos segundos, evapora-se a água e a substância seca fica depositada no fundo da câmara. O produto final apresenta uma alteração da proteína e o pó resultante assume uma coloração amarelada e um sabor de cozido.

Processo spray-dry: este procedimento é baseado na atomização do leite pasteurizado e homogeneizado e borrifado em aspersores de pequeno calibre que formam pequeníssimas gotas que passam em uma câmara onde uma corrente de ar aquecido a 150 °C evapora a umidade presente, formando o pó.

Processo de produção de leite em pó pela evaporação e desidratação por atomização (Spray-Dry)

Se trata de um processo amplamente consolidado e garantido por gigantes como a Tetra Pak para a produção de leite em pó.

Passos principais do processo

  • Recebimento e estocagem do leite crú;
  • Pasteurização – feita a 75°C;
  • Remoção da gordura – por meio da centrifugação;
  • Homogeinização – serve para ajustar o nível proteico;
  • Evaporação – o processo inicia com o pré-aquecimento do leite em etapas (para não alterar a qualidade organolética do produto) até a temperatura de 90° C, por meio de aquecedores a vapor. O passo seguinte do processo se dá no concentrador, dotado de um possante ventilador. A evaporação/concentração acontece primeiramente por compressão mecânica, e em um segundo momento por compressão térmica. O leite passa então em um sistema de tubos, fluindo de cima para baixo e formando um filme líquido, enquanto externamente flui vapor como fluido de aquecimento. Durante a passagem do leite, acontece a evaporação de parte da água até que a concentração esteja em torno de 40 a 43%;
  • Spray dryer. – É o componente principal do processo que leva a transformação do produto do estado líquido ao estado sólido por meio da aspersão (borrifamento) do líquido no ar aquecido.
    Nessa fase do processo encontramos os filtros absolutos e as câmaras brancas. O produto já concentrado na etapa anterior é bombeado com alta pressão e entra nas câmaras de desidratação por meio dos aspersores. O ar tratado e filtrado é insuflado na câmara de desidratação por meio de aquecedores na temperatura de até 230 °C. O fluxo de ar quente encontra o leite concentrado e atomizado, transformando o mesmo em pó.

O leite em pó termina na parte baixa da torre, de onde é transportado por um leito vibratório para fora da câmara e misturado às partículas finas recuperadas no filtro do ar aquecido que sai da câmara. O transportador vibratório impede a aglutinação de partículas e provê o resfriamento do produto.

Sistema de automação

O sistema de automação, que permite a fábrica operar 24 horas por dia e 7 dias por semana, está sendo implantado pela Start Automação de Goiás e é composto por dois conjuntos de CLPs.

Conjunto 1 de CLPs Haiwell

  • T48S0R-e: CLP série T, 28ED, 20SD, RS232, RS485, Ethernet, MODBUS RTU/ASCII/TCP, 24V, Relé
  • H16DOR: Módulo de expansão digital, 16SD, RS485, 24V, Relé
  • H08RC: Módulo de expansão analógica, 08EA p/ Termo resitência, 16bits, RS485, 24V
  • S08AI: Módulo de expansão analógica, 08EA, 12bits, RS485, 24V
  • S08AO: Módulo de expansão analógica, 08SA, 12bits, RS485, 24V

Conjunto 2 de CLPs Haiwell

  • T48S0R-e: CLP série T, 28ED, 20SD, RS232, RS485, Ethernet, MODBUS RTU/ASCII/TCP, 24V, Relé
  • H24XDR: Módulo de expansão digital, 12ED, 12SD, RS485, 24V, RELÉ
  • 2 x H08RC: Módulo de expansão analógica, 08EA p/ Termo resitência, 16bits, RS485, 24V
  • S08AI: Módulo de expansão analógica, 08EA, 12bits, RS485, 24V
  • S08AO: Módulo de expansão analógica, 08SA, 12bits, RS485, 24V

Software supervisório Haiwell Cloud SCADA

Painéis de automação

Benefícios da automação

  • Controle completo do percentual de umidade, da estrutura das partículas, do tamanho e distribuição das partículas, da solubilidade, da dispersabilidade, reidratação e da retenção de nutrientes, aromas e sabores.
  • A automação permite a redução de custos operacionais, aumenta a eficiência energética dos componentes do processo, e garante a evaporação rápida e contínua, a desidratação e resfriamento, e a facilidade de operação.
  • Versatilidade: Plantas customizáveis para uma diversidade de aplicações, assegurando total conformidade com as necessidades da fábrica.
  • Vida útil estendida da linha de produção: Alta qualidade, confiabilidade, PCP eficiente e engenharia especializada ampliam a vida útil e o máximo desempenho da linha.
  • Rastreabilidade: O processo automatizado permite o controle e rastreabilidade do início ao fim do processo, atendendo as demandas de conformidade das agências reguladoras da produção de alimentos.
  • Capacidade de fabricar o produto de acordo com receitas customizadas.
  • Capacidade de produzir diferentes produtos na mesma linha de produção.
  • Ampla customização do produto final;
  • Por fim, a automação permite a minimização dos tempos de parada, reduzindo custos e maximizando resultados.

Veja também – Automação do beneficiamento de calcário

[video_player type=”youtube” style=”1″ dimensions=”560×315″ width=”560″ height=”315″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″ ipad_color=”black”]aHR0cHM6Ly95b3V0dS5iZS9aYlJnME1SbWUxbw==[/video_player]

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”4877, 2952, 2143, 2912, 4547, 1991, 3920, 3784, 3663″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

[button_2 color=”silver” align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/catalogo-geral-de-produtos”%5DCatálogo geral – Guia rápido contendo todos os produtos Alfacomp – Baixe aqui[/button_2]

Você que tem acompanhado os lançamentos da marca Haiwell no Brasil já sabe que pode contar com as  seguintes vantagens

[bullet_block large_icon=”36.png” width=”” alignment=”center”]

  • Ferramenta de programação GRATUITA – HaiwellHappy
  • Software supervisório GRATUITO – Haiwell Cloud SCADA
  • Curso GRATUITO – Automação com CLP Haiwell

[/bullet_block]


Ferramenta de programação Saiba mais
Haiwell Cloud SCADA
Software SCADA Saiba mais
Curso automação com CLP Haiwell
Curso de automação Saiba mais

 

Conheça mais esta vantagem: Treinamento em CLP Haiwell – Workshop gratuito

O Treinamento em CLP Haiwell é um workshop gratuito de um dia que acontece em Porto Alegre/RS em 05 de Novembro de 2019.

Horário do Treinamento em CLP Haiwell

  • 8h00 às 12h00 e das 13h00 às 18h00
  • Coffee breaks às 10h00 e às 16h00
  • Almoço não incluído

Programa do Treinamento em CLP Haiwell

  • Apresentação da linha de produtos Haiwell
  • Instalação do software HaiwellHappy no computador do aluno
  • Configuração do CLP de teste
  • Programação básica em Ladder
  • Produção guiada de um programa para controle de uma sinaleira
  • Apresentação do software supervisório Haiwell Cloud SCADA
  • Instalação do software supervisório Haiwell Cloud SCADA no computador do aluno
  • Treinamento básico no software supervisório Haiwell Cloud SCADA

A quem se destina o Treinamento em CLP Haiwell

O workshop é prático e destinado aos profissionais de automação industrial. Cada participante deverá estar portando um notebook com porta serial RS232 ou USB com cabo adaptador para RS232.

Faça sua inscrição – Vagas limitadas

[button_2 align=”center” href=”https://materiais.alfacomp.ind.br/pre-inscricao-no-workshop”%5DO treinamento é gratuito mas as vagas são limitadas. Garanta a sua clicando aqui.[/button_2]
Sua inscrição será confirmada por e-mail ou telefone.

Tempo para o início do Workshop

[countdown_timer style=”2″ end_date=”2019/11/05 08:0:0 GMT -3″ redirect_url=”” years_text=”Years” years_text_singular=”Year” months_text=”Months” months_text_singular=”Month” days_text=”Days” days_text_singular=”Day” hours_text=”Hours” hours_text_singular=”Hour” minutes_text=”Minutes” minutes_text_singular=”Minute” seconds_text=”Seconds” seconds_text_singular=”Second”][/countdown_timer]
[file_download style=”1″][download title=”Workshop%20-%20Automa%C3%A7%C3%A3o%20com%20CLP%20Haiwell” icon=”style2-thumb-dl-pdf.png” file=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2019/08/Workshop-Alfacomp-2019-Haiwell.pdf&#8221; package=”” level=”” new_window=””]Vers%C3%A3o%20PDF%20do%20conte%C3%BAdo%20completo%20do%20Workshop[/download][/file_download]

Edições anteriores do Treinamento em CLP Haiwell

[video_player type=”youtube” youtube_auto_play=”Y” style=”1″ dimensions=”560×315″ width=”560″ height=”315″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″ ipad_color=”black”]aHR0cHM6Ly93d3cueW91dHViZS5jb20vd2F0Y2g/dj1Zbnl5MWV1aWNKQQ==[/video_player]

Jiga utilizada no treinamento

“Também disponível para venda”

CLP - Controlador Lógico Programável

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”4877, 2952, 2143, 2912, 4547, 1991, 3920, 3784, 3663″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

[button_2 color=”silver” align=”center” href=”https://contato.site/c99271594b/maquina-inicial/catalogo-geral-de-produtos”%5DCatálogo geral – Guia rápido contendo todos os produtos Alfacomp – Baixe aqui[/button_2]

O kit rádio enlace 60 km permite comunicar equipamentos em RS232 e RS485 em até 60 km quando há visada direta entre os pontos. O kit reúne os equipamento e materiais necessários para estabelecer a comunicação serial entre dois pontos. O padrão de comunicação pode ser em RS232 ou RS485. A velocidade serial admitida é de 1.200 a 230.400 bps. O alcance do enlace é de até 60 km com visada. Exemplo de aplicação: comunicação entre CLPs.

Veja abaixo a composição do kit rádio enlace 60 km.

[button_2 align=”center” href=”https://www.alfacomp.ind.br/pages/download_request/137″%5DBaixe aqui o manual do produto[/button_2]

Composição do kit rádio enlace 60 km

Exemplo de aplicação do kit de rádio enlace 60 km

A figura a seguir apresenta um exemplo de aplicação do kit. No exemplo, um computador rodando um software supervisório supervisiona e controle um CLP distante até 60 km com visada direta.

Descrição do rádio modem P900

O rádio modem P900 com tecnologia spread spectrum possui conectores e LEDs que facilitam a instalação e utilização.

O gabinete robusto, a larga faixa de temperatura de operação e o baixo custo tornam o rádio modem P900 a solução ideal para o controle e monitoração de estações remotas de telemetria e para todo o tipo de aplicação industrial onde a comunicação serial é necessária.

O P900 incorpora ainda a capacidade de compor redes Mesh de última geração com a capacidade de restabelecimento automático de rotas de comunicação (Self Healing).

Características do rádio modem P900 

  • Permite até 276 kbps
  • Baixo custo
  • Ponto a ponto, Ponto Multiponto e Mesh
  • Rede Mesh com reencaminhamento automático
  • Store & Forward – o rádio funciona como repetidora
  • Configuração em Mesh como mestre, repetidor ou unidade terminal
  • Temperatura de operação (-55 C a +85 C)
  • Potência de saída ajustável: 100mW-1W
  • Dimensões reduzidas
  • Baixo consumo em modo adormecido
  • Filtro de quatro estágios proporciona alta rejeição a ruido e interferência
  • Correção de erro (FEC), 32 bits de CRC, e 128-bit AES

Aplicações do rádio modem P900

  • Medição de utilities
  • Telemetria de unidades remotas
  • Sensoriamento de eletricidade, óleo e gás
  • Comunicação com painéis digitais de sinalização
  • Comunicação serial em ambiente industrial

Certificação

O rádio modem P900 possui certificação Anatel.

Especificações técnicas

  • Faixa de operação: 902-928 MHz
  • Método de espalhamento: Saltos em frequência
  • Algoritmos de detecção de erro: Hamming, BCH, Golay, Reed-Solomon
  • Detecção de erro: CRC 32 bits, ARQ
  • Encriptação: Opcional (veja –AES option)
  • Alcance: 60 km
  • Sensibilidade:
    • -114 dBm em 57.6 kbps
    • -112 dBm em 115.2 kbps
    • -109 dBm em 172.8 kbps
    • -107 dBm em 230.4 kbps
  • Potência de saída: 100 mW a 1 W (20 a 30 dBm)
  • Interface serial: RS232/485 (Selecionável)
  • Velocidade serial: até 230.4 kbps assíncrono
  • Velocidade na comunicação RF: 57.6 a 276 kbps
  • Modos de operação: Mesh, Auto Routing, Store and For-ward, Self Healing, Packet Routing Modes
  • Interface: RxD1, TxD1, RTS, CTS DCD, DSR, DTR, RxD2, TxD2, RSSI LEDs, Tx/Rx LEDs, Reset, Config, Wake-up, RSmode, 4 entradas/saídas digitais, 1 entrada analógica, 1 saída analógica
  • Diagnóstico remoto: tensão da bateria, temperatura, RSSI, estatística de pacotes
  • Alimentação: 9 a 30 VCC
  • Consumo:
    • Rx: 45 mA a 98 mA
    • Tx : 1000 mA ta 1400 mA
  • Conectores:
    • Antena: SMA fêmea
    • Dados: DB-9F
  • Temperatura de operação: -55 C – +85 C
  • Peso: 120 g
  • Dimensões: 46 mm x 66 mm x 25 mm

[button_2 align=”center” href=”https://www.alfacomp.ind.br/pages/download_request/137″%5DBaixe aqui o manual do produto[/button_2]

Solicite mais informações ou uma cotação

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”4877, 2952, 2143, 2912, 4547, 1991, 3920, 3784, 3663″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

A insensibilização eletrônica tem como objetivo provocar no animal um estado cerebral de perda dos sentidos, contudo sem a perda das funções vitais. Uma insensibilização de boa qualidade resulta em um estado de atordoamento em que o animal fica imóvel, e após alguns segundos, se não for abatido, recobra os movimentos sem sequelas.

Consequências da insensibilização de má qualidade:

  • Animal agitado, sem perda de movimentos
  • Morte do animal
  • Hematomas e derrames
  • Quebra de ossos
  • Salpicamento de sangue
  • Baixo índice de remoção de sangue

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/IE2001-4.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Insensibilizador%20eletr%C3%B4nico%20de%20aves%20IE2001″ alignment=”left”]

O Insensibilizador Eletrônico de Aves IE2001 constitui a mais moderna e eficiente solução para a insensibilização eletrônica de frangos no momento do abate.

Contando com resultados comprovados, o IE2001 demonstrou resultados superiores na qualidade da insensibilização, assim como na eficiência da sangria.

[/img_text_aside]
[button_2 align=”center” href=”https://www.alfacomp.ind.br/pages/download_request/76″%5DBaixe aqui o manual do produto[/button_2]

Funcionamento

O Insensibilizador de Aves IE2001 gera uma forma de onda elétrica de características especiais portanto  resultando em alto impacto sobre o sistema nervoso central e baixo impacto sobre o sistema muscular.

O sinal elétrico é obtido pela retificação da energia elétrica da rede obtendo-se, assim, tensão contínua que então é novamente transformada em tensão alternada pela utilização de circuito de chaveamento dotado de transistores de efeito de campo de potência.

O sinal alternado gerado é, então, ajustado em freqüência e tensão. Finalmente, o sinal elétrico é rebaixado em tensão pelo uso de um transformador isolador especialmente projetado para operar na faixa de frequências de 500 Hz a 1000 Hz.

insensibilização eletrônica de aves

Os dois terminais de saída do insensibilizador deverão, consequentemente, ser conectados respectivamente à nória transportadora e ao eletrodo imerso em água da cuba de insensibilização.

Especificações Técnicas

  • Alimentação: 220 VCA
  • Consumo: 200 VA máximo
  • Tensão de saída: ajustável de 0 a 100  V
  • Freqüência de saída: 500 Hz a 1000 Hz
  • Corrente de saída: até 1,5 A
  • Temperatura de operação: 0° to 40° C
  • Dimensões: A = 600 mm, L = 400 mm, P = 200 mm
  • Proteção contra sobrecarga
  • Indicadores digitais de tensão e corrente

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/IE2001-8.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Composi%C3%A7%C3%A3o%20do%20painel%20do%20IE2001″ alignment=”left”]

O insensibilizador IE2001 utiliza os módulos Alfacomp 2022 e 9801, consagrados pelo mercado da indústria da carne.

[/img_text_aside]
 

Módulo de controle 2022

Este módulo gera os sinais de chaveamento para o módulo de potência. Além disso, monitora a corrente fornecida pelo módulo de potência, diminuindo a largura dos pulsos de chaveamento, de maneira a limitar a energia fornecida.

Ajuste de frequência Permite ajustar a frequência do sinal de saída dentro da faixa de 500 a 1000 Hz.
Ajuste de tensão Permite ajustar a largura dos pulsos da onda quadrada de 0 a 100% de largura. 0% corresponde a uma tensão RMS igual a zero e 100% corresponde a uma tensão RMS de aproximadamente 280 V na saída do módulo de potência e de 100 V na saída do transformador isolador.
Ajuste de corrente Permite ajustar entre 0,5 A e 6 A corrente de saída do módulo de potência, na qual começa a ser limitada a largura dos pulsos da onda quadrada entregue pelo módulo. Ex.: Digamos que o trimpot de ajuste de corrente esteja no meio.
Isto corresponde a aproximadamente 3 A. Para cargas até 3 A, a largura dos pulsos da onda quadrada que sai do módulo de potência será aquela ajustada pelo potenciômetro de ajuste de tensão.
Para cargas acima de 3 A, a largura do pulso é diminuída bastante, ocasionando a proteção por limitação de potência entregue.
Ou seja, a amplitude da onda continua sendo de 100 Vpp, mas a largura cai, diminuindo a tensão RMS e consequentemente a potência entregue.

Módulo de potência 9801

Este módulo consiste em um inversor em ponte utilizando transistores FET. O módulo incorpora ainda os capacitores de filtragem da tensão retificada pela ponte retificadora SKB25/4.

Este módulo transforma a tensão DC de 331 V em uma tensão alternada de formato quadrado e frequência e largura de pulsos comandados pelo módulo 2022.


Insensibilizador de aves IE2001 – Versão Inox


 

Abate humanitário de aves

[button_2 align=”center” href=”https://materiais.alfacomp.ind.br/abate_aves”%5DBaixe agora o documento da WSPA sobre abate humanitário de aves[/button_2]
 

Normas técnicas

[button_2 align=”center” href=”https://materiais.alfacomp.ind.br/normas_frigorificos”%5DBaixe agora o conjunto de normas técnicas para frigoríficos de suínos[/button_2]

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”1767, 3663, 2527, 1910, 1144, 904″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]
 
 

Convidados pela regional paulista do ASSEMAE, a Alfacomp estará presente no X Seminário de Tecnologias em Saneamento Ambiental que acontece em Ribeirão Preto – SP em 29 e 30 de Novembro de 2018. Estaremos apresentando o case de sucesso do Sistema de Telemetria do SAEMAS de Sertãozinho, cidade vizinha à Ribeirão Preto.

ASSEMAE SP 2018

Tradicional evento da Assemae Regional de São Paulo, a décima edição do Seminário de Tecnologia em Saneamento Ambiental será realizada em Ribeirão Preto (SP), nos dias 29 e 30 de novembro. Com o tema “Governança no Saneamento Básico – Qualidade e Transparência”, a iniciativa pretende orientar os municípios para a melhor gestão do setor. As inscrições são gratuitas e estão abertas pelo site da Assemae (clique aqui).

A programação inclui mesas-redondas, minicursos e apresentações de tecnologias, com a participação de gestores públicos, técnicos, representantes do Governo Federal, pesquisadores, lideranças de organizações não governamentais e acadêmicos. Além disso, o público poderá interagir junto a fornecedores de tecnologias do setor, conhecendo soluções inovadoras durante a feira de saneamento do evento.

Segundo o presidente da Assemae Regional de São Paulo, Gustavo Prado, a escolha do tema parte da necessidade de debater alternativas que estimulem as boas práticas de governança, fortalecendo os serviços municipais de saneamento. “Este evento traz uma grande oportunidade de reflexão e inserção de novos assuntos ao saneamento, tais como transparência, responsabilidade e compromisso com o bem de todos. Convidamos todos os municípios para participarem conosco deste importante debate”, acrescenta.

O seminário está formatado em quatro painéis principais, que abordarão a qualidade e transparência no saneamento, regulação, sustentabilidade, novos negócios e receitas. Em paralelo aos debates, o evento oferecerá três minicursos voltados à capacitação dos municípios para o controle de perdas de água, regulação e eficiência energética. Foram convidados especialistas do Governo Federal, de órgãos fiscalizadores, agências reguladoras e de municípios com experiências exitosas.

Embora gratuitas, as inscrições devem ser efetuadas antecipadamente pelo site da Assemae, pois as vagas são limitadas. Em caso de dúvidas, basta entrar em contato pelo telefone (61) 3322-5911 ou e-mail atendimento@assemae.org.br.

Serviço
O que: X Seminário de Tecnologia em Saneamento Ambiental
Quando: 29 e 30 de novembro de 2018
Onde: Auditório da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP). Endereço: Av. Independência, nº 3670, Alto da Boa Vista, Ribeirão Preto – SP
Inscrições:  clique aqui
Programação:  clique aqui

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”3112, 2069, 1910, 1104, 1238″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

A Alfacomp traz para o Brasil a tecnologia LENZ ITS de Transporte Público Inteligente. Trata-se de uma solução completa de inteligência para o controle, monitoração e otimização dos sistemas de transportes públicos.

Solução completa para o controle da frota municipal de ônibus

A solução Lenz ITS é a ferramenta que permite aos operadores dos sistemas de transportes gerenciar a frota de veículos e os motoristas, minimizando custos de operação e otimizando os serviços de transportes públicos.

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/BUS1.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Recursos%20do%20sistema” alignment=”left”]

  • Anúncio automático de próxima parada
  • Cobrança eletrônica
  • Sistema de imagens em tempo real
  • Rastreamento do veículo por GPS
  • Planejamento das escalas de partida
  • Informa a população sobre os locais das paradas, posição dos veículos e melhores opções de rotas e linhas para a otimização das viagens
  • Comunicação bidirecional do motorista com a central de controle

[/img_text_aside]

Arquitetura do sistema

O sistema LENZ ITS é completo e compreende desde a eletrônica embarcada nos veículos até a interface com os operadores e a população através de aplicativos móveis e Centros de Controle e Operação.

Sistema de informação 

O sistema de informação concentra todo o fluxo de dados do sistema ITS, registrando os dados das viagens, usuários, motoristas e de planejamento, emitindo relatórios sobre a operação de todo o sistema de transportes do município, gerenciando a emissão de tickets e apresentando na forma de telas sinóticas as informações em tempo real.


Aplicativo móvel de controle de partidas

O App de controle de partidas permite aos controladores organizar os início de viagem via telefone celular.

  • Registro e monitoração de veículos em tempo real
  • Gestão de partida de veículos facilitada
  • O App substitui o computador na maioria dos serviços
  • Suporte a celulares Android

Monitoração por imagens

O sistema de monitoração remoto de imagens permite a visualização online e playback das imagens de vídeo dos veículos registradas em arquivos históricos em bancos de dados. As imagens ficam armazenadas para posterior exame no caso de investigações de crimes ou acidentes, ou para a avaliação dos serviços prestados pelas empresas operadoras de trasporte urbano.

Informações aos passageiros em tempo real

O sistema de informação ao passageiro em tempo real apresenta as informações e dados atualizados sobre as viagens dos veículos em cada linha. As informações são disponibilizadas em:

  • PID (passenger information display) – Displays interativos instalados nas paradas
  • APP – Aplicativo móvel para as plataformas Android e IOS

Sistema de ticket eletrônico

O sistema de ticket eletrônico constitui um uma solução integrada de pagamento que permite utilizar um único cartão para o pagamento de diferentes modais de transporte como BRT, metrô, ônibus urbano, ônibus escolar, taxi e outras modalidade de transporte que venham a ser acrescidas pela municipalidade, permitindo ainda integração com sistemas existentes de tarifas municipais.

Sistema embarcado

Computadores de bordo, câmeras, validadores de cartão, monitores de condução, contadores automáticos de passageiros e monitores de condução e da mecânica estão entre os dispositivos componentes da eletrônica embarcada nos veículos.

Computadores de bordo

Os computadores embarcados recebem todos os dados e comandam os dispositivos de interface com o motorista e os passageiros.

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/Computador-de-bordo-1.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”” alignment=”left”]

  • Localização por GOS
  • Agenda de partidas inteligente
  • 8 canais de vídeo ao vivo
  • Protocolo CAN bus
  • Comunicação por 2G/3G/4G
  • Armazenamento embarcado: HDD/SSD/SD
  • Resistente a vibração
  • Segurança de armazenamento de dados
  • Salvamento completo de dados

[/img_text_aside]

Benefícios da solução LENZ ITS

O sistema LENZ ITS reduz perdas e maximiza resultados operacionais.
[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/Benefícios-1.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Diminui%C3%A7%C3%A3o%20de%20perdas” alignment=”left”]

  • Consumo de energia
  • Desgaste de pneus
  • Gastos com acessórios
  • Custo de operação
  • Perdas econômicas

[/img_text_aside]
[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/Benefícios-2-1.png&#8221; image_alignment=”right” headline=”Maximiza%C3%A7%C3%A3o%20de%20resultados” alignment=”left”]

  • Alocação otimizada de veículos e condutores
  • Melhora na pontualidade das viagens
  • Anúncio automático da próxima parada
  • Melhora na qualidade da condução
  • Aumento da segurança da condução
  • Informações e evidências no caso de acidentes
  • Otimização do fluxo de passageiros

[/img_text_aside]

Case de sucesso – XIAMEN PUBLIC TRANSPORTATION

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/XIAMEN-1.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”” alignment=”center”]

  • Implementação:2008
  • Número de ônibus5.300 (até 2015)
  • Total de linhas: 328
  • Sistema de gestão de frota
  • Controle de partidas
  • Monitoração remota de imagens
  • Cobrança por ticket eletrônico
  • Informação ao passageiro em tempo real

[/img_text_aside]

CCO – Centro de Controle e Operação

Serviços aos usuários

Case de sucesso: Beijing Public Transportation Group

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/BUS1.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”” alignment=”left”]

  • Implementação:2015
  • Número de ônibus: 10.000
  • Monitoração da frota por GPS
  • Integração do validador de cartões com o sistema existente em Beijin permitindo ao usuário utilizar o mesmo cartão no metrô e para compras no comércio.

[/img_text_aside]

Case de sucesso –Ethiopia Public Transportation

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/Ethiopia.jpg&#8221; image_alignment=”left” headline=”” alignment=”left”]

  • Implementação: 2016
  • Número de ônibus: 500 
  • Emissão de cartões
  • Pagamento por cartão

[/img_text_aside]

Quer saber mais sobre Transporte Público Inteligente? Fale conosco pelo (51)3029.7161 ou comercial@alfacomp.ind.br

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”2636, 2069, 1910, 1238, 1146″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

Os sistemas de transportes foram grandemente melhorados em 1998 quando a EPTC de Porto Alegre adotou uma nova tecnologia para controlar a qualidade dos serviços prestados pelas empresas de ônibus da cidade o SOMA – Sistema de Ônibus Monitorado Automaticamente. O sistema é constituído de 52 estações de monitoração distribuídas pela cidade, que registram a passagem dos ônibus e transmitem as informações via rádio para o centro de controle e operação. Em Janeiro de 2008, a Alfacomp Automação Industrial assumiu a manutenção do sistema.

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/SOMA-1.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”SOMA%20-%20Sistema%20de%20%C3%94nibus%20Monitorado%20Automaticamente” alignment=”left”]

O SOMA é baseado em RFID – Radio Frequency Identification, etiquetas eletrônicas “transponders” instalados em todos os ônibus e estações fixas distribuídas em vários pontos da cidade que identificam os veículos e o horário da passagem transmitindo os dados através de um sistema de rádio-modem até a central. A identificação dos veículos e realizada através de protocolos abertos da Texas Instruments, porém foram desenvolvidos equipamentos para concentração de dados e software de gerenciamento de comunicações dedicado com protocolos fechados.

[/img_text_aside]

Os elementos do sistema atual são agrupados em quatro subsistemas: sistema de identificação; unidade de controle local; sistema de comunicação e sistema de monitoramento. Sistema de identificação: é composto por transponders instalados em cada ônibus onde está gravado o prefixo e é lido a cada passagem por um ponto de leitura através de leitores específicos (STU´s e antena de solo). Unidade de Controle Local: Localizada no mesmo bastidor de cada ponto e executa a comunicação com a STU através de um protocolo de campo recebendo a identificação de cada ônibus e armazenado juntamente com o horário de passagem em sua memória para posterior transmissão à central.

Benefícios do sistema

A frota  de ônibus é totalmente monitorada em 52 pontos de monitoramento, 24 horas por dia e todos os dias da semana. A cobertura das viagens realizadas é de 97%.  sistema tem como principal objetivo realizar a fiscalização eletrônica do cumprimento dos horários e  realização das viagens previstas.  Os indicadores resultantes do monitoramento são: ICV – índice de cumprimento de viagens; IVFI – índice de viagens fora do intervalo; IVSM – índice de viagem sem monitoração e IRSM – índice de realização sem monitoração. O sistema permite à EPTC, monitorar quantos ônibus rodaram em cada linha e em que horários. Estes dados fornecem um quadro completo da regularidade e qualidade dos serviços prestados pelas empresas concessionárias à população.

Funcionamento

O SOMA é baseado em RFID – Radio Frequency Identification, etiquetas eletrônicas “transponders” instalados em todos os ônibus e estações fixas distribuídas em vários pontos da cidade que identificam os veículos e o horário da passagem transmitindo os dados através de um sistema de rádio-modem até a central. Nos transponders instalados em cada ônibus está gravado o prefixo, que e é lido a cada passagem por um ponto de leitura através de leitores de transponder e antena de solo. A Unidade de Controle Local, localizada no mesmo bastidor de cada ponto, executa a comunicação com o leitor de transponder e registra a identificação, juntamente com o horário de passagem, em sua memória para posterior transmissão à central. O Sistema de Comunicação é composto pelo rádio da central, pela retransmissora localizada em torre no morro São Caetano, além dos rádios de cada ponto de leitura.

SOMA - Sistema de Ônibus Monitorado Automaticamente
[img_text_aside style=”2″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/SOMA-3.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Esta%C3%A7%C3%B5es%20fixas” alignment=”left”]

São compostas de quadro elétrico contendo rádio modem, fonte de alimentação, unidade de controle e unidades de leitura de transponder, que realizam as leituras dos laços indutivos implementados nas vias. Os quadros são instalados em postes montados próximos aos laços. Cada laço possui uma caixa de sintonia para juste da freqüência de ressonância e conseqüente sensibilidade.

[/img_text_aside]
[img_text_aside style=”2″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/SOMA-4.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Manuten%C3%A7%C3%A3o%20do%20SOMA” alignment=”left”]

A Alfacomp mantém equipe de técnicos eletrônicos e veículos equipado com todo o ferramental necessário para os serviços de manutenção preventiva e corretiva. As atividades principais da equipe são a instalação de laços indutivos (antenas de solo), ajuste de sintonia e sensibilidade dos laços, substituição e reparo dos dispositivos eletrônicos das estações fixas, instalação e orientação das antenas e rádios.

[/img_text_aside]

Sistema Tiris

O sistema Tiris consiste de um ou mais transponders e de um Leitor (Reader). O leitor descrito no exemplo normalmente é composto de uma antena, um módulo de RF e um módulo de controle. A antena é composta por um laço indutivo e um capacitor, formando assim um circuito ressonante. O módulo de RF é responsável por excitar a antena e tem a capacidade de carregar o capacitor do transponder, ler e escrever no mesmo e repassar os dados ao modulo de controle. O modulo de controle executa as leituras e escritas de acordo com os comandos recebidos pela central de processamento.

SOMA - Sistema de Ônibus Monitorado Automaticamente

Series 2000 Control Module

A série 2000 de módulos de controle constitui a interface entre um sistema TIRIS (Texas Instruments Radio Identification System) e um sistema central de controle (host). Os módulos controlam as funções de transmissão e recepção de um módulo de RF de acordo como os comandos recebidos do host, para leituras e escritas em transponders. O módulo decodifica os sinais RF recebidos e obtém o número de identificação do transponder, testa a validade dos dados e traduz os dados para um protocolo serial padrão. Adicionalmente, o módulo tem a capacidade de armazenar até 909 leituras em um buffer para posterior transmissão ao host. O módulo possui interfaces RS232 e RS485 e dois protocolo de comunicação: o TIRIS Bus Protocol para comunicação ponto-multiponto e o ASCII para comunicação ponto-a-ponto, normalmente utilizado para a programação das unidades.

SOMA - Sistema de Ônibus Monitorado Automaticamente

Series 2000 High Performance Remote Antenna RFM and Tuning Module

A série 2000 de módulos de RF de alto desempenho, em conjunto com os módulos de sintonia, suportam a utilização de antenas instaladas a distâncias de até 120 metros. Estes conjuntos constituem a interface entre os transponder HDX/FSK operando a 132.4 kHz e os módulos de controle. O módulo de RF transmite um sinal que energiza o transponder, modula o sinal de RF com dados para o transponder, recebe o sinal devolvido e decodifica os dados para repassar ao módulo de controle.

SOMA - Sistema de Ônibus Monitorado Automaticamente

120 mm Cilindrical Transponder

Durante o tempo de carga, o módulo de RF transmite de forma continua. O sinal de 132 kHz gera um campo eletromagnético em torno da antena. Se houver um transponder nas imediações, a energia captada pelo mesmo irá carrega o capacitor de carga. Quando o módulo de RF para de transmitir, inicia a fase da leitura. Durante  o tempo leitura, o transponder emite o frame solicitado utilizando FSK.

SOMA - Sistema de Ônibus Monitorado Automaticamente

A Alfacomp se orgulha em ter colaborado para a melhoria da qualidade dos transportes públicos em Porto Alegre através da manutenção do SOMA – Sistema de Ônibus Monitorado Automaticamente. 

Você gostaria de saber mais sobre esta e outras tecnologias para o controle e monitoração dos sistemas de transporte público? Fale conosco pelo (51)3029.7161 ou comercial@alfacomp.ind.br

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”2697, 2069, 1910, 1104, 1238, 1156, 1146, 1032″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]
 
 

Mw2001 is a measuring system designed to quantify the moisture of tobacco in processing lines. It is designed to be easily installed on conveyors and makes use of microwave EMF to precisely measure the percentage of product water.

 
[button_2 align=”center” href=”https://materiais.alfacomp.ind.br/mw2001″%5DDownload the technical manual now[/button_2]
[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/MW2001A.jpg&#8221; image_alignment=”left” headline=”Online%20Moisture%20Measuring%20System%20MW2001″ alignment=”left”]

  • Up to 4 reading units per CPU
  • Easy to operate
  • Easy to install
  • Easy to calibrate
  • Microprocessed measuring system
  • Numeric display
  • Adjustable to many different materials

[/img_text_aside]

Moisture occurs in nearly all substances and can greatly affect the properties of the host material as well as contribute to improve critical aspects of cost and product quality. There is a large number of techniques for the measurement of moisture. These have mainly grown up in discrete industries, as a consequence there is a good deal of confusion about measurement units, calibration problems and moisture interaction with host materials. These three subjects can be dealt briefly as follows.

Measurement Techniques

Essentially the existing techniques can be broken down into three major areas as described below.

Standard gravimetric methods, in which a known weight sample is heated to drive off the free water by evaporation and the remaining dry weight measured. This now well-established and universal method is often the only way to provide the basic calibration required for on-line processing measurement methods. However, it involves destructive and intrusive sampling, with samples having to be removed from the process area, taken or sent to a laboratory or similar facility with balance and oven drying equipment in order to be analyzed there. There are thus disadvantages both in time and variability in obtaining gravimetric results, not to mention laboratory costs.

Electrical impedance techniques, which make use of the huge difference in the dielectric constant of water compared to most common host materials. By applying a potential to sample measurements of the current flow, the resistance to flow, or the charge capability of being put into the field of view, a reading of the relative permissiveness can be made and a moisture level gauged. This technique makes use of the very high relative permissiveness of water compared to any other host substrate whether solid or gas. When the gap between the plates of a capacitor is filled with a dielectric material the capacitance is increased. The effect of the dielectric is to reduce the potential difference across the plates so that the external power supply can then pump more current round the circuit until the extra charge on the plates is restored. It will be deduced that measurements of the capacitance, or resistivity or conductivity are all basically the same technique.

Spectroscopic methods, largely using the Near Infra Red part of the spectrum, or more exactly one of the three vibrational energy levels of the hydrogen/oxygen bands. For gases this Infra Red technique works well but for measurement in solids it is used as a surface reflectance technique, where a multi-frequency signature beam is reflected from the surface of the material and the strength of the water molecule compared with the remaining part of the signature. This reading can then, once processed and calibrated, give a read-out of the moisture level.

There are several other techniques, mainly in the measurement of gaseous moisture or relative humidity, in which long-established methods exist. The purpose here is to clear up misunderstandings about the applicability of these techniques to on-line moisture measurement in industrial processing, with particular reference to tobacco moisture measurement, where existing techniques do not apply and where microwave technology provides a better solution.

Microwave moisture measurement. This technique uses an entirely different method to determine bulk moisture levels. At high frequencies water molecules can be made to rotate or spin. This spin energy level is specific to water due to its size and uniqueness as a triatomic, polar molecule with a single symmetrical rotational dipole.

This specific excitation approach is very similar to those used in Near Infra Red techniques, which make use of the hydrogen-oxygen vibrational energy level where the bond acts as a spring. In water, however, the molecular spin/rotation by microwave technology is very specific and offers an accurate means of measuring water content in solids, powders and granulates which other methods do not provide due to their surface, contact or intrusive nature.

In practice, the equipment used transmits a low energy microwave which is focussed or shaped by means of horns or lenses and uses signal processing circuits to measure beam changes. The properties of microwaves allow both transmission and reflection techniques to be used. This means that measurement can take place by passing the beam through the bulk to be measured and receiving it on the other side or by passing it through transmitter/receiver probes inserted into the moving host material.

The equipment can thus be used for remote, non-contact measurement in chutes, across conveyors, through webs, rolls or bales, in pipework, and above metal rollers in web or packaging processes. It can also be used by contact wave guides of probe form in hoppers, silos and fluid pipework.

Variations in bulk density due to flaws, air pockets, bubbles, etc, will cause fluctuations in the beam attenuation therefore the method can be used for flaw or moisture detection as much as for measurement and process control. This detection facility can provide quality control on thickness of substrate in continuous board and packaging production but it is also applicable to many other industrial processes.

The advantages of microwave technology over the other methods include:

Bulk Measurement: the beam passes right through the material to be measured, not just the surface. It can be remote as well as of a contact nature depending on the application.

Accuracy: microwave energy is absorbed by unbound water molecules only and is unaffected by colour, emissivity, texture or speed of passage of the host material to be measured.

Calibration: microwave equipment is easy to calibrate, either using periodic gravimetric checks or a series of calibrated cells provided by the manufacturer.

Operation: microwave equipment is easy to operate and to locate at the correct processing point. Modern data processing software enables full process control and statistical recording to be carried out at low cost.

Examples of the particular applications for which microwave moisture measurement provides solutions, which other existing methods do not cover, include:

  • tobacco processing lines
  • board production of all kinds
  • paper and pulp manufacture
  • packaging laminates
  • timber processing
  • sand and ceramics
  • animal feed, cereals, powders and pelletised product processes
  • grain drying and agricultural harvesting
  • frozen food, milk processing and many other individual applications

Block Diagram

Mw2001 block diagram, as shown below, is composed of a Transmitter which generates the microwave energy, a Receiver which detects and amplifies the microwave signal and a Central Processing Unit responsible for the mathematical conversion of the electrical signal into a moisture read-out.

Operation Overview

The Transmitter Unit irradiates the microwave energy continuously while the product passes between transmitter and receiver. The product under measure absorbs the energy, dropping  the level of signal detected by the Receiver. The signal detected is continuously amplified and delivered to a data acquisition system embedded in the Central Processing Unit.

The controlling software sweeps the acquisition board 50 times per second to make an accurate image of the moisture profile inside the product. Mathematics algorithm thus calculate the total amount of water and therefore the moisture contents.

For each measuring unit ( Transmitter + Receiver ), the CPU outputs a 4 to 20 mA signal proportional to the moisture detected.

General Specifications

  • Measuring range: Adjustable within 1% to 50%
  • Repeating accuracy: Better than 0,1%
  • Measuring accuracy: Better than 0,3%
  • Measuring sampling: Up to 50 samples / second
  • Environment temperature: 0º to 40º C
  • Interface: four analog 4 to 20mA outputs
  • Mains supply: 220V

Transmitter Assembly

The transmitter unit is composed of:

  • 1 Power Supply Microwave 2035
  • 1 Microwave Generator 2032
  • 1 Antenna and Backplane

 

Receiver Assembly

The receiver unit is composed of:

  • 1 Power Supply Microwave 2035
  • 1 Conditioning Board 2008B
  • 1 Antenna and Backplane
  • Voltage to Current Converter 2026B

CPU Assembly

The Central Processing Unit is composed of:

  • 1 Processing Electronics
  • Wiring connections

Physical Installation

The picture below shows an example of mechanical solution to position the receiver above the conveyor and the transmitter under it. The fixture must allow the user to adjust distances from the units to the conveyor belt.

Wiring

Once positioned, the units will be connected to the CPU through cables wired to each connection box. Electrical schemes showing all wiring are presented further on.
Transmitter Wiring – The transmitter requires only a 220 VAC connection. This is obtained from the CPU wiring connectors. The picture below shows the AC connector inside the opened box.

Receiver Wiring – The receiver unit connection box is shown opened below. This unit is powered with 220VAC and delivers a 4 to 20mA signal that must be conveyed to the CPU through a shielded cable.

Central Processing Unit Calibration

The CPU is calibrated on the Processing Electronics by navigating the screens and adjusting the parameters. The Processing Electronics Panel features a two-line LCD and four function keys.

F1 – activates the previous screen

F2 – activates the next screen

F3 – increases the parameter on the current screen

F4 – decreases the parameter on the current screen

When turned on, the main screen is activated. This screen presents the four moisture read-outs as in the picture that follows.

The following screens allow the user to visualize and adjust the parameters for each reading unit. The manual presents the procedure to calibrate the first channel. The remaining channels are calibrated the same way through their own screens.

Channel 1 Calibration

Zero Adjust – If the current screen is the main screen, press F2 twice to switch to the ZERO SCREEN. Press F3 or F4 to adjust the moisture indication at 4 mA to the minimum expected moisture.

Span Adjust – Press F1 or F2 to move to the SPAN SCREEN. Press F3 or F4 to adjust the moisture indication at 20 mA to the maximum expected moisture.

Gain and Offset Adjust – A dry sample and a wet one are required for the gain and offset adjust. Both samples must have their moisture contents previously measured through laboratory procedures. Calibration consists of:

  • Place the dry sample between units and adjust the OFFSET so that the moisture read-out displays the value already known.
  • Place the wet sample between units and adjust the GAIN so that the moisture read-out displays the value already known.
  • Repeat steps 1 and 2 as long as no further adjusts are required.

OBS: Press F1 or F2 to switch to the desired screen. Press F3 or F4 to adjust the moisture indication to reflect the actual values.


 
[button_2 align=”center” href=”https://materiais.alfacomp.ind.br/mw2001″%5DDownload the technical manual now[/button_2]

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]
 
 

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/IE2002-4.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Insensibilizador%20eletr%C3%B4nico%20de%20su%C3%ADnos” alignment=”left”]

O Insensibilizador Eletrônico de Suínos IE2002 de 3 eletrodos produz uma insensibilização ideal quando corretamente aplicado. Os animais praticamente não se movimentam após a insensibilização, facilitando a operação de sangria e colocação da maneia. O rompimento de vasos sanguíneos periféricos fica extremamente reduzido.

  • Tensão ajustável
  • Frequência ajustável
  • Limite de corrente ajustável
  • Padrão de mercado

[/img_text_aside]
[file_download style=”1″][download title=”Especifica%C3%A7%C3%B5es%20t%C3%A9cnicas%20do%20IE2002″ icon=”style2-thumb-dl-pdf.png” file=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/Folder-Insensibilizador-de-Suínos.pdf&#8221; package=”” level=”” new_window=””]Dados%20t%C3%A9cnicos%20do%20Insensibilizador%20Eletr%C3%B4nico%20de%20Su%C3%ADnos%20IE2002.[/download][/file_download]

Funcionamento

O Insensibilizador de suínos é um equipamento eletrônico que gera tensões e correntes em alta frequência e onda quadrada, utilizado para efetuar a insensibilização de suínos no momento do abate.

A utilização da alta frequência com controle da potência aplicada, em lugar de utilizar tensão senoidal a 60 Hz, demonstrou diminuição das ocorrências de hematomas, salpicamentos e quebras de ossos, levando a uma melhora na qualidade da carne.

O Insensibilizador retifica a tensão de alimentação (220 VCA) gerando uma tensão DC de 311 volts. Esta tensão é utilizada por um circuito de chaveamento em ponte que alimenta um transformador isolador com uma onda quadrada de 311 volts pico a pico e com frequência e largura de pulsos ajustáveis. A saída do transformador constitui a tensão de insensibilização.

[img_text_aside style=”1″ image=”https://alfacompbrasil.com/wp-content/uploads/2018/08/IE2002-6.png&#8221; image_alignment=”left” headline=”Composi%C3%A7%C3%A3o%20do%20painel%20do%20IE2002″ alignment=”left”]O insensibilizador IE2002 utiliza os módulos Alfacomp 2022 e 9801, consagrados pelo mercado como a eletrônica mais utilizada na insensibilização de suínos. Um CLP com IHM controlam o sequenciamento do funcionamento do equipamento.
[/img_text_aside]

Módulo de controle 2022

Este módulo gera os sinais de chaveamento para o módulo de potência. Além disso, monitora a corrente fornecida pelo módulo de potência, diminuindo a largura dos pulsos de chaveamento, de maneira a limitar a energia fornecida.

Ajuste de frequência
  • Permite ajustar a frequência do sinal de saída dentro da faixa de 500 a 1000 Hz.
Ajuste de tensão
  • Permite ajustar a largura dos pulsos da onda quadrada de 0 a 100% de largura. 0% corresponde a uma tensão RMS igual a zero e 100% corresponde a uma tensão RMS de aproximadamente 280 V na saída do módulo de potência.
Ajuste de corrente
  • Permite ajustar entre 0,5 A e 6 A corrente de saída do módulo de potência, na qual começa a ser limitada a largura dos pulsos da onda quadrada entregue pelo módulo. Ex.: Digamos que o trimpot de ajuste de corrente esteja no meio. Isto corresponde a aproximadamente 3 A. Para cargas até 3 A, a largura dos pulsos da onda quadrada que sai do módulo de potência será aquela ajustada pelo potenciômetro de ajuste de tensão. Para cargas acima de 3 A, a largura do pulso é diminuída bastante, ocasionando a proteção por limitação de potência entregue. Ou seja, a amplitude da onda continua sendo de 311 Vpp, mas a largura cai, diminuindo a tensão RMS e consequentemente a potência entregue.

Módulo de potência 9801

Este módulo consiste em um inversor em ponte utilizando transistores FET. O módulo incorpora ainda os capacitores de filtragem da tensão retificada pela ponte retificadora SKB25/4. Este módulo transforma a tensão DC de 331 V em uma tensão alternada de formato quadrado e frequência e largura de pulsos comandados pelo módulo 2022.

Abate humanitário de suínos

[button_2 align=”center” href=”https://materiais.alfacomp.ind.br/abate_humanitario”%5DBaixe agora o documento da WSPA sobre abate humanitário de suínos[/button_2]

Normas técnicas

[button_2 align=”center” href=”https://materiais.alfacomp.ind.br/normas_frigorificos”%5DBaixe agora o conjunto de normas técnicas para frigoríficos de suínos[/button_2]
 

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]
 

Você que desenvolve soluções especiais para controle de processos e automação industrial irá gostar dos dispositivos apresentados abaixo. Todos foram criados para resolver problemas de campo que demandavam soluções criativas e inovadoras.

Rádio modem para comunicar RS232 e RS485 em até 32 km

O transceptor RM2060 consiste em uma solução de alto desempenho e baixo custo para comunicação wireless utilizando tecnologia Spread Spectrum na faixa dos 900 MHz podendo substituir milhares de metros de cabos de comunicação em ambientes industriais ruidosos. Utilizando comprovada tecnologia FHSS, que dispensa licença de operação junto a Anatel, o transceptor RM2060 estabelece comunicação entre computadores, clps e instrumentos diversos que possuem porta serial em padrão RS232 ou RS485 com taxas de 1200 a 115.200 bps. Para aumentar a segurança e integridade das comunicações, os transceptores RM2060 permitem a encriptação dos dados.

[button_2 color=”blue” align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/86″%5DBaixe agora o manual do RM2061[/button_2]

Kit de rádio enlace para longo alcance

O KIT RÁDIO ENLACE 1 reúne os equipamento e materiais necessários para estabelecer a comunicação serial entre dois pontos. O padrão de comunicação pode ser em RS232 ou RS485. A velocidade serial admitida é de 1.200 a 115.200 bps. O alcance do enlace é de até 30 km com visada.
[button_2 color=”blue” align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/79″%5DBaixe agora o manual do Kit[/button_2]

 RM2071 – Rádio modem 2.4 GHz, 60 mW, chão de fábrica

O transceptor RM2071 incorpora circuito pré-amplificador com sensibilidade de (–100) dBm. Sua construção robusta e a simplicidade de utilização o tornam perfeito para comunicação de dados em chão de fábrica. O equipamento dispensa licença de operação junto à Anatel e consiste em uma solução de alto desempenho e baixo custo para comunicação wireless utilizando tecnologia Spread Spectrum na faixa dos 2.4 GHz. Operando de forma transparente, permite construir redes ponto-a-ponto ou ponto-multiponto. O RM2071 incorpora as interfaces seriais RS232 e RS485 e permite comunicação simultânea pelas duas portas.
[button_2 align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/4″%5DBaixe agora o manual do RM2071[/button_2]

Kit Rádio Enlace 2.4 GHz – comunicação em chão de fábrica

O KIT Rádio Enlace 2.4 GHz reúne os equipamento e materiais necessários para estabelecer a comunicação serial entre dois pontos em chão de fábrica. O padrão de comunicação pode ser em RS232 ou RS485. A velocidade serial admitida é de 1.200 a 115.200 bps. O alcance do enlace é de até 500 m se houver visada entre os dois pontos. Exemplo de aplicação: comunicação entre CLPs.
[button_2 align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/10″%5DBaixe o manual do Kit 2.4 GHz[/button_2]

Conversor Ethernet/Serial RS232 RS485

O conversor CS-Ethernet consiste em uma solução de alto desempenho e baixo custo para conversão do padrão TCP/IP para serial RS232/RS485. De formato adequado para montagem em painéis elétricos de automação industrial, é alojado em gabinete metálico para encaixe em trilho DIN e pode ser alimentado por tensão CC de 10 a 30V. O conversor suporta taxas de comunicação de 300 a 230400 bps nas portas RS232 e RS485, sem necessidade de ajustes. O padrão RS485 permite a comunicação de até 32 dispositivos em distâncias de até 1200 metros.

[button_2 align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/72″%5DBaixe o manual do CS-Ethernet[/button_2]

 

Conversor serial RS232/RS485

O conversor serial CS485-V consiste em uma solução de alto desempenho e baixo custo para conversão do padrão serial RS232 em RS485. De formato adequado para montagem em painéis elétricos de automação industrial, é alojado em gabinete metálico para encaixe em trilho DIN e pode ser alimentado por tensão CC de 10 a 30V. O conversor suporta taxas de comunicação de 1200 a 57600 bps sem necessidade de ajustes. O padrão RS485 permite a comunicação de até 32 dispositivos em distâncias de até 1200 metros.

[button_2 align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/35″%5DBaixe agora o manual do CS485-V[/button_2]

Conversor pulsos para 0 a 10V e 4 a 20mA

O módulo ALFACOMP IA2801 consiste em uma solução de alto desempenho e baixo custo para conversão de pulsos de uma saída digital de clp para sinal analógico de tensão e corrente. De formato adequado para montagem em painéis elétricos de automação industrial, é alojado em gabinete metálico para encaixe em trilho DIN.

[button_2 align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/30″%5DBaixe agora o manual da IA2801[/button_2]

Interface analógica com 8 entradas em 4 a 20mA

A interface analógica IA2820 constitui um conversor multiplexado de sinais. Tem a capacidade de converter até 8 sinais analógicos de corrente de 4 a 20mA gerando uma saída em pulsos, de freqüência proporcional a entrada selecionada. Sua utilização destina-se às configurações de clp que possuem entrada de contagem rápida, viabilizando aquisição de até 8 sinais analógicos por módulo IA2820 a um preço extremamente competitivo. Para cada entrada analógica, o módulo é dotado de conexão destacável para: 24V, Sinal e GND. Desta forma, o módulo funciona também como borneira economizando espaço e tempo de montagem.
[button_2 align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/36″%5DBaixe agora o manual da IA2820[/button_2]

Interface relé com 8 saídas digitais independentes

O isolador a relé ID2908 constitui um isolador a relê para 8 saídas digitais de 24V. As bobinas dos relés tem uma ligação em comum no borne 0V. O módulo possui 8 saídas independentes e isoladas; S0 até S7. Ocupando apenas 23 mm no trilho DIN, o módulo funciona como borneira, simplificando a montagem de quadros de comando e economizando espaço. 8 LEDs indicam o estado dos relés. As conexões são por bornes destacáveis, facilitando a troca rápida de módulos.
[button_2 align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/38″%5DBaixe agora o manual do ID2908[/button_2]

Seccionador, DPS e tomada

O módulo Alfacomp SW3300 foi projetado para compor painéis elétricos de comando e automação e integra as seguintes funções:
• Seccionamento
• Proteção contra sobre corrente por meio de fusíveis
• Proteção contra sobre tensões por meio de varistores
• Tomada bipolar com terra padrão ABNT
• Sinalização luminosa de energização
Por incluir diversas funções em um módulo único, o dispositivo simplifica a montagem do quadro e contribui para layouts mais compactos.
[button_2 align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/41″%5DBaixe agora o manual do SW3300[/button_2]

Iluminador de painel e chave fim-de-curso

O Iluminador de Painel SW3301 desempenha as seguintes funções:
• Iluminação de painéis elétricos compactos;
• Sinalização de porta aberta;
• Chave fim de curso.
De dimensões compactas, o SW3301 pode ser alimentado por 24VCC, 110VCA ou 220VCA.
A chave fim de curso é do tipo NF. Quando a porta do painel é aberta, a chave é liberada, acionando a iluminação e acionando o relé que fecha o contato NA do conector.
O contato NA pode ser ligado à uma entrada digital de clp, alarmando que a porta esta aberta.
[button_2 align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/29″%5DBaixe agora o manual do SW3301[/button_2]

Fonte de alimentação com bateria

O módulo Alfacomp 2061 constitui uma fonte de alimentação chaveada especialmente desenvolvida para alimentar um CLP e um rádio modem. Dotado de bateria interna de 12V/7Ah, fornece em suas saídas as tensões de 24V para o CLP e 12V para o rádio. Enquanto a alimentação está presente na entrada CA, o módulo mantém a carga na bateria. Quando acontece a interrupção da energia da rede, a bateria sustenta o fornecimento nas saídas de 24V e 12V. Ideal para telemetria.

[button_2 align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/downloads/download_request/26″%5DBaixe agora o manual da fonte 2061[/button_2]

Veja também

[recent_posts style=”3″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]
[button_2 color=”green” align=”center” href=”http://www.alfacomp.ind.br/contato”%5DFale conosco[/button_2]

Venha passar um dia com a turma da Alfacomp e aprenda a programar os CLPs da Haiwell no Workshop Alfacomp

Programa do workshop: Apresentação da linha de CLPs Haiwell, instalação da ferramenta de programação HaiwellHappy, programação e testes. 
Onde: Porto Alegre – RS
Quando: 21 de novembro de 2017
Horário: das 8:00 às 12:00 e 13:00 às 18:00
Cada participante deverá portar um notebook configurado com Windows e dotado de porta USB. O curso é teórico e prático, os participantes irão desenvolver programas, enviar para os CLPs e testar o funcionamento.
Público alvo: profissionais de automação industrial com experiência na programação de CLPs.

Para iniciar o workshop, faltam:

[countdown_timer style=”2″ end_date=”2017/11/21 8:0:0 GMT -3″ redirect_url=”” years_text=”Years” years_text_singular=”Year” months_text=”Months” months_text_singular=”Month” days_text=”Dias” days_text_singular=”Dia” hours_text=”Horas” hours_text_singular=”Hora” minutes_text=”Minutos” minutes_text_singular=”Minuto” seconds_text=”Segundos” seconds_text_singular=”Segundo”][/countdown_timer]

VAGAS LIMITADAS: Faça sua inscrição

Aguarde a confirmação de sua inscrição por e-mail.
Dúvidas: Ligue para (51)3029.7161 ou escreva para comercial@alfacomp.ind.br
Veja também:
[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

Descubra como o SAEMAS no município de Sertãozinho no interior de São Paulo viabilizou o sistema de telemetria da distribuição de água tratada do município com a ajuda da FEHIDRO e da ALFACOMP.
[video_player type=”youtube” youtube_auto_play=”Y” style=”1″ dimensions=”560×315″ width=”560″ height=”315″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″ ipad_color=”black”]aHR0cHM6Ly95b3V0dS5iZS9DYXpMSS0wUUFYSQ==[/video_player]

FEHIDRO 

O Fundo Estadual de Recursos Hídricos apoia os estudos, a implementação e a manutenção de projetos de aproveitamento e gestão dos recursos hídricos do Estado de São Paulo e pode ser utilizado para financiar a implantação de sistemas de automação e telemetria do abastecimento de água municipais.

TELEMETRIA DE ÁGUA E ESGOTO

Trata-se da automação, monitoração e controle, em tempo real, de reservatórios e elevatórias de água e esgoto, ETAs e ETEs via rádio. Em um município sem sistema de telemetria, é a população que avisa a companhia de água e esgoto quando ocorre uma falha no abastecimento. O sistema de telemetria é necessário em companhias de água e esgoto para:

  • Garantir o abastecimento da população;
  • Monitorar em tempo real o funcionamento de estações elevatórias, reservatórios, medidores de vazão e demais dispositivos elétricos e hidráulicos do sistema;
  • Armazenar e apresentar dados históricos sobre a qualidade do abastecimento;
  • Alarmar vazamentos, falhas de operação, falhas de equipamentos, intrusões, valores anormais de níveis, pressões e vazões;
  • Prevenir e minimizar perdas;
  • Enfim, garantir a qualidade dos serviços prestados.

As telas de elevatória são funcionalmente semelhantes à tela abaixo. Permitem visualizar a atuar sobre o funcionamento da elevatória sendo mostrada.

CCO – Centro de Controle e Operação

COMO O SAEMAS OBTEVE O RECURSO DO FEHIDRO

O FEHIDRO financia grande parte do investimento a fundo perdido. Um projeto deve ser submetido ao Fundo Estadual apresentando o sistema a ser implantado e os benefícios esperados na melhoria da eficiência da utilização dos recursos hídricos.

BAIXE GRATUITAMENTE O MODELO DE MANUAL DE AUTOMAÇÃO E TELEMETRIA

EQUIPAMENTOS UTILIZADOS NO SAEMAS

Nos reservatórios e elevatórias são instalados painéis de telemetria dotados de controladores programáveis, rádios modem e demais componentes.

Equipe de engenharia – Painéis de Telemetria

ESPECIFICANDO O SISTEMA  DE TELEMETRIA

Reservatório P42 – Cristo Redentor

O primeiro passo é o levantamento de campo, quando são coletadas as informações sobre os pontos de interesse, a saber: reservatórios, elevatórias de água e esgoto, boosters, pontos e macro medição, VRPs, ETAs, ETEs, e qualquer outra instalação que se deseje monitorar e controlar. O resultado deste levantamento é uma lista de informações contendo:

  • Descrição das instalações com a lista de instrumentos, parâmetros hidráulicos e elétricos, volumes, pressões, níveis, potências, etc;
  • Fotos das instalações com estimativas de altura das edificações e reservatórios;
  • Coordenadas geográficas de cada ponto, preferencialmente em graus, minutos e segundos.

Topologia de rádio comunicação

Topologia da telemetria no SAEMASCom base nas informações enviadas, nossa equipe cria um anteprojeto descrevendo em detalhes a tecnologia que será fornecida para automatizar, monitorar e controlar as instalações de saneamento do município. O cliente recebe então um manual de anteprojeto e uma planilha orçamentária contendo os valores de investimento para cada ponto de automação.

Faça como o SAEMAS de Sertãozinho,

Conte com a Alfacomp para iniciar seu sistema de telemetria de água e esgoto. Solicite um estudo gratuito para o sistema de sua cidade.

Veja o exemplo de São Leopoldo no Rio Grande do Sul

Veja também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”2697, 2636, 2069, 1910, 1238, 1156, 1152, 1146, 1068, 998, 646″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

Olá,
Você que está acompanhando o lançamento dos CLPs Haiwell pode agora baixar sem custo o software de programação.
Acesse nosso site e baixe agora a versão 2.2.5 do software HaiwellHappy.
O software permite a simulação do CLP, ou seja, você cria e testa o programa sem conectar ao CLP.
Acompanhe o curso de programação em nossa página.
Clique na figura abaixo e faça o download.
Abraço,
Eduardo Grachten
Clique e baixe o software sem custo

Veja também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

O CLP Haiwell chega ao Brasil. É com orgulho que anunciamos a distribuição para todo o Brasil dos produtos da Haiwell. Os CLPs Haiwell para automação industrial são indicados para injetoras de plástico, empacotamento, máquinas têxteis, alimentação, instalações médicas, indústria farmacêutica, meio ambiente, serviços municipais, equipamentos de impressão, automação predial, elevadores e outras aplicações onde são requeridos alta confiabilidade, robustez e ótimo custo-benefício.

Características básicas

  • Ferramenta de progração gratuita e com 100% de simulação via software;
  • Atende a norma IEC-61131 com programação em Ladder, Blocos de funções e Listas de instruções;
  • CPUs com 16 a 60 ponto de IO digital;
  • Interfaces de comunicação Ethernet, RS232 e RS485 nativas;
  • Protocolos de de comunicação Modbus TCP, Haiwell TCP, Modbus RTU e ASCII, e Haiwell High Speed Protocol;
  • Programação remota via Haiwell Cloud;
  • Módulos de expansão via Ethernet e RS485;
  • Blocos de conexão destacáveis para troca facilitada de módulos.

Ethernet

O CLP mestre e os módulos remotos suportam comunicação Ethernet e até 5 portas RS232 ou RS485 comunicando simultaneamente. Pela rede é possível comunicar, programar, monitorar e trocar dados com os CLPs. A porta Ethernet pode ser utilizada para intercomunicar CLPs, IHMs e computadores.

Atualização do firmware

Através deste recurso é possível alterar e atualizar o firmware dos CLPs. Desta forma, recursos novos podem ser adicionados a equipamentos anteriores na medida que forem desenvolvidos pela fabricante.

Poderosos recursos de comunicação

Os CLPs possuem duas portas seriais nativas, uma RS232 e uma RS485, que podem ser expandidas para até 5 portas. Cada porta pode ser utilizada tanto como mestre quanto como escravo na comunicação. A comunicação em rede pode ser 1:N, N:1 e N:N e uma grande variedade de interfaces IHM de mercado são suportadas, assim como inversores, medidores e periféricos diversos.

Suporte a múltiplos protocolos de comunicação

Os CLPs possuem instalados de forma nativa os protocolos de comunicação MODBUS RTU e ASCII, Free Communication Protocol e o Haiwellbus High-Speed Communication Protocol of Xiamen Haiwell Technology Co., Ltd. A composição de arquiteturas sofisticadas e complexas são facilitadas pois basta uma única instrução para estabelecer um modo de comunicação. Desta forma, problemas como conflitos de comunicação, colisões e problemas de handshaking são minimizados e até eliminados, sendo possível a coexistência simultânea de diversos protocolos diferentes.

Função de contagem de pulsos em alta velocidade

Os CLPs suportam até 8 canais duplex de alta velocidade (200 kHz) de contagem de pulsos. São possíveis 7 modos de funcionamento com as entradas de contagem rápida (pulso / direção 1 oitava, pulso / direção 2 oitavas, pulso direto / reverso 1 oitava, pulso direta / reverso 2 oitavas, fases A / B 1 oitava, fases A / B 2 oitavas, fases A / B 4 oitavas), e três tipos de comparação (comparação de uma etapa, comparação absoluta e comparação relativa), e ainda é possível a comparação de 8 valores fixos com função de self-learning.

Medição de frequência de pulsos de alta velocidade

São possíveis até 16 canais de 200 kHz de alta velocidade para a medição de frequência.

Saída de pulsos de alta velocidade

São possíveis até 8 canais duplex de pulsos de saída em 200 kHz. Desta forma, até 8 motores de passos podem ser controlados. Os CLPs possuem funções que permitem controlar aceleração e desaceleração, envelopes de múltiplos segmentos, um sinal de saída de sincronismo facilita a sincronização precisa dos motores. Usadas de forma independente, estão disponíveis até 16 saídas rápidas para funções de PWM, podendo controlar até 16 motores de passo ou servos.

Função de controle de movimentação

Os CLPs Haiwell suportam até 8 canais de 200 kHz para controle de movimentação que permitem interpolação linear, interpolação circular, pulso de saída de referência, endereço absoluto, endereço relativo, compensação de folga, retorno ao ponto de partida e definição de ponto de partida.

Função de controle PID

Até 32 malhas de controle PID são suportadas pelos CLPs Haiwell. Estão disponíveis a auto sintonia, o controle de temperatura por lógica Fuzzy, o controle de temperatura por curva TTC, o controle de válvulas e de outros dispositivos industrias.

Captura de bordas e interrupções

Os CLPs suportam até 8 canais para detecção de bodas de subida e descida de sinais para funções de interrupção. Todas entradas permitem a aplicação de filtros para a correta detecção dos sinais. Estão disponíveis 52 níveis de interrupção em tempo real.

Funções de processamento analógico de alto desempenho

Os registros AI das entradas analógicas podem ser acessados diretamente e estão disponíveis funções para conversão de unidades de engenharia, ajuste de frequência de amostragem e correção de zero. Os registros AQ das saídas analógicas podem ser convertidos para unidades de engenharia e podem ser configurados para manter seus valores.

Proteção por senha

Existem três níveis de senhas para garantir a proteção dos CLPs e do trabalho desenvolvido em sua programação: senha de proteção de programas, senha de proteção de blocos, senha de acesso ao hardware.

Características diversas

Além das características já citadas, os CLPs Haiwell também possuem função de autodiagnóstico, função de proteção contra falha de energia, relógio de tempo real, operações matemáticas em ponto flutuante, etc.

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

Alfacomp e Nivetec instalam remota para medição de vazão no Rio Formoso.

Foto de Fernando Alvesrio-formoso-foto-fernando-alves

O primeiro teste nos equipamentos que irão medir a vazão das bombas de captação de água do Rio Formoso no Sudoeste do Tocantins para a irrigação de seus diversos projetos agrícolas será feito neste sábado, 18, por um grupo de especialistas contratado por produtores rurais e irrigantes daquela região.

A automação deste controle se deu após um acordo entre irrigantes e o Ministério Público, com o objetivo de preservar o Rio Formoso e manter os níveis de produção agrícola na região.

Conforme o grupo, o projeto está sendo desenvolvido pelo Instituto de Atenção às Cidades, ligado à Universidade Federal do Tocantins (UFT) com os custos bancados pela Associação dos Produtores Rurais do Sudoeste do Tocantins.

Ainda segundo a grupo, depois da grave crise hídrica que afetou o Rio Formoso e seus afluentes em 2016, deixando o rio em níveis críticos, agravada pela captação de água para irrigação por inundação na região, iniciaram-se os estudos para o desenvolvimento de uma tecnologia capaz de medir com precisão o volume de água captado no Rio, a fim de planejar ações de preservação do afluente.

– Este é um projeto inédito no mundo e é o ponto de partida para assegurar a vazão do Rio, permitindo o uso sustentável e mais racional de suas águas sem prejuízo à exuberante fauna e flora existentes ao seu redor – explicou Felipe Azevedo Marques, doutor em Engenharia Agrícola, especialista em Hidrologia e coordenador do projeto.

Ele acrescenta que o projeto consiste na instalação de medidores ultrassônicos nas propriedades capazes de medir e transmitir informações em tempo real via rede telefônica 2G para órgãos de controle, universidades e para os produtores, a fim de garantir um planejamento eficaz da vazão e sua rigorosa fiscalização.

– Tudo isso precedido e sucedido de muitos estudos e diagnósticos que serão ferramentas indispensáveis na elaboração de novas estratégias de preservação de toda a Bacia do Rio Formoso composta por cursos d´água importantes como o Rio Urubu entre outros – enfatizou.

Depois de diagnósticos sobre a disponibilidade hídrica dos rios da bacia e o diagnóstico da demanda dos usuários – continua o grupo – será desenvolvido um sistema de informações para o monitoramento contínuo das águas por meio de um sistema automatizado com medidores hidrostáticos e ultrassônicos, ambos com sinal analógico e de altíssima precisão.

– Esse sistema permitirá aos empresários rurais e aos agentes públicos e comitês de bacias, monitorarem em tempo real a situação dos recursos hídricos, planejar com antecedência a gestão dos usos múltiplos e garantir a segurança hídrica ao desenvolvimento, reduzindo significativamente as certezas e o risco associado à seca do Rio Formoso – garante Felipe.

Teste

captacao-de-agua-para-agricultura-1

Técnicos do Instituto de Atenção às Cidades e das empresas fornecedores dos medidores já estão na região da Lagoa da Confusão preparando os equipamentos para o primeiro teste que será realizado com a presença de produtores rurais, jornalistas e autoridades.

O experimento será na propriedade do produtor Victor Rodrigues da Costa, no município da Lagoa da Confusão.

– Até março já teremos os primeiros resultados para apresentar aos produtores e ao MP com previsão de apresentação de resultados mais conclusivos até junho – conclui Felipe.

Da Ascom da iniciativa, com edição da redação de Cerrado Rural 18 de Fevereiro de 2017.
Mais notícias no portal G1: 

http://g1.globo.com/to/tocantins/jatv-2edicao/videos/t/edicoes/v/apos-passar-por-crise-hidrica-rio-formoso-ganha-aparelho-para-monitorar-retirada-de-agua/5665215/

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”selectable_posts” posts_num=”” selectable_posts=”2697, 2636, 2069, 1910, 1238, 1156, 1152, 1146, 1068, 998, 646″ text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

Queremos trabalhar com você.

Leve a Alfacomp para a sua região.

Você conhece o mercado de automação industrial de sua região? É integrador ou representante? Queremos trabalhar com você!
Envie seu e-mail para comercial@alfacomp.ind.br que encaminharemos nosso modelo de parceria, ou ligue para (51)3029.7161

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

Você está procurando soluções para controle, automação e telemetria?
Conheça a Alfacomp Automação Industrial Ltda. A Alfacomp ajuda você a encontrar a melhor solução para a configuração do sistema de controle e automação.
Aprenda a criar sistemas de telemetria que controlam sistemas automatizados via rádio.
Desde 1992 a Alfacomp desenvolve produtos e sistemas de controle e automação para indústrias e empresas de saneamento em todo o território brasileiro. Inscreva-se em nosso canal e fique atualizado com as novidades.

Siga nosso canal no Youtube
https://www.youtube.com/user/alfacompbrasil?sub_confirmation=1

Leia também

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

Conheça a Alfacomp na FENASAN 2016

FENASAN 2016 - Visite a Alfacomp
Pavilhão Vermelho Expo Center Norte. Rua José Bernardo Pinto, 333 – São Paulo – SP
Feira: 12h às 20h – Congresso: 9h às 18h30

Conheça a Alfacomp

[recent_posts style=”1″ rows=”one” title = “Amazing Content” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”5″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]